segunda-feira, 3 de abril de 2017

Pesquisa do Procon apresenta índices alarmantes em diferença de preços


Todo mês, a pesquisa em supermercados ressalta ainda uma tabela alternativa de preços de produtos básicos especiais, sendo itens livres de açúcar, de glúten e de lactose

   O pacote de achocolatado, contendo entre 800 gramas e um quilo, foi um dos vilões do levantamento de preços de produtos básicos na casa de cada lageano, realizado nos dias 28 e 29 de março, pelo Programa de Defesa do Consumidor (Procon). A pesquisa detalha produtos de variadas marcas vendidos nos oito maiores supermercados de Lages. No estabelecimento que disponibiliza o menor valor do achocolatado de certa marca, o item custa R$ 8,98 e no que oferece o maior preço, da mesma marca, R$ 14,98.
  Em relação à carne, o quilo do coxão mole de determinada marca está a R$ 19,98 em um dos supermercados e a R$ 25,90 em outro (ambos da mesma bandeira). E quanto aos produtos de limpeza doméstica, o sabão em pó em quilo de menor custo está a R$ 4,49 e o de maior a R$ 5,28, também da mesma marca. 
   Outras comparações podem ser feitas pelos consumidores a partir do acesso à tabela completa, divulgada no link http://www.lages.sc.gov.br/procon/pesquisas.php. O documento serve para nortear os consumidores na hora de escolher e aliar melhor valor e qualidade, e traz comparativo entre o preço médio obtido e o menor preço por estabelecimento. Ali se econtra também  uma pesquisa alternativa de preços de produtos básicos especiais, sendo itens livres de açúcar, de glúten e de lactose. São responsáveis pela pesquisa os profissionais do Procon, Gisele Furtado Dornelles e Ziania Oliveira Melo, com a coordenação do Executivo do órgão em Lages, Julio Borba. O contato do Procon é 3222-3921. “Os clientes devem estar cientes de seus direitos e inteirados das formas de proteção”, conclui Julio Borba.

Foto: Carlos Alberto Becker



 


Outras informações acesse o site:
http://www.lages.sc.gov.br Prefeitura de Lages
Secretaria de Comunicação Social Telefone: (49) 3221-1010
*Se não deseja mais receber esses e-mails favor entrar em contato

Nenhum comentário:

Postar um comentário