sexta-feira, 31 de março de 2017

- Kátia Martins, Jéssica Quinatto e Laura Liz Koech são escolhidas para a realeza da 29ª Festa Nacional do Pinhão


Este ano foi registrado um recorde nas inscrições. Ao todo foram 57 meninas interessadas em ser Rainha da Festa

   Uma noite de muito charme, beleza, desenvoltura e conhecimento sobre a cidade, os costumes, a tradição e a Festa Nacional do Pinhão. Assim, foi o concurso de escolha da realeza da 29ª edição de um dos maiores eventos do Sul do país. O salão principal do clube Caça e Tiro foi totalmente decorado e preparado com as características da região serrana para receber as autoridades municipais e convidados. 
   De um lado, a expectativa de todos os familiares, namorados, amigos e convidados que estavam na torcida por suas candidatas. Do outro lado, um nervosismo mais contido, porém aparente e normal pela ocasião no semblante das 20 candidatas à rainha e princesas. Ali elas estavam, na passarela, no momento mais decisivo, depois de uma pré-seleção e todo treinamento para a realização de um grande sonho. Serem as representantes oficiais da 29ª Festa Nacional do Pinhão.
   O prefeito Antonio Ceron destacou em sua fala a importância da Festa para a cidade. "Este evento não é do prefeito ou da Prefeitura é de todos. Vamos juntos, em parceria com a empresa responsável, fazer a maior Festa de todos os tempos", disse.
   Já o superintendente da Fundação Cultural de Lages, Gilberto Ronconi, ressaltou que por determinação do prefeito Ceron estão de volta na edição deste ano, o Palco Cultural e o Pavilhão Cultural. "Este era um compromisso do prefeito que estamos atendendo. Assim, valorizamos o artista lageano e resgatamos a família lageana para o evento".
   Após muito suspense e expectativa foi anunciado à realeza da 29ª Festa Nacional do Pinhão:
Rainha: Kátia Martins.
Primeira Princesa: Jéssica Quinatto
Segunda Princesa: Laura Liz Koech


Perfil da realeza da 29ª Festa Nacional do Pinhão

Rainha: Kátia Martins,19 anos, 1m63cm de altura. Filha de Ocelino Martins e de Rita de Cássia Madruga dos Santos Martins. Cursando Administração na UNIPLAC. Seu Hobby é: estar com a Família e amigos , praticar esportes ao ar livre , estudar Inglês, ler assuntos relevantes sobre a profissão.

Primeira Princesa: Jéssica Quinatto, 25 anos, 1m65cm de altura. Filha de João Augusto Quinatto e de Rosa Helena Goedert Quinatto. Bacharel em Engenharia Ambiental pela UDESC / CAV, pós-graduada em Engenharia de Segurança de Trabalho pela UNIPLAC e Mestrado em Ciências Ambientais tambem na UDESC / CAV. Seu Hobby é : estar com a família e amigos, viajar e ver filmes e séries.

Segunda Princesa: Laura Liz Koech, 23 anos, 1m57cm de altura. Filha de Lauro Koech Júnior  e de Rosemeri  dos Santos Liz. Formada em Enfermagem pela UNIPLAC. Seu Hobby é: ficar com a familía, sair com os amigos, ir ao cinema e praticar atividades físicas.

Sobre o concurso

   De forma muito transparente com os votos dos nove jurados projetados em um telão para que todos acompanhassem o resultado final, o concurso, organizado pela equipe da Fundação Cultural de Lages, foi realizado por etapas.
   Na primeira, as candidatas se apresentaram em conjunto e depois individualmente, onde foram julgadas através dos quesitos: beleza, simpatia, desenvoltura e comunicação.  Como de costume, e um dos momentos de maior apreensão, todas as candidatas responderam as perguntas feitas pela organização do concurso.
   Uma das novidades deste ano foi a apresentação das candidatas ao som das consagradas músicas da Sapecada da Canção Nativa, uma homenagem aos 25 anos do tradicional festival.   Na sequência cada jurado indicou as cinco candidatas de acordo com suas preferências. Neste momento houve um empate e seis candidatas passaram para a fase final do concurso.
   Com as notas zeradas, um novo desfile foi realizado, individualmente, na ordem alfabética e numérica de apresentação. A candidata mais votada, automaticamente, Kátia Martins, foi escolhida a Rainha.
  Já na escolha das princesas houve mais uma vez um empate, entre Jéssica Quinatto e Laura Liz Koech. Segundo o regulamento do concurso, os votos foram diretos da comissão julgadora, sem planilhas, e no final a Primeira Princesa foi Jéssica Quinatto e a Segunda Princesa Laura Liz Koech.

Comissão Julgadora

Anna Paula Nunes - Rainha da 13ª Festa Nacional das Hortaliças em Urubici. É acadêmica de Arquitetura e Urbanismo e Diretora-sócia da Nunes Esportes em Urubici e Rio Rufino.

Célia Regina Dalazoana - Atua em rádio há mais de 25 anos. Com trabalhos realizados em São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Em Lages atuou como diretora de Rádio durante oito anos e atualmente integra a equipe do Grupo SCC na direção da Rádio Massa FM.

Débora Bombílio - Colunista Social e também produtora do Caderno Essencial do Jornal Correio Lageano. Acadêmica do curso de Jornalismo. Também atua como apresentadora e assessora de comunicação em eventos e ainda exerce a função de professora do ensino fundamental.

Elenise Alves Cabral Pereira - Formada em Administração de Empresas e Educação Física, foi Rainha da 5ª Festa do Pinhão de Muitos Capões, atualmente é vice-prefeita do município de Muitos Capões, no Rio Grande do Sul.

Francini Thomazi Castelani - Consultora e Diretora de Vendas Independente Mary Kay. Atua no ramo de vendas diretas há mais de três anos.

Régia Fávero – Economista, pós-graduada em Marketing Empresarial e MBA em Gestão empresarial. Atua há 19 anos no Grupo RBS e atualmente é gerente regional de negócios da RBS TV Centro Oeste. Representou Lages em diversas edições dos Jogos Abertos de SC como atleta de voleibol e vôlei de praia.

Ricardo Martins – “Kako” Martins - Diretor de Rádios do Grupo Barriga Verde compondo a Band FM Florianópolis e Band FM Lages e Diretor Serra, Meio-Oeste e Oeste da TV Catarina Band. Na Festa do Pinhão realiza a cobertura do evento há mais de 15 anos, além de participar como intérprete e apresentador da Sapecada da Canção Nativa.

Tamiris Schafer - Rainha da 24ª Expofeira e Festa Nacional da Cebola na cidade de Ituporanga no próximo mês, de 06 a 09 de Abril.

Vanessa Muniz - Rainha da 4ª Vindima de Altitude, evento que reúne produtores, proprietários de vinícolas, investidores e amantes do vinho. No momento atua como empresária no ramo da beleza.

Fotos: Marcelo Pakinha e Greik Pacheco

 
______________________________________________
 



Outras 

Inter x Metropolitano: ingressos a R$ 10 e R$ 15 para o jogo decisivo de domingo

Inter x Metropolitano: ingressos a R$ 10 e R$ 15 para o jogo decisivo de domingo
O jogo de domingo é decisivo, e os torcedores do Internacional de Lages poderão ir ao Estádio Vidal Ramos Júnior comprando ingressos por apenas R$ 10 (descoberta) e R$ 15 (coberta). As vendas dos ingressos promocionais começam nesta sexta-feira na loja do clube, no Serra Shopping, que funciona das 10h às 12h e das 13h às 18h.
No sábado, as vendas ocorrem na loja do clube a partir de 10h e também na tenda dos torcedores que será montada no Calçadão. No domingo, as vendas serão feitas na bilheteria do Tio Vida a partir de 10h.
Para sócios
Os sócios terão uma promoção exclusiva para eles. Sócios em dia poderão comprar duas camisas oficiais do clube pelo preço de uma (R$ 130 pelas duas). Na compra de duas camisas, o sócio levará dois ingressos (para seu setor) de cortesia. Se quiser comprar apenas uma camisa, o sócio também terá desconto de 50% (uma só camisa sai por R$ 65). A diferença, nesse caso, é que não há os ingressos de brinde.
Inter x Metropolitano jogam no domingo a partir de 16h. 

 

SBT News apresenta novidades na próxima segunda-feira


Telejornal, apresentado por Fernando Machado, ganhará um novo cenário e uma nova identidade visual

                O SBT Santa Catarina anunciou novidades no SBT News, telejornal apresentado por Fernando Machado, que a partir da próxima segunda-feira (03/04) ganha um novo cenário e uma nova identidade visual. Exibido de segunda a sexta-feira, às 19h20, o telejornal leva aos lares catarinenses os fatos mais importantes do dia no Estado e passará a contar com a ainda mais dinamismo para levar um resumo do que foi destaque em Santa Catarina. O SBT News é um dos telejornais mais assistidos do Estado, tendo conquistado, na última pesquisa, a vice-liderança nas cidades de Chapecó, Joaçaba, Criciúma, Lages e Joinville.*

                De acordo com Fernando Machado, a proposta desse novo SBT News é "trazer ainda mais dinamismo ao telejornal, trazendo um resumo das notícias que foram destaque em Santa Catarina". O apresentador destaca ainda a excelente participação que o SBT News possui em todo o Estado. "Construímos a nossa credibilidade por meio do diálogo com o telespectador e por mostrar o que de fato é relevante e interfere na sua vida. Temos o desafio de fortalecer ainda mais esse diálogo com interatividade e também através do nosso compromisso com a informação".

                O SBT News é produzido com o objetivo de facilitar a compreensão do telespectador sobre os fatos, que muitas vezes possuem grandes desdobramentos. A excelente participação que o telejornal possui em todo o Estado demonstra a relevância do jornalismo produzido pelo SBT Santa Catarina e a credibilidade construída ao longo de sua história, marcada pelo compromisso com a ética e com a sociedade.


*Fontes: Kantar IBOPE Media/ Media Workstation Standard / Total Ligados / Chapecó, Joaçaba, Criciúma e Lages / maio de 2016/ Faixa horária 19h17 às 19h47/ shr% domiciliar
Kantar IBOPE Media/ Media Workstation Standard / Total Ligados / Joinville / abril de 2016/Faixa horária 19h17 às 19h47/ shr% domiciliar


quinta-feira, 30 de março de 2017

Coruja cobra promessas de Colombo para a região serrana e diz que população anseia por isso

Coruja ocupou a tribuna da Assembleia, hoje(29) e fez duras críticas ao governador Raimundo Colombo, o sétimo lageano a governar Santa Catarina desde a proclamação da República. Disse que por várias vezes, em época pré eleitoral, Colombo anunciou grandes obras que nunca chegaram a se instalar na região, criando falsas esperanças na população. Entre as empresas anunciadas por Colombo, Coruja citou a Sinotruk, fábrica de caminhões; ZF; Riwa Soluções Eletrônicas; Novaer Craft fábrica de aviões; Xereta, fábrica de refrigerantes e Âncora, sistemas de fixação, entre outras.
Ressaltando a importância, no passado, que Lages ocupava na política estadual e nacional (a primeira vez que um catarinense ocupou a presidência da República foi com um lageano, Nereu Ramos), Coruja se referiu aos ciclos da pecuária e da madeira, lamentando a situação atual da economia do município.
Ele lembrou que Colombo, prefeito de Lages em três oportunidades, conquistou a maioria do eleitorado de sua cidade com promessas de impulsionar o desenvolvimento da região.  "Não foi o que aconteceu. Sabemos que um governador deve governar para todos, mas isso não impede um esforço a mais, a exemplo do que fez o governador Luiz Henrique. Ele  governou para todo o estado, mas teve um olhar especial para Joinville e levou pra lá, entre outras importantes ações, a montadora da BMW".
Coruja reafirmou que o atual governo do estado deve muito para região serrana. "O governador Colombo ainda tem alguns meses para honrar suas promessas, antes de deixar o governo para concorrer a outro cargo. A  região, que não teve nenhuma grande modificação nos últimos anos, anseia por isso".

O parlamentar encerrou dizendo que o sétimo lageano a governar Santa Catarina pode passar para a história da nossa região como o que se fala do número sete."Se existe um  número místico, que desperta atenção e curiosidade e crendices, sem dúvida este é o sete.  Talvez um dos culpados seja Pitágoras, por ter afirmado que o sete é um número sagrado, perfeito e poderoso, além de mágico. Pitágoras só não disse que é também considerado o número da mentira". 

Produção de energia solar cresce 70%


A cada dia, as fontes renováveis de energia elétrica têm feito parte das escolhas do brasileiro, seja na hora de decidir pelo sistema a ser usado na construção ou reforma da casa, seja na opção da equipe técnica de uma obra de grande porte. Os números comprovam esta nova e sustentável tendência. Nos últimos dois anos a produção fotovoltaica aumentou em 70% em todo o mundo. A estimativa é de que 90% das unidades existentes tenham sido instaladas neste período.

A previsão da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) é de que em 2030, os projetos nessa área devem chegar a 25 gigawatts. Desse total, 68% corresponderiam a usinas de grande porte e o restante à geração distribuída em residências, edifícios comerciais e condomínios. Com esses avanços, a expectativa é de que ocorra um aumento significativo nos percentuais referentes à matriz energética, passando dos modestos 0,02% de 2015 para 10% nos próximos 13 anos.

“São muitas as vantagens financeiras e ambientais ao se optar pela geração de energia solar. Vivemos em um país com abundância de recursos naturais e que necessitam ser mais bem aproveitados”, afirma Gilberto Vieira Filho, presidente da Quantum Engenharia. A empresa, especialista em instalações fotovoltaicas tem percebido o aumento na procura por essas instalações, tanto que registrou incremento de 580% em vendas de sistemas de energia solar distribuída, em 2016.

A redução dos custos dos equipamentos de energias renováveis é um dos motivos para o aumento do interesse e do acesso a esta modalidade de geração de energia. Na última década, houve redução de 70% no valor de aquisição da energia solar. Este número gera, ainda, outro dado positivo: o tempo de retorno do investimento reduziu também em 70%. Se antes esta espera era de 25 anos, agora, ela dura, em média, oito.



Descrição: Assinatura_Email_Estrutura_atualizadas2017-lorena


Mudanças no trânsito em frente ao Centro Universitário Unifacvest

As alterações começam a valer oficialmente no próximo dia 10 de abril

   A Diretoria de Trânsito de Lages (Diretran) estará implementando algumas mudanças no trânsito na Rua Mal. Floriano, em frente ao Centro Universitário Unifacvest e na Rua Cristiano Brascher, ao lado da Caixa Econômica Federal. Já nesta quinta-feira (30), os motoristas estarão sendo orientados sobre as alterações nesses arredores, através de faixas indicativas estrategicamente colocadas, para melhor observação. Oficialmente, as modificações passam a valer no dia 10 de abril, próximo.
   Conforme o executivo de coordenação de Segurança e Trânsito, Jacinto Bet, são duas, portanto, as alterações a serem observadas: uma delas vai ocorrer na Rua Marechal Deodoro, bem em frente ao Unifacvest, na direção do Centro. Neste local, não mais será permitido o estacionamento normal de veículos. O espaço será utilizado apenas para embarque e desembarque.
   A segunda mudança irá ocorrer na rua em frente à Instituição, a Cristiano Brascher. Também no dia 10 de abril, o contorno à esquerda em direção à Rua São Joaquim, não será mais permitido. Desta forma, para quem precisar dobrar à esquerda, buscando a Rua São Joaquim, no Bairro Copacabana, deverá utilizar a Rua Sete de Setembro. Além disso, a Rua Cristiano Brascher passará ter sentido único em direção à Rua São Joaquim, permitindo nela, duas formas de estacionamento: oblíquo de um lado, e de outro, o paralelo. “As mudanças irão facilitar o trânsito de veículos nos arredores da Unifacvest, e ainda o número de estacionamentos será ampliado”, observou Jacinto Bet.

Fotos: Marcelo Pakinha
 


Outras informações acesse o site:
http://www.lages.sc.gov.br Prefeitura de Lages
Secretaria de Comunicação Social Telefone: (49) 3221-1010
*Se não deseja mais receber esses e-mails favor entrar em contato

Mais de 100 toneladas de lixo são geradas diariamente em Lages

Diante disto, são necessários serviços de coleta e destinação adequados dos resíduos sólidos, de tal forma que se minimizem os impactos de poluição ambiental

   Uma das várias competências da Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente é a da coleta de lixo, tanto o convencional recolhido de segunda-feira a sábado pelos garis em todos os bairros da cidade e em localidades do interior do município, quanto o reciclável, o lixo eletrônico e o descarte de pneus gerado pelas empresas que trabalham com este tipo de material poluente.
   Enquanto o lixo dito convencional é depositado no aterro sanitário, o lixo reciclável, o eletrônico e o descarte de pneus são destinados à indústria de reciclagem. “Mantemos convênio com duas empresas, em Lages, que fazem o recolhimento de lixo eletrônico e pneus. O objetivo é manter este tipo de serviço ativo, pois só de pneus são recolhidos, mensalmente, 160 toneladas”, fala o secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Euclides Mecabô (Tchá-Tchá). “Estamos em fase de renovação do contrato com a empresa que recolhe os pneus, a qual está estabelecida no bairro Tributo”, esclarece.
   Parte do lixo considerado reciclável, gerado diariamente pelos moradores, seja em suas residências ou em locais de trabalho, acaba sendo recolhido pela cooperativa de catadores, conveniada da Prefeitura. Todo o material coletado pelos cooperados é processado para venda para empresas do ramo de reciclagem.
   Em média, por mês, são depositados no Aterro Sanitário, localizado na região do distrito de Índios, 3.700 toneladas de lixo urbano convencional. Esta coleta só não é realizada aos domingos e a média diária chega a 100 toneladas.
   Para este serviço, a Prefeitura mantém convênio com a empresa Serrana Engenharia Ltda., responsável pela coleta e administração geral do Aterro Sanitário. Neste aterro, além do lixo urbano de Lages, são depositados lixos de outros 12 municípios, incluindo aquele gerado no município de Ituporanga. Ao todo, o aterro sanitário recebe por mês 3.800 toneladas de lixo urbano.
   “O convênio com a Serrana compreende também a contratação de uma empresa fiscalizadora dos serviços e, além disso, temos a fiscalização realizada por equipe técnica da própria prefeitura formada por profissionais da área de engenharia ambiental e biologia”, conclui o secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente.

Lixo Eletrônico

   A média mensal de lixo eletrônico coletado em Lages é de três a quatro toneladas, segundo informou o diretor da empresa Eco Centro Sul, Juarez Ramos, a qual está estabelecida na Rua Humberto de Campos, 126.
   Todo o tipo de lixo eletrônico pode ser descartado diretamente nesta empresa ou então as pessoas têm a opção de ligarem (telefone: 3224 1218) solicitando a coleta que é feita gratuitamente. “A Eco Centro Sul só não recebe pilhas. Também não cobramos pela coleta que é realizada, com exceção das lâmpadas fluorescentes. Porém, caso a pessoa chegue aqui na empresa com essas lâmpadas e também com outros aparelhos para descarte, aí não é cobrado nada”, disse.
“Parte do lixo eletrônico coletado em Lages é levado para uma filial da empresa, em Curitiba, onde, por exemplo, asplacas de computador são embaladas e exportadas para o Japão”, falou o empresário.
   Campanhas de coleta de lixo eletrônico são regularmente realizada em Lages, em parceria formada pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente, a Eco Centro Sul e a CDL, tendo como objetivo central de evitar que tais resíduos venham a poluir o meio ambiente.

Fotos: Ary Barbosa
______________________________________________

Presidente da ACIL visita obra do Sest Senat Lages

Descrição: logo acil

Uma das funções do Serviço Social do Transporte (SEST) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT) é atuar na formação e qualificação do profissional do transporte, bem como garantir assistência na área da saúde e lazer a ele e sua família. Para garantir a qualidade destes serviços, o SEST SENAT tem investido na modernização de suas unidades.

A convite do gerente do SEST SENAT em Lages, Renato Macedo, o presidente da ACIL, Sadi Montemezzo, e o presidente do Setplan, Diógenes Fabris, visitaram a obra da unidade em Lages acompanhados dos empresários Brígida Miola e Genir Stormowski.

A nova unidade está sendo construída às margens da rodovia BR 282, próximo ao Lages Garden Shopping, em um terreno de aproximadamente 20 mil m². O novo espaço terá uma área construída de 4 mil m² e vai contar com salas destinadas ao atendimento odontológico, fisioterapia e nutrição, salas de aula onde serão realizados cursos de capacitação e aperfeiçoamento, simulador, administração e recepção. No local também está sendo construído um ginásio de esportes com aproximadamente 2 mil m².

Segundo Macedo, “a nova unidade irá disponibilizar mais de 130 opções de treinamentos diferentes que irão alterar não somente o patamar de qualificação do profissional do transporte que já está no mercado, mas também qualificando aquele profissional que pretende entrar na área de atuação”.

A unidade de Lages irá atender o trabalhador do transporte e sua família, de forma gratuita, buscando aumentar a sua qualidade de vida.









































Att,


quarta-feira, 29 de março de 2017

Lages ainda está distante de garantir o passe livre aos estudantes

A possibilidade do passe livre para estudantes e idosos acima de 60 anos foi debatida em audiência pública na última semana na Câmara. Proposta pelo vereador Maurício Batalha Machado (PPS), a reunião surgiu de sugestões apresentadas nas sessões do Legislativo Lageano, o que demandou um encontro entre as partes envolvidas para discutir o assunto: poder público, empresa concessionária e a população. “Fico feliz pela manifestação de todos, seja se concorda ou não, é o que a democracia proporciona e o direito que defenderemos”, opina Batalha.
Apesar de achar justa a concessão de passe livre aos estudantes, o secretário municipal de Administração e Finanças, Antônio César Arruda, expõe que o município não tem condições de arcar com este custo. “Herdamos dívidas de 250 anos a serem pagas, então nossa missão é entregar uma Prefeitura em melhores condições. Hoje nós já temos dificuldade para garantir a gratuidade de vários medicamentos ,como é de conhecimento da população e dos vereadores. (...) Neste momento, não há qualquer chance do município arcar com esta gratuidade”, reitera.
“Qualquer serviço tem um custo. Se alguém está recebendo algo de graça é porque algum outro está pagando. O calculo tarifário considera o custo total da viagem (conjunto de despesas) pelo número de passageiros. Se 10% do total dos passageiros tiverem gratuidade, o aumento vai ser rateado aos 90% demais”, explica o diretor da empresa concessionária de transportes Transul, Humberto Arantes. Ele lembra que Lages fornece o passe livre para idosos acima de 65 anos, crianças até cinco anos, deficientes físicos e seus acompanhantes, além de 50% de desconto aos estudantes e 30% aos professores.
Segundo Arantes, 60% das pessoas que utilizam o serviço de transporte coletivo urbano em Lages são trabalhadores que recebem o vale-transporte, na maioria, de pequenas e microempresas. 7% estudantes e 33% são autônomos, do lar, de baixa renda, entre outros. “Ninguém questiona que o investimento na educação é fundamental para o desenvolvimento do país, mas não à custa do trabalhador mais carente”, opina o diretor da Transul, que também não concorda com a redução da gratuidade de 65 para 60 anos já que vê esta faixa-etária como economicamente ativa, não estando “debilitadas para procurar uma renda”.

População é ouvida e se divide entre a necessidade do passe livre e os custos disso ao contribuinte

A comunidade também se expressou. O estudante Igor Muniz Marafigo destacou que o passe livre seria bom para todos os alunos, uma vez que a grande maioria não pode ou não tem acesso ao trabalho e do pouco dinheiro que lhes resta ainda precisa conciliar com o transporte público para poder estudar. Para Keron Ferreira, o passe livre de hoje vai beneficiar o contribuinte do amanhã. “Nossos filhos deixam de ter uma oportunidade de fazer um curso, de se profissionalizar, porque lhes custa sair do bairro para buscar esta oportunidade”, argumenta.
O empresário Carlos Franco disse gostar do serviço da Transul em Lages, ele defende o passe livre para o estudante carente, mas não de maneira universal. “Os cidadãos já estão sobrecarregados de impostos e não podem ser responsabilizado por mais este custo”. Representante do Sindicato e do Conselho Municipal dos Idosos, Carlos Alberto Arruda reclamou da falta de educação dos estudantes para com os idosos nos coletivos. “É preciso deixar o whatsapp de lado e ceder espaço aos mais velhos”.
Morador do bairro Santa Catarina, o autônomo Homero Junior reclamou que a Transul tem deixado a desejar, especialmente na pontualidade dos serviços e na qualidade dos motoristas. Em relação a este ponto, Humberto Arantes expôs que são feitas mensalmente 38 mil viagens em Lages e os atrasos não chegam a 100 no mês. “Quando acontecem, são decorrentes de acidentes no trânsito ou de uma eventual obra que seja do desconhecimento do motorista e do nosso controle. Representa 0,03% das nossas viagens, mas não impede a integração com o próximo ônibus”, explica.
Presidente da associação de moradores do bairro Centenário, Élvio da Silva pôs em dúvida o processo licitatório específico do transporte coletivo da cidade, alegando que é necessária a realização de uma audiência pública para a população opinar a respeito. Ele também sugeriu que a Transul crie um cartão específico para as crianças menores de cinco anos para que elas não corram qualquer risco, pois atualmente precisam passar por debaixo da catraca.
Antes do mandato legislativo, o vereador Maurício Batalha Machado atuou por 15 meses como procurador do Município e participou diretamente da referida licitação. “Tanto o Tribunal de Contas do Estado como o procurador de Moralidade Pública em Lages deram nota 10 para o edital. Foi legal e moral, só uma empresa participou, mas qualquer uma que tivesse sede no Brasil estaria apta a participar. Toda a licitação teve plena lisura”, esclarece.
Para Humberto Arantes, não existe monopólio ou concorrência no transporte urbano, todas são fiscalizadas ou regulamentadas pelo poder concedente, que no caso é a Prefeitura. Ele citou uma pesquisa recente do Instituto Mapa/RBS que apontou Lages como a 2ª melhor no transporte coletivo urbano entre as dez maiores cidades do estado. Não ficou em 1º uma vez que não oferece o transporte intermunicipal, como faz Florianópolis, por exemplo. “É preciso fazer justiça aos mais de 270 colaboradores que trabalham diuturnamente conscientes em proporcionar um bom serviço”, finaliza o diretor.

====================================================



Créditos dos textos e das fotos nas matérias no site da Câmara de Lages.

Alunos do interior do município participam de projeto internacional

Entre os dias 7 e 11 de maio, 21 alunos de cinco localidades estarão em total imersão científica com uma equipe do Projeto Imagine, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
   Uma equipe coordenada pelo professor André Ramos, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), está desenvolvendo a quarta edição do módulo “DNA” do Projeto Imagine com os alunos da Escola Itinerante de Lages. O objetivo da expedição é dar continuidade às atividades do projeto, que visa à solidariedade internacional, a inclusão científica e o intercâmbio cultural entre os povos.
   Em função da reestruturação dos núcleos da Escola Itinerante, dessa vez o projeto envolverá jovens de diferentes localidades e não apenas de uma, como acontecia na região da Coxilha Rica nas edições anteriores. Alunos das zonas rurais de Lambedor, Três Árvores, Morrinhos e Santa Terezinha do Salto, dos 2° e 3° anos do ensino médio, viajarão até a localidade de Rancho de Tábuas, com o ônibus da escola, para ficar lá em total imersão científica por uma semana com a equipe do Imagine, entre os dias 7 e 11 de maio.
   Um total de 21 estudantes participará das atividades. Todos ficarão alojados no salão paroquial, onde também acontecerão as práticas de laboratório, que irão desde coletas de plantas, passando por análises de pigmentos de olhos de mosca, até modernos testes de DNA.
   A expedição da UFSC conta com oito integrantes, sendo três professores, quatro estudantes de graduação e pós-graduação e um estudante de jornalismo, que fará todos os registros em fotos e vídeos, que serão divulgados posteriormente através de um documentário. Mais informações sobre o projeto podem ser encontradas no site: www.projetoimagine.ufsc.br.
   O trabalho está sendo monitorado pela Secretaria Municipal de Educação, que definiu o local apropriado para ser desenvolvido neste ano. Em fevereiro o professor André, acompanhado da secretária Valdirene Vieira, visitaram os alunos na localidade de Três Árvores, onde as atividades estarão concentradas. “Este módulo visa fornecer ao aluno subsídios básicos para que ele possa, através da constatação prática e do debate, compreender e respeitar nossas semelhanças e diferenças em seus mais variados níveis. Os estudantes estão muito animados e aguardam com expectativa a data chegar”, destaca o professor André.
Entenda o projeto
   Até o momento, já foram desenvolvidos três módulos temáticos (DNA e Hereditariedade, Energia e Medicamentos) que circularam por três comunidades no Brasil e no Peru, estando a Coxilha Rica entre eles. Estes módulos estão prontos para serem executados nos demais países parceiros do projeto. Através dele, a UFSC, em conjunto com suas instituições parceiras, leva conhecimentos elementares de ciência a comunidades de diferentes países, onde haja difícil acesso à educação formal e à informação científica.
   Durante o módulo “DNA”, os estudantes entendem a diversidade da natureza e as diferentes formas de analisá-la através das atividades práticas de coleta de folhas, flores, pedras, etc, no ambiente da própria comunidade. Também participam de aula prática de extração do DNA humano e a confeccionar um gel de agarose, utilizado para separar o DNA de diferentes origens (plantas, animais e seres humanos).

Fotos: Divulgação

Consultório na Rua" é sugerido para o município

Por meio da moção legislativa 054/17, o vereador Jean Pierre (PSD) solicita estudos de viabilidade à Prefeitura para a implantação do "Consultório de Rua". O objetivo é promover atenção integral à saúde das pessoas em situação de rua que se encontram em vulnerabilidade social ou tiveram interrompidos os vínculos familiares.   
O "Consultório de Rua" é um serviço instituído em 2011 através da Política Nacional de Atenção Básica (PNAB). São compostos por equipes com no mínimo quatro profissionais na área da saúde, responsáveis por realizar a abordagem de pessoas que vivem nas ruas. Os profissionais do programa realizam as atividades de forma itinerante e, quando necessário, utilizam as instalações das Unidades Básicas de Saúde (UBS) desenvolvendo ações em parceria para a realização de exames, consultas de pré-natal, entre outros serviços.
A Câmara Municipal aprovou o documento, que sugere o credenciamento ao programa à Secretaria Municipal da Saúde, uma vez que os recursos para a manutenção do serviço são financiados pelo Ministério da Saúde mediante à inscrição dos municípios.    



Comissão de Reforma Trabalhista debate ações improcedentes na Justiça do Trabalho


O tema principal da audiência pública nesta terça-feira (28), na comissão especial que analisa a Proposta de Reforma Trabalhista, foi formas de impedir ações improcedentes na Justiça do Trabalho. 


Foram ouvidos os seguintes convidados: 


JAMES MAGNO ARAÚJO FARIAS - Presidente do Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho - Coleprecor e do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região 


ERNESTO LOZARDO - Presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA 


MAXIMILIANO GARCEZ - Representante da Associação Latino-Americana de Advogados Laboralistas - ALAL/Brasil 


ROBERTO LUIS OLINTO RAMOS - Diretor de Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 


APARECIDO INÁCIO FERRARI DE MEDEIROS - Representante da Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo – AATSP. 


Maldaner explica que os trabalhadores do Brasil representam 2% do mundo, porém 98% das ações trabalhistas do mundo são do Brasil com mais de 3,5 milhões de ações por ano, os números mostram a insatisfação e a necessidade de modernizar a legislação. “Nós temos que fazer uma legislação que contribua com quem gera emprego neste país, e não punir, dar equilíbrio e segurança jurídica aos empregadores e empregados”, defendeu. 


Dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) mostram que só 5% das ações trabalhistas são totalmente procedentes. A média de resultados das ações aponta que 39% são de conciliação; 25% totalmente improcedentes; e 31% parcialmente procedentes. 


Raquely Benedet Cella
Assessora Parlamentar
Gabinete Dep. Federal Celso Maldaner
Av. Nereu Ramos, 75-D Edf. CPC Sls 305-307/B
89801-020 / Centro / Chapecó/SC
(49) 3329-1560 / (49) 9142-9310


terça-feira, 28 de março de 2017

- Falta de acessibilidade nas vias públicas é tema de matéria - Legislativo solicita retirada de um poste

A falta de manutenção, sinalização e da construção de calçadas com acessos físicos que possibilitem ao portador de necessidades especiais ou com mobilidade reduzida utilizarem as vias públicas de maneira segura, gerou a moção legislativa 049/2017. De autoria do vereador Ivanildo Pereira (PR), o documento solicita à Prefeitura mais agilidade e compromisso para intensificar e priorizar a construção desses acessos.
A Lei 10.098/2000 estabelece normas e critérios para a promoção da acessibilidade. O passeio público é usado por todas as pessoas para realizar suas atividades, mas são os portadores de necessidades especiais que precisam que esses locais estejam em permanente manutenção para sua maior segurança na hora da locomoção. A Câmara aprovou a moção, que será encaminhada à Prefeitura para que fiscalize as áreas que se encontram em desacordo com a legislação e viabilize locais com mais acessibilidade à população.   

  

Unifacvest busca apoio dos vereadores para a implantação do curso de Medicina ===================================================

Na tarde desta segunda-feira (27), a presidente da Câmara de Vereadores de Lages, Aida Hoffer (PSD), recebeu a visita do reitor da Unifacvest, Giovani Broering, que esteve acompanhado dos professores Renato Rodrigues e Ceniro Ferreira de Sousa. Eles solicitaram o apoio dos vereadores na implantação do curso de Medicina na instituição e entregaram à presidência o relatório da avaliação feita pelo Ministério da Educação (MEC), que aponta a Unifacvest como uma das melhores de Santa Catarina, com pontuações que classificam vários de seus cursos entre os melhores do estado e do país.
No encontro, o reitor disse estarem avançadas as tratativas para a instalação da Medicina na instituição, mas ressalta que é fundamental a participação de todos em Lages para que o projeto se concretize. Dá-se aí a busca pelo apoio do Legislativo para que possa unir forças com a Prefeitura e demais representantes políticos de Lages para oferecer mais uma alternativa de ensino superior na cidade.
Aida Hoffer se dispôs a reunir os 16 vereadores para elaborar um documento pedindo o apoio do Executivo e, caso precise, para organizar uma comitiva até Brasília a fim de demonstrar o interesse e a necessidade do município pela formação de mais profissionais nessa área. “Nós precisamos de mais médicos e vamos lutar para que a cidade não perca essa oportunidade”, disse a presidente.

=====================================================

Créditos dos textos e das fotos nas matérias no site da Câmara de Lages.


Imposto de Renda: você paga mais do que imagina

De acordo com a Lei, o máximo que o contribuinte brasileiro paga de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) é 27,5% sobre o rendimento. Mas será que isso de fato ocorre?
Esse imposto, que deveria incidir somente sobre a renda auferida pelo contribuinte, está sutilmente se afastando do propósito constitucional para o qual foi criado e atingindo o patrimônio dos brasileiros.
Considerados os últimos 20 anos, o cenário é catastrófico. A defasagem na correção da tabela do IRPF desde o ano de 1996 ultrapassa a barreira dos 80%. Assim, a faixa de isenção, hoje em R$ 1.903,98, deveria alcançar R$ 3.460,00. Em outras palavras, aquele contribuinte que hoje recolhe 15% de IRPF sobre uma renda mensal de R$ 3.000,00, deveria estar isento. Ou seja, se conclui que o imposto recolhido pela imensa maioria dos contribuintes atualmente não mais é sobre o rendimento, e sim sobre o patrimônio, em uma alíquota escarchapante.
A falta de atualização atinge também as deduções legais, que há anos se mantém no mesmo valor. A dedução permitida com educação, por exemplo, para o ano de 2016, alcançou R$ 3.561,60. Caso considerada  a inflação acumulada no período, esse valor deveria alcançar, no mínimo, R$ 6.521,85. Uma diferença de quase 50%.
De tal modo, em que pese o aumento real do custo de vida do brasileiro, pela perda do valor aquisitivo de nossa moeda, não houve atualização da renda mínima recebida pelo contribuinte para incidência do imposto.
De tudo isso decorre que a ausência de atualização da tabela do IRPF e das deduções legais, além de flagrante injustiça fiscal, não deixa de se travestir de um aumento - ainda que silencioso e ministrado a conta gotas – de imposto. Feito anualmente, sem a mínima percepção pelo contribuinte, vítima da letargia governamental na recomposição dos valores.
Não são poucos os contribuintes que já buscam junto ao Judiciário o reconhecimento de direito à correção da tabela de incidência do IRPF, permitindo assim a exigência do imposto sobre a renda corrigida pela inflação acumulada. Trata-se nada mais do que consertar um desvio de finalidade do próprio tributo: se o que se tributa é tudo menos renda, que se adeque a sua defasada base de cálculo, ou deixe de exigi-lo sobre a corrosão inflacionária. Porém as perspectivas não são animadoras, segundo o Ministério da Fazenda não há previsão para correção da tabela do IR para 2017. E você, já preparou seu bolso?
Karula Lara Corrêa, advogada tributarista
Descrição: Descrição: Assinatura_Email_Estrutura_Patricia


DIRETOR DO HOSPITAL NOSSA SENHORA DOS PRAZERES VISITA ACIL E CONTA SOBRE A REESTRUTURAÇÃO FINANCEIRA POR QUE PASSA A ENTIDADE



O diretor financeiro do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, Fábio Lage, que assumiu o cargo há oito meses, participou da última reunião da ACIL, realizada no dia 27 de março, e contou sobre as transformações internas que vem passando a entidade beneficente. Segundo ele, as decisões tomadas nos últimos oito meses conseguiram reverter a precária situação financeira em que se encontrava o Hospital.

“O Hospital vinha com déficit de quatro ou cinco anos. Os recursos vinham da congregação no exterior para cobrir as dívidas”, destacou Lage, contando que a expectativa era de que o hospital fechasse o ano de 2016 com prejuízo. Depois de uma consultoria realizada entre abril e maiode 2015, as irmãs, que continuam no comando da entidade, foram aconselhadas a mudar a gestão.

Desde agosto, Lage, que é natural de Curitiba, está como diretor financeiro do HNSP. Nesses oito meses ele conta que efetuaram medidas emergenciais como cortes necessários nas despesas e, felizmente, não foi preciso cortar gastos com os recursos humanos. As consequências das decisões já apareceram no final do ano passado, onde o HNSP juntamente com o Hospital de São Bento do Sul (que é uma filial do de Lages) fecharam o exercício com resultado positivo de R$ 300 mil reais.

O diretor destacou, também, que nesse período receberam apoio de deputados federais como do Deputado Ronaldo Benedetti e da Deputada Federal Carmen Zanotto, a qual propôs uma emenda que vai possibilitar modernizar o centro de imagem do hospital. Segundo Lage, o objetivo da entidade, agora, é crescer. Na parte privada, já estão trabalhando para dar início na área de cirurgia cardíaca.

Hoje, outra grande necessidade é a ampliação dos leitos de UTI. Atualmente existem 10 e a taxa de ocupação é de 100%. Ele acredita que dificilmente terão apoio financeiro do governo do Estado, pois os investimentos estão indo para a conclusão das obras do Tereza Ramos.

O presidente da ACIL, Sadi Montemezzo, destacou que ajudar a manter o hospital é um papel de todos, não apenas do governo. Os empresários Toninho e Fornari lembraram que há alguns anos a Associação participou realizando um trabalho com o setor de eletrocardiograma do Hospital. Montemezzo frisou, também, que a diretoria deseja estreitar relação com a nova gestão do Hospital e ajudar no que for preciso.   

O HNSP está localizado no centro de Lages, possui 101 anos, e realiza anualmente de 60 a 70 mil atendimentos/ano.
Descrição: https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif





Assinada a ordem de serviço para nova Unidade de Acolhimento Institucional no Santo Antônio

Conforme tem sido estabelecido pelo prefeito Antonio Ceron, a cada ordem de serviço assinada as obras devem começar no mesmo ato. No caso do Abrigo Menino Jesus, Casa III da Unidade de Acolhimento Institucional, no bairro Santo Antônio, os trabalhos de construção começaram antes. Na ocasião, diversas autoridades e convidados testemunharam o ato. A obra orçada em R$ 381.755,82 será executada pela empresa B&P Construtora e com previsão de ser concluída em um ano. Depois de pronta, cerca de 20 crianças e adolescentes poderão usufruir do novo abrigo. O projeto foi elaborado pelos técnicos da Secretaria de Planejamento e Obras e a fiscalização do andamento dos serviços também será de competência desta Secretaria.


O novo espaço que foi projetado de acordo com as orientações técnicas irá acolher temporariamente as crianças e adolescentes, a partir de decisões judiciais ou por terem seus direitos violados. Ao tomar a palavra, o prefeito Antonio Ceron reconheceu a origem da obra, via emenda do deputado federal Décio Lima (PT/SC), atendendo requerimento do então secretário de Assistência Social de Lages, hoje vereador, José Amarildo Farias (PT). Sobre a Unidade, Ceron ressaltou que será um lugar de acolhimento a crianças e adolescentes que não tiveram um berço familiar, mas que serão atendidos pela mão amiga do Poder Público. “São pessoas que precisam de todo o nosso apoio, para se tornarem no futuro, cidadãos de bem”, salientou.



O prefeito reforçou o seu compromisso como gestor, dizendo que irá continuar buscando as soluções para todos os problemas do Município, mesmo os mais complexos, de forma austera e sempre visando economia, mas que nem tudo pode ser efetivado de forma imediata. “Somente com a redução de comissionados o Município alcançou uma economia de R$ 800 mil por mês”, ressaltou.

Sobre a Unidade de Acolhimento Institucional II


O custo total do projeto é de R$ 381.755,82. Deste montante, R$ 350 mil é proveniente da emenda do deputado federal Décio Lima (PT/SC). O restante vem de contrapartida dos cofres do Município. O prazo para execução é de 12 meses; e a área construída será de 302 m². Conforme explicou o secretário de Assistência Social e Habitação, Samuel Ramos existe outras duas unidades no bairro Guarujá, mas que serão readequadas, e transformadas em uma. Assim, a Unidade em construção no bairro Santo Antônio, será a de número dois.



Ascom PML/ Fotos: Greik Pacheco 




Outras informações acesse o site: 

http://www.lages.sc.gov.br Prefeitura de Lages 

Secretaria de Comunicação Social Telefone: (49) 3221-1010
*Se não deseja 

segunda-feira, 27 de março de 2017

Núcleo de Contadores da ACIL realizará campanha para orientação sobre Imposto de Renda

Descrição: logo acil


O prazo para declaração do Imposto de Renda 2017 termina no dia 28 de abril e muitas dúvidas surgem na hora de preencher o formulário, principalmente porque são implementadas mudanças a cada ano. É preciso ficar atento a todos os detalhes, pois um erro simples pode fazer o contribuinte cair na malha fina.

Para orientar e esclarecer as principais dúvidas da população na hora de prestar contas com a Receita Federal, através da declaração do Imposto de Renda, o Núcleo de Contadores da ACIL – NUCONT realiza, em parceria com o CRC-SC, Sindicont Serra e Sescon/SC, a campanha “Declare Certo”.

Para o coordenador do NUCONT, o contabilista Aldo Esmério, a campanha “orienta e esclarece a população quanto a sistemática do Imposto de Renda. Esta é uma ação que irá levar a informação de forma gratuita e em local acessível para que os contribuintes tirem todas as suas dúvidas com profissionais da área contábil”.

A campanha Declare Certo será realizada no dia 07 de abril, das 9 horas às 17 horas, no calçadão da Praça João Costa. A orientação será prestada de forma gratuita por profissionais contábeis ligados ao Núcleo de Contadores, CRC-SC, Sindicont Serra e Sescon/SC.

Serviço:

Campanha Declare Certo
Dia: 07 de abril (sexta feira)
Horário: 9h às 17h
Local:  Calçadão da Praça João Costa
Mais Informações: 3251-6617












































Att,