sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Décimo terceiro e folha de dezembro já estão na conta dos servidores

“Sabemos que o pagamento dos servidores é uma obrigação, mas considerando a situação financeira crítica em que muitas prefeituras estão passando, inclusive grandes centros parcelando os pagamentos, pode-se dizer que é um mérito.” Toni Duarte
O pagamento da folha de dezembro aos servidores municipais, que normalmente é pago no último dia útil de cada mês, foi antecipado. O depósito nas respectivas contas bancárias foi realizado nesta quinta-feira (29), por volta do meio dia. O décimo terceiro, de forma integral, foi depositado no dia 20 de dezembro.
Muitos servidores aproveitaram os pagamentos para fazer as compras de final de ano, quitar dívidas ou outros planejamentos dentro do orçamento doméstico. “Sabemos que o pagamento dos servidores é uma obrigação, mas considerando a situação financeira crítica em que muitas prefeituras estão passando, inclusive grandes centros parcelando os pagamentos, pode-se dizer que é um mérito entregar a administração com os salários em dia e até com pagamentos antecipados”, comenta o prefeito Toni Duarte.
De acordo com o secretário da Fazenda, Mateus Lunardi, com o pagamento do décimo terceiro aos funcionários ativos e inativos, foi injetado aproximadamente R$ 15,8 milhões. Já com o pagamento da folha de dezembro foram R$ 10,2 milhões, também com servidores ativos e inativos, totalizando R$ 26 milhões nas duas folhas. “Conseguimos equilibrar as contas e realizar todos os pagamentos, inclusive todas as rescisões contratuais e exonerações de contratados e comissionados estão quitadas”, afirma Mateus.
Legenda: Entre décimo terceiro e pagamento da última folha, foram injetados na economia do município aproximadamente R$ 26 milhões. (Fotos: Silviane Brum)
_____________________________________________

Prefeitura regulariza repasse de recursos ao Funrebom


________________________________________
OO valor de aproximadamente R$ 1,4 milhão será aplicado em aparelhamento e manutenção dos equipamentos utilizados na rotina diária do Corpo de Bombeiros de Lages
Depois de muitos malabarismos financeiros para colocar as contas em dia, principalmente com o pagamento da folha dos servidores, incluindo o décimo terceiro, que já estão na conta, a prefeitura municipal de Lages consegue ainda a regularização de um recurso importante para o Fundo de Reaparelhamento do Corpo de Bombeiros (Funrebom). O repasse foi feito pelo prefeito Toni Duarte ao comandante da 1ª Companhia do Corpo de Bombeiros de Lages, Ivonilson Varela Duarte, na tarde desta quinta-feira (29).
O Funrebom deixou de existir em julho deste ano, por solicitação do Ministério Público, e a partir de então são firmados convênios com a administração municipal. O recolhimento do recurso destinado ao Fundo, que era feito através dos carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Lages, não estava sendo realizado devido às mudanças, desde 2014.
Com a situação regularizada, a prefeitura repassou o valor aproximado de R$ 1,4 milhão ao Corpo de Bombeiros. “Apesar de todas as dificuldades econômicas por qual passamos, assim como todo o país, devido à credibilidade da instituição, buscamos regularizar esta situação e deixar tudo em dia”, afirma o prefeito Toni.
De acordo com o comandante Varela, esses recursos são aplicados em aparelhamento e manutenção dos equipamentos utilizados na rotina diária do Corpo de Bombeiros. “Este repasse é de suma importância para mantermos a companhia apta a realizar um bom atendimento à população”, diz.
Legenda: O Funrebom deixou de existir em julho deste ano, por solicitação do Ministério Público, e a partir de então são firmados convênios com a administração municipal. (Fotos: Silviane Brum)
______________________________________________

- Fundação Cultural deposita recursos para realização do terceiro Salão do Livro

O Salão do Livro realizado em Lages é considerado pela imprensa especializada uma das grandes feiras literárias de Santa Catarina. Nas primeiras edições trouxe grandes nomes, como Humberto Gessinger e Luis Fernando Veríssimo
A terceira edição do Salão do Livro da Serra Catarinense está prevista para acontecer de 8 a 16 de abril do ano que vem, e já está com recursos garantidos por intermédio da Fundação Cultural de Lages.
O projeto havia sido inscrito neste ano na Lei Rouanet, a lei de incentivo à cultura, e encontrava-se em período de captação de recursos durante todo o segundo semestre de 2016. Como este processo não ocorreu em tempo hábil, o recurso será depositado em conta, no valor de R$160 mil, para que o evento seja realizado no primeiro semestre de 2017.
O dinheiro estará disponível na conta corrente do projeto do Salão do Livro, com valor captado com apoio e patrocínio da Ambev, através de uma solicitação especial da deputada federal Carmen Zanotto. “Agradecemos aos parceiros e salientamos nosso esforço para o evento tenha continuidade. Acreditamos que a feira terá cada vez mais sucesso nos próximos anos”, diz o prefeito Toni Duarte.
Para este ano foi pedido uma prorrogação da execução do projeto, o qual foi encaminhado à Brasília no dia 23 de dezembro para assinatura do contrato com o patrocinador e na primeira quinzena de janeiro deverá ser aprovada para que o evento esteja apto a acontecer na data prevista.
Sucesso de público nas primeiras edições
O Salão do Livro realizado em Lages é considerado pela imprensa especializada uma das grandes feiras literárias de Santa Catarina. Nas primeiras edições trouxe grandes nomes, como Humberto Gessinger e Luis Fernando Veríssimo. “Acreditamos que a terceira edição tem tudo para continuar mantendo o sucesso em praça pública, pois o projeto mantém o mesmo desenho das edições anteriores”, diz o agente cultural, Gilson Máximo.
O evento acontece na praça Joca Neves, com espaço para comercialização de livros e apresentações culturais, como teatro, contação de histórias, palestras literárias, bate papos e shows musicais.
Nas duas primeiras edições foram registrados mais de 50 mil livros comercializados dentro da feira. O primeiro evento, em 2014, contou com aproximadamente 12 mil pessoas visitando os estandes e no segundo em torno de 15 mil pessoas. “Esse movimento é constituído por público induzido, que são os estudantes que vão até o evento devido ao incentivo das escolas estaduais e municipais, mas também por pessoas que gostam da literatura e passaram a prestigiar o evento, garantindo o seu sucesso e atraindo cada vez mais escritores e comerciantes para a feira”, comenta Gilson.
Para ele, o incentivo à leitura faz parte das políticas públicas, inclusive existe o Plano Nacional da Leitura, que é um documento que orienta as metodologias, até mesmo a realização das feiras literárias. “O Salão do Livro segue esta metodologia indicada e o motivo dele ser em praça pública é exatamente este, dar acessibilidade e fruição cultural, com amplo acesso ao público em espaço gratuito”, afirma.
Legenda: A terceira edição do evento está prevista para acontecer de 8 a 16 de abril do ano que vem. (Fotos: Silviane Brum)

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Prefeito entrega chave da nova ambulância do Samu

“Renovar a frota era uma de nossas preocupações, pois são veículos que rodam 24h por dia, na busca por salvar vidas, e não há nada mais supremo. Temos uma demanda alta, por isso o desgaste dos equipamentos é constante.” Toni Duarte
A partir de agora o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Lages conta com uma nova ambulância em sua frota. A entrega da chave foi feita pelo prefeito Toni Duarte na tarde desta quarta-feira (28) ao motorista socorrista, Jackson Souza de Jesus. O ato foi acompanhado pela secretária da Saúde, Rose Cristina Possato Penso.
A aquisição da ambulância foi uma parceria com o governo do Estado, com investimento de aproximadamente R$ 137 mil. Trata-se de um veículo básico, que comporta o socorrista e um técnico em enfermagem, com o aparelhamento necessário. “Renovar a frota do Samu era uma de nossas preocupações, pois são veículos que rodam 24h por dia, na busca por salvar vidas, e não há nada mais supremo. Temos uma demanda alta, por isso o desgaste dos equipamentos é constante. Agradecemos a parceria com o governo do Estado, que possibilitou a aquisição”, diz o prefeito Toni.
O Samu de Lages contava com outras três ambulâncias iguais a esta, mas atuavam em seu limite, devido à grande demanda de atendimentos diários. Normalmente dois deles estavam à disposição da população e o outro na reserva, para a manutenção preventiva. A renovação da frota garante a prestação de serviços à comunidade com maior qualidade. “Neste mês fomos agraciados com esta notícia e de um dia para o outro conseguimos encaminhar toda a documentação e trâmites legais para deixá-la apta com todas as questões de segurança em dia”, diz a secretária Rose.
Com a realização do concurso público, a nova equipe da administração municipal terá a possibilidade de, já no início de janeiro, chamar mais um motorista socorrista e um técnico em enfermagem para integrar a equipe do Samu, agora com mais um veículo rodando.
O Samu recebe mensalmente repasses de recursos do governo federal e do Estado para a manutenção das ambulâncias, mas há contrapartidas do município para que a demanda seja suficiente. Este ano também foram adquiridos uniformes para todos os colaboradores e mochilas específicas para o serviço de emergência, com valores significativos. “Acredito que fechamos a parte de serviço de emergência e urgência do município com chave de ouro. Conquistas deste ano que com certeza refletem no atendimento à população”, reitera a secretária.

Legenda: A aquisição da ambulância foi uma parceria com o governo do Estado, com investimento de aproximadamente R$ 137 mil. (Fotos: Sandro Scheuermann)


Toni assina contrato com Caixa Econômica

Emenda parlamentar destina verba de 605 mil reais para obra de melhoria urbana em Lages
O prefeito Toni Duarte assinou com a Caixa Econômica Federal (CEF) contrato para obra de pavimentação asfáltica. No ato de assinatura no gabinete do prefeito nesta quinta-feira (29), esteve presente a gerente geral em exercício da CEF-Lages, Adriana Valle Dutra e o secretário municipal de Planejamento, Jorge Raineski.
A prefeitura irá apresentar projeto de pavimentação à Caixa, a qual caberá a aprovação, fiscalização, assim como o pagamento pela obra executada. A destinação dos recursos se origina de emenda parlamentar da deputada federal Carmen Zanotto. O montante da verba repassada pelo governo federal à CEF é de R$ 605.491,94.
Legenda: Gerente geral da Caixa, Carmem Valle Dutra, esteve no gabinete do prefeito, onde o contrato para obra de pavimentação foi assinado. (Fotos: Iran Rosa de Moraes)
________________________________________

Comunidades Rurais de Lages recebem dois novos tratores

Comunidades Rurais de Lages recebem dois novos tratores
Ações políticas da prefeitura e de deputados federais garantem repasse de dois tratores para duas CROs do interior de Lages
O prefeito Toni Duarte encerrou a manhã de trabalho de quinta-feira (29) entregando dois tratores para serem utilizados pelas Comunidades Rurais Organizadas das localidades de Macacos e Mangueirão. Os equipamentos foram adquiridos com recursos do governo federal originários de emendas parlamentares dos deputados federais Carmem Zanotto (PPS) e Jorginho Mello (PR).
No ato de assinatura dos termos de responsabilidade de guarda e uso dos equipamentos, pela Associação das Comunidades Rurais Organizadas (ACRO) e pelos presidentes das duas CROs contempladas, ocorrido no Gabinete do prefeito, Toni Duarte disse que este final de administração político-administrativa se dá com ação. “A secretaria do Meio Ambiente está limpando as ruas e praças, estamos realizando o Natal Felicidade, ou seja, é um final de administração com resultados. Estamos saindo de cabeça erguida”, falou Toni. “Hoje, mais uma meta se alcança com essa importante contribuição para que o homem do campo se estabeleça cada vez melhor”, disse o prefeito.
O secretário municipal da Agricultura, Moisés Savian, destacou, na ocasião, que a atual administração entregou quatro novos tratores para uso das comunidades rurais. “Hoje nenhum trator está no conserto ou parado na garagem da prefeitura. Todos os equipamentos estão sendo utilizados pelas CROs”, disse Savian.
Em seguida o prefeito entregou as chaves dos dois tratores aos presidentes das CROs, os quais juntamente com o presidente da ACRO têm a responsabilidade de bem administrar e zelar pela boa utilização nas lavouras e melhorias das propriedades rurais.
Presentes a este ato esteve o presidente da CRO, Adilson Oliveira, os presidentes das CROs de Macacos e Mangueirão, respectivamente, Darci Firmino da Silva e Delcino Esmério Medeiros, o secretário municipal de Turismo, Flávio Agustini, além de diretores, tratoristas e proprietários rurais.

Legenda: Comunidades rurais de Macacos e Mangueirão são contempladas com recursos oriundos de emendas parlamentares. Em Macacos, por exemplo, moram em torno de 100 famílias que se ocupam da produção rural - cereais, frutas, legumes, mel e criação de animais domésticos (Fotos: Iran Rosa de Moraes)

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Lages conquista um troféu e oito medalhas na Olesc


No quadro final de medalhas, Lages está em 14º lugar no ranking. No quadro final de pontos, Lages ficou com o 21º lugar

A 16ª edição da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) foi realizada entre os dias 16 e 21 deste mês, em Caçador, no Oeste do Estado. O handebol masculino de Lages conquistou o troféu de 3º lugar. No quadro final de medalhas, Lages está em 14º lugar no ranking. Foram duas de ouro e uma de bronze no xadrez masculino, uma de ouro e duas de prata no xadrez feminino, uma de bronze no handebol masculino e uma de bronze na natação masculina, totalizando três ouros, duas pratas e três bronzes. No quadro final de pontos, Lages ficou com o 21º lugar, sendo dois no futsal feminino, cinco no handebol masculino, dois pontos no tênis masculino e dois pontos no xadrez feminino, totalizando 11 pontos.

Acompanhe a classificação completa de Lages na Olesc:

Xadrez feminino: 5º, com nove pontos no blitz, 13 no rápido e 36 na equipe, com total de 58, e na pontuação final, três
Xadrez masculino: 7º, com 11 pontos no blitz, dez pontos no rápido e 27 na equipe, com total de 48
Basquete masculino: 11º 
Futsal feminino: 5º, com dois pontos
Futsal masculino: 10º
Handebol feminino: 11º
Handebol masculino: 3º, com cinco pontos
Natação feminina: 12º, com dois pontos nos 100 metros peito e quatro pontos nos 50 metros peito, ou seja, seis pontos no total
Natação masculina: 9º, com seis pontos nos 100 metros peito, três pontos nos 50 metros costas, cinco pontos nos 50 metros peito e três pontos nos 100 metros costas, ou seja, 17 pontos no total
Tênis masculino: 5º, com dois pontos
Tênis de mesa masculino: 12º, com sete pontos na dupla e na 12 na equipe, ou seja, 19 pontos no total
Voleibol masculino: 9º

125 atletas de Lages

As disputas em Caçador envolveram atletas de 13 a 16 anos e de Lages seguiram 125 atletas na delegação, entre 15 jogadores do basquete masculino, 15 do vôlei masculino, 15 do futsal feminino e mais 15 do masculino, 14 do handebol feminino e 18 do masculino, 11 do xadrez masculino e feminino, cinco do tênis de mesa masculino e cinco do tênis de campo, e dez funcionários envolvidos. O suporte de logística foi prestado pela Fundação Municipal de Esportes (FME), através do trabalho sob comando do superintendente, José Maximiliano Cappelletti Batalha (Capela), órgão do Município que reforça a assistência durante as competições das quais Lages participa e apoia as associações esportivas ao longo do ano. A Olesc foi realizada pelo Governo do Estado, por intermédio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), em parceria com a Prefeitura de Caçador e a Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Caçador.

2.500 competidores do Estado

A Olesc contou com a participação de 2.500 atletas oriundos de 54 municípios, disputando as modalidades de atletismo, ciclismo, futsal, handebol, voleibol, basquete, ginástica artística, ginástica rítmica, judô, caratê, natação, tênis, tênis de mesa e xadrez. Joinville foi o grande campeão, com 167 pontos que garantiram o sétimo título do município do Norte do Estado na história da Olesc. O último havia ocorrido em 2013. O time campeão conquistou sete troféus: Atletismo masculino e feminino, ginástica rítmica, natação e futsal masculinos, além do judô e tênis femininos. Blumenau ficou em segundo lugar com 100 pontos e com os títulos na ginástica artística masculino e feminino, caratê masculino, ginástica rítmica e xadrez feminino. Itajaí ficou em terceiro com 81 pontos, e destaque para o título do tênis masculino.
Legenda: Disputas envolveram competidores de 13 a 16 anos, em Caçador (Foto: Divulgação)

Mercado de seguros residenciais cresce no país Coberturas incluem desde pequenos reparos até a reconstrução de imóveis

Adquirir uma residência é um sonho comum entre os brasileiros. Ter a casa própria, no entanto, requer alguns cuidados. Para proteger o patrimônio contra imprevistos, o seguro residencial registra crescimento no país. Com apólices que cobrem desde grandes danos até pequenos reparos, os valores para contratação desse tipo de serviço são atraentes.
Mesmo com um ano de retração na economia, os brasileiros resolveram investir em prevenção, reforçando o mercado de seguros residenciais que deve registrar crescimento de 9% neste ano. “O investimento em um seguro residencial é de fundamental importância para o nosso dia a dia, pois não só nos ampara em suas garantias básicas, como incêndio, vendaval e roubo, mas em assistências 24 horas que faz com que o segurado tenha praticidade e conforto no momento em que mais precisa. Normalmente, a fatia da sociedade que possui seguro residencial, o adquiri pelo medo das incidências de roubo e furto de seus bens, mas a crescente exposição aos fenômenos naturais e seus impactos no clima, vem aumentado a procura pelo produto. Hoje já é capaz de contratar um seguro residencial com valores inferiores a R$0,99 ao dia, e manter seu patrimônio em segurança”, explica o Especialista em Seguros da Unicred SC/PR, João Batista Vieira.
Porém, apesar de atrativo e cada vez mais comum, muitos ainda desconhecem esse tipo de serviço. O valor a ser pago para a contratação do seguro é, em média, de R$ 350 ao ano, bastante inferior ao que se paga para a proteção, por exemplo, de um veículo. O cálculo da apólice é feito com base no custo aproximado de reconstrução do imóvel, considerando o valor por metro quadrado, de material de construção e mão-de-obra, e não no preço de venda do imóvel. “Hoje no Brasil, menos de 20% das residências possuem seguro. No seguro de automóvel a taxa possui uma variação entre 5 e 20% do valor do carro, e no seguro residencial fica entre 0,1% e 0,3% sobre o valor do imóvel. A principal diferença para confecção da taxa do seguro automóvel e o residencial é o tipo de exposição ao risco que o bem segurado apresenta. Por exemplo, enquanto o seguro automóvel é levado em consideração algumas variáveis como idade, modelo do veículo, local que costuma estacionar, sexo do condutor, localização da moradia, entre outros, o seguro residencial considera o valor para reconstrução do imóvel , o tipo de propriedade, os bens segurados, a localização de residência, ou seja a forma de exposição ao risco é diferente”, orienta João Batista. O ideal é contar com o apoio de um profissional especializado para dar suporte às possíveis dúvidas que surjam, como o gerente de uma cooperativa de crédito.
É possível contratar um seguro residencial tanto para imóveis habituais, quanto para de veraneio ou desocupados. As coberturas podem incluir, por exemplo, danos causados por incêndios, vendavais e explosões, com coberturas gratuitas para pequenas assistências, com vidraceiros e eletricistas. “Basicamente, o seguro residencial ampara em casos de reconstrução do imóvel, reposição ou reparo de bens e até em responsabilidades civil familiar, mas o mesmo só pode ser reclamado diante da Seguradora quando houver algum prejuízo em razão das coberturas contratadas. Para pequenas reformas que não envolveram sinistro, algumas seguradoras fazem apenas indicação de profissionais para realização do serviço, sem amparar no custo envolvido. Além disso, é composto por uma série de assistências que dão comodidade em momentos de emergência como chaveiro, eletricista, encanador, bem como, conserto de linha branca, substituição de telhas, caçamba, limpeza após sinistro, entre outros diversos serviços”, esclarece João Batista. Outro ponto importante para quem pretende buscar esse serviço é avaliar a inclusão de eletrodomésticos e outros objetos de valor no contrato.
Já a franquia, que deve ser paga em casos de sinistros como vendavais e danos elétricos, é acertada no momento da contratação e pode ser parcelada em até 10 vezes.


terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Empresa catarinense registra crescimento de 580% em energia solar


Este ano foi de incremento na área de energia solar. De janeiro a novembro do ano passado em comparação com o mesmo período de 2016, Santa Catarina registrou crescimento de 228% na instalação de fontes alternativas de energia. Esse aumento no interesse da população refletiu diretamente no faturamento das empresas do setor.
A Quantum Engenharia, com sede em Florianópolis, teve incremento de 580% em vendas de sistemas de geração de energia solar distribuída, o que ocasionou aumento de 3,5% no faturamento total. Para o presidente da empresa, o engenheiro Gilberto Vieira Filho, o momento está alinhado com as expectativas no setor para os próximos anos. “Até 2050, de acordo com a previsão do Plano Nacional de Energia, 13% da demanda nacional deverá ser suprida com energia solar. Nós estamos atentos a essa mudança, nos tornando referência nesta área. O Brasil ainda tem muito a crescer com energia fotovoltaica, temos um potencial enorme para ser explorado nesse sentido. Além do mais, esse crescimento de demanda irá significar também o aumento de empregos, com 90 mil novas vagas nas próximas décadas”, analisa.
Atualmente Santa Catarina é um Estado de destaque no cenário nacional com relação ao uso de fontes alternativas de energia solar, sendo o maior gerador por números de habitantes.




Concluído processo de desapropriação do casarão Juca Antunes

Esta ação marca uma importante etapa para a resolução do impasse sobre a preservação do casarão Juca Antunes, construção do século XIX que ainda permanece no centro da cidade.” - Gilson Maximo de Oliveira
Na primeira quinzena de dezembro foi concluído o processo de desapropriação do casarão Juca Antunes, localizado na esquina das ruas Benjamin Constant e Coronel Córdova, no Centro. Com acompanhamento do Poder Judiciário houve o acerto financeiro com pagamento do valor do imóvel, realizado pela Hidrelétrica Canoas como parte de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) de compensação ambiental pela construção de usinas hidrelétricas na região. O imóvel pertence oficialmente ao município de Lages, que fará cessão de uso provisório para a referida empresa com a finalidade da realização de intervenções emergenciais para a manutenção das condições estruturais do bem, e para a sua completa revitalização, mantendo suas características originais. “Esta ação marca uma importante etapa para a resolução do impasse sobre a preservação do casarão Juca Antunes, construção do século XIX que ainda permanece no centro da cidade”, avalia o diretor de Políticas Culturais da, Gilson Maximo de Oliveira.
Legenda: O imóvel pertence oficialmente ao município de Lages (Foto: Sandro Scheuermann)

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

141 municípios de SC têm taxa zero de homicídios

Números divulgados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) mostram que em 141 municípios de Santa Catarina o índice de homicídios é zero. Em outras 154 cidades do Estado, houve registro de assassinatos, sendo que em 78 delas ocorreu um homicídio, um percentual de 50,6%.  
De acordo com o relatório organizado pela Gerência de Estatística e Análise Criminal da SSP, ocorreram em 2016, em números absolutos, 858 homicídios dolosos contra 827 em 2015, um incremento de 6,6% em relação ao ano passado. Os números são relativos ao período de 1º de janeiro a 21 de dezembro. 
A taxa 100 de homicídios está em 12,4 por grupo de 100 mil habitantes, e embora configure nível de problema, não pode ser considerada alarmante. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) até 10 configura normalidade, entre 10 e 20, problema e acima de 20, endêmico.
As estatísticas também registram que 69,4% das vítimas possuíam antecedentes policiais e 67,6% dos autores tinham passagem policial. De acordo com o secretário da Segurança Pública, César Augusto Grubba, “o quadro geral em Santa Catarina apresenta números bem distanciados da realidade nacional, o que tem colocado nosso Estado em permanente condição de destaque”. Ainda segundo Grubba, desde o início do segundo mandado do governador Raimundo Colombo, Santa Catarina têm se preservado no final da tabela, com o melhor índice entre os estados da federação, destaca o titular da SSP.
Homicídios por região
Os crimes ocorreram com mais intensidade na região Norte, 238 no total. Na sequência vem o Vale do Itajaí, com 202 registros; seguido da Grande Florianópolis,140; Oeste, com 124; Sul, com 99 e Planalto, com 55.
Ainda segundo o secretário, toda a estrutura da segurança pública em Santa Catarina segue desenvolvendo os seus trabalhos com muito empenho, dedicação e competência. “O aumento no número de homicídios está relacionado a disputas e desavenças entre integrantes de facções criminosas, motivadas principalmente por questões ligadas a atividades do tráfico de drogas”, afirma Grubba.
Para o secretário, casos graves e de grande repercussão recebem prioridade para esclarecimento e conclusão, o combate ao tráfico de drogas está sendo forte, as investigações criminais estão mais ágeis, há operações policiais regularmente, o nível de integração entre as forças é bastante positivo e os resultados visando estabilização e redução de indicadores criminais são perseguidos permanentemente.
Grubba acrescenta que com as formaturas dos novos policiais civis, auxiliares do IGP e policiais militares, os efetivos serão reforçados, com perspectivas de mais produtividade em prisões e apreensões. “Com a chegada da temporada de verão e maior afluxo de turistas, a Segurança Pública desenvolverá a Operação Veraneio (OV), com medidas adicionais de reforço da infraestrutura e pessoal nas praias do litoral”, destacou o secretário. Na OV serão monitorados mais de 455 quilômetros de extensão divididos em 157 praias, além de 35 balneários e 17 estâncias hidrominerais.
Informações adicionais para a imprensa
João Carlos Mendonça Santos
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Segurança Pública
Fone: (48) 3251-1117 / 98843-7615



Maldaner destaca otimismo e busca de soluções para o País nas perspectivas para 2017


O deputado federal Celso Maldaner (PMDB-SC) se mostrou otimista para o ano novo que se inicia enviando uma mensagem aos catarinenses. "Eu penso em encontrar soluções para o nosso País. Eu quero que o Brasil dê certo. Nem o Fernando Henrique Cardoso, nem Lula, nem Dilma – mas sim o nosso presidente Michel Temer teve coragem de enfrentar a realidade. Infelizmente o Brasil está quebrado, os governos estaduais quebraram, estamos no fundo do poço. Quem teve coragem de encaminhar para o Congresso Nacional o projeto de lei (PL) para não gastar mais do que arrecada foi Michel Temer, já foi sancionado. Agora haverão as reformas da Previdência, trabalhista, tributária: temos que acertar o País. Em 2017 e 2018, temos que nos preparar para o futuro. Vamos levar mais de 10 anos para retomar o que o Brasil era no passado, em 2008. Eu estou muito otimista, depois de tantos anos de luta, especialmente a nossa região Oeste de Santa Catarina. Sei que iremos sensibilizar, depois do que aconteceu com a Chape, essa tragédia, de que merecemos atenção e investimentos. Eu acredito que 2017 será um ano bom para a nossa região. Principalmente agora, já com os recursos destinados para a BR-282, licitados e empenhados. As obras se iniciam em 2017, com grandes investimentos para a infraestrutura logística para Santa Catarina, mas principalmente para o Oeste de Santa Catarina. Eu acredito que o Brasil vai dar certo a partir de 2017", afirmou Maldaner. 

Em uma mensagem de otimismo aos catarinenses, o deputado expressou ainda sua perspectiva de um futuro melhor. "A certeza que tenho é que Michel Temer vai terminar o mandato e deixar o Brasil melhor do que pegou: no fundo do poço. Temos que ser eficientes, acabar com o câncer da corrupção, acabar com corruptos e corruptores... Vamos fazer a nossa parte, dar a nossa contribuição. Estou muito otimista também em relação ao envolvimento da nossa sociedade na política e na fiscalização da coisa pública. Precisamos cobrar cada vez mais transparência e fazer a nossa parte para moralizar o nosso País. Não tenho dúvidas que, ao final de 2018, vamos entregar um Brasil mais preparado para o futuro, principalmente na economia e na geração de empregos", finalizou o deputado. 


Mais informações:


Carolina Tulim
Assessora de Imprensa do deputado Celso Maldaner (PMDB-SC)
Câmara dos Deputados - Brasília/DF
(61) 9985-7105

Gabinete Regional Chapecó
Av. Nereu Ramos, 75-D Edf. CPC Sls 305-307/B
Centro - 89801-020 Chapecó/SC
(49) 3329-1560

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Novos gestores de Gaspar, no Vale do Itajaí, aprofundam conhecimentos sobre desenvolvimento econômico de Lages

Gaspar está a 221 quilômetros de Lages, possui cerca de 65 mil habitantes e em 2016 celebrou 82 anos
O secretário do Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda de Lages, Juliano Chiodelli, recebeu, na tarde desta quinta-feira (22), os novos integrantes da pasta municipal voltada ao desenvolvimento do município de Gaspar, no Vale do Itajaí. Os quatro servidores municipais chegaram em Lages pela manhã, onde permanecem até final da tarde. A escolha pela visitação a Lages aconteceu por iniciativa da Associação de Micro e Pequenas Empresas (Ampe), detentora de informações pertinentes a Lages e pelo relacionamento aproximado com Chiodelli. “Isto nos atraiu a adquirir um pouco mais de experiência e conhecimento acerca da realidade de Lages, obter contato e trocar dados, mantendo esta relação em prol da população”, observa o novo secretário do Desenvolvimento Econômico e Renda de Gaspar, Celso de Oliveira, que no encontro estava acompanhado do novo diretor de Desenvolvimento Econômico, Eduardo Pedrini; do superintendente de Agricultura, André Pasqual Waltrick, e do membro do Conselho Administrativo de Gaspar, Douglas Waltrick.
Gaspar está a 221 quilômetros de Lages, possui cerca de 65 mil habitantes e em 2016 celebrou 82 anos. Em novembro, Lages comemorou 250 anos de fundação. “Todo este tempo de história pesa em que preserve-se os bons exemplos a outras cidades de Santa Catarina.”
Com negócios multissetoriais, as vocações econômicas de Gaspar, com significativa arrecadação de tributos, são focadas nas indústrias de malharia, de linhas em círculo, bordados, linha completa para confecções, argamassa, plástica e metalmecânica. Os principais desafios a serem enfrentados pela nova equipe eleita em outubro são a redução das despesas com máquina administrativa e aumento da arrecadação aos cofres públicos. “Por estarmos envolvidos na atividade pública há muitos anos, sempre mantemos uma pesquisa e analisamos o desenvolvimento do nosso Estado e Lages, em especial depois dos investimentos da Ambev, chamou nossa atenção.” Este ano a Secretaria do Desenvolvimento Econômico de Lages recebeu visitas de gestores do Poder Executivo de Xanxerê e Campos Novos, entre outros, bem como de vereadores de Carazinho (RS).
Uma Lages acima da média
À comitiva, Chiodelli apresentou um relatório bem completo com indicadores econômicos e de empregabilidade sobre a maior cidade da Serra. Abordou a instalação e expansão de empreendimentos (JBS Foods, Vossko, Ambev, Sanovo Greenpack, Ekomposit, J de Souza etc.), e relatou os fatores que servem como ímã de empresas com intenção explícita de fixação, como localização geográfica, potencial logístico e o crescimento econômico de 3,3% em 2015 (baseados na arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços - ICMS de 2015), a única cidade a apresentar um número positivo (elevação), com melhor desempenho, sendo que Lages está entre as dez maiores economias de Santa Catarina. Chiodelli compartilhou, ainda, a informação de que atualmente existe o investimento privado na ordem de R$ 400 milhões sobre 25 empreendimentos no município. O secretário lembra que 40% da arrecadação do município são originados no setor alimentício e 30% dos postos de trabalho, no setor madeireiro. “Da mesma forma que explicamos e apresentamos as ações estruturantes executadas em Lages, aprendemos muito com quem vem de fora. Apesar de Santa Catarina ser um Estado pequeno, há grande diversidade de ramos. Aos gestores de Gaspar dialogamos os modos de fomento à prospecção de novos negócios, atendimento ao investidor e o planejamento para o futuro. O condomínio multissetorial com predominância industrial Lages Business Park, é um projeto arrojado e inovador que precisa de respaldo do Poder Público para se tornar realidade. Nós (Lages) lideramos o ranking de incremento mesmo com as agruras econômicas vivenciadas no Brasil. Os cenários futuros, incluindo o impacto dos voos comerciais regulares (impulsionam o estudo de mercados, oportunizando, aliás, visita de clientes e fornecedores, otimizando tempo e dinheiro), além da operação Azul Cargas, iniciada este ano, formam o preparo de Lages para os próximos dez, 20, 30 anos, e tornarão Lages um dos principais polos de desenvolvimento de Santa Catarina”, analisa Chiodelli, ao destacar que Lages é a referência da região serrana, como um município-mãe, com fornecimento de serviços de saúde e educação, entre outros. Nos primeiros quatro meses, passaram 10.250 pessoas pelo Aeroporto Federal Antônio Correia Pinto de Macedo. O crescimento de 3,3% significa um aporte de R$ 2.523.394,74 a mais na receita de Lages (incremento no Índice de Participação dos Municípios - IPM) a ser repassado através do retorno de impostos pelo Estado no ano de 2017.
O expoente da Serra
Conhecida como a “Princesa da Serra”, Lages é o município de maior extensão territorial de Santa Catarina. Possui 2.644 quilômetros quadrados. A economia de Lages cresceu 3,3% em 2015. Lidera o ranking de crescimento entre as dez maiores cidades do Estado. O índice do Brasil foi -3,8% em 2015; até maio de 2016 foram abertas 991 empresas em Lages. A expectativa até o fim de 2016 é chegar-se a três mil novos negócios; a cidade está agregando negócios ligados à indústria, comércio, turismo, Tecnologia da Informação (T.I.), agronegócio, prestação de serviço e distribuição de produtos, diversificando a economia e ajudando a superar os momentos de crise.
No Parque Órion, no prazo de dois anos, serão geradas três mil vagas de emprego na área da Tecnologia e Inovação. O Lages Business Center deve possuir até 300 empresas. Lages é a última fronteira agrícola do Estado. São aproximadamente 113 mil hectares de áreas agricultáveis, mas Lages representa apenas 10% da produção de grãos no Estado.

Legenda: Quatro membros na nova equipe estiveram com Chiodelli nesta quinta (Foto: Silviane Brum)

_________________

Município doa terreno para Mega Bebidas e empresa garante incremento de R$ 20 milhões

A empresa deixará de pagar aluguel do barracão onde está hoje em dia, e poderá investir em sua nova sede. O incremento de retorno do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) será bem interessante para Lages, estimulante ao desenvolvimento.” - Toni Duarte
Na tarde desta quinta-feira (22), o prefeito Toni Duarte assinou e entregou o decreto número 16.148, concedendo incentivos econômicos à Mega Distribuidora e Logística. A empresa celebra contrato de distribuição com exclusividade de área para a marca multinacional de bebidas Coca-Cola, além de atuar na distribuição da marca Heineken. O incentivo econômico oferecido se refere à doação de uma área territorial de 8.457,50 metros quadrados, localizada à rua Clélio Miola, bairro Área Industrial. “A empresa deixará de pagar aluguel do barracão onde está hoje em dia, e poderá investir em sua nova sede. O incremento de retorno do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) será bem interessante para Lages, estimulante ao desenvolvimento”, argumenta o prefeito Toni Duarte. O secretário do Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Juliano Chiodelli, acompanhou a reunião.
O terreno mencionado havia sido doado pelo Município em oportunidade anterior, porém, a empresa beneficiada não deu continuidade ao seu processo de instalação e a posse da área retornou à Prefeitura. O espaço onde está localizada a sede da empresa conta com apenas mil metros quadrados, está situado no bairro Jardim Panorâmico, e não comporta mais as demandas do empreendimento. São 25 caminhões sem local apropriado para estacionamento, sendo alguns abrigados em postos de combustível.
O faturamento anual de receita na ordem de R$ 30 milhões está passando para R$ 50 milhões com esta novidade da mudança de local. O processo de transferência de receita, de Joaçaba, para Lages, já está em andamento e as notas fiscais poderão ser faturadas em benefício do município concedente do terreno, com recolhimento e arrecadação em favor de Lages.
Atualmente, a Mega, que iniciou suas atividades em Lages há quatro anos, possui 15 funcionários. Contudo, com a transição para o novo endereço, está prevista a geração de novos postos de trabalho, portanto, entre 20 e 60 empregos, sem contabilizar os postos de trabalho indiretos e mais as contratações esporádicas. “Iremos expandir, também, o número de cidades atendidas com nossas vendas”, antecipa o proprietário da empresa, Marcelo Cancelli. A abrangência de comercialização passa por Correia Pinto, Santa Cecília, Otacílio Costa, São Joaquim, Bom Jardim da Serra, Campo Belo do Sul, entre outros municípios da Serra.
Legenda: Cofres públicos de Lages receberão um forte fôlego em benefício de sua população (Foto: Silviane Brum)
 ______________________________________________
 



Anjos na Janela volta a brilhar e encantar no Natal ______________________________________________

Famílias inteiras se deslocaram até a frente do Colégio Rosa para não perder a apresentação que há muitos anos já encantava os lageanos

Depois de alguns anos sem apresentações no Colégio Vidal Ramos, o Colégio Rosa, como é carinhosamente chamado, devido ao processo de restauração por qual passou, a atração Anjos na Janela voltou neste ano, atraindo muitas famílias na noite desta quinta-feira (22). Repaginado, desta vez a apresentação contou com a participação do Coral Vozes da Liberdade, tendo como integrantes alunos da rede municipal de ensino, regência de Mariza Bunn e arranjos musicais de Dom Finardi. 
Aproximadamente 60 crianças das escolas municipais Mutirão, do bairro Habitação, e Fausta Rath, do Vila Mariza, preencheram as janelas do colégio, com iluminação especial e sonorização voltada ao espetáculo natalino. A Cantata de Natal iniciou com os anjos na escadaria e uma encenação, falando sobre o nascimento de Jesus. Logo após a soprano Marisa Bunn interpretou a canção “Ave Maria”, deixando a noite ainda mais emocionante. Ela também fez um duo com o tenor padre Carlos Pamplona, da Paróquia Nossa Senhora da Saúde, do bairro Guarujá.
Famílias inteiras se deslocaram até a frente do Colégio para não perder a apresentação que há muitos anos já encantava os lageanos. Edson Antunes trouxe a esposa Lúcia e a filha Alana para assistir de perto o espetáculo. “É muito lindo. Foi uma ótima ideia terem retornado com o projeto, ainda mais depois da restauração do colégio, que ficou magnífico”, diz.
No repertório músicas de Natal e também outras que celebram o amor e trazem à tona sentimentos que condizem com o espírito natalino. Foram quatro meses de ensaios para que o espetáculo fosse grandioso. “Já no segundo semestre começamos a pensar no figurino, no repertório e todos os detalhes da apresentação. É tudo muito bem trabalhado, por isso agradeço a todos os parceiros que cuidaram da parte técnica, que também é imprescindível para eventos desta envergadura”, comenta Marisa.

Projeto tem cunho social

O Coral Vozes da Liberdade é um projeto antigo que conta com o apoio da Secretaria de Educação. Este ano está debutando, com 15 anos de experiências, apresentando-se em eventos e datas especiais. “Nestes últimos anos estamos com as duas escolas, e a cada ano as turmas que vão se formando, querem continuar no Coral, pois gostam muito de participar”, salienta da regente.
Os ensaios acontecem sempre no contraturno escolar, dando um caráter social ao projeto, que traz inúmeros benefícios aos estudantes. “Eles saem mais felizes e isso se reflete no rendimento escolar. Muitas vezes temos recuperado alunos que não estavam se dando bem além da descoberta de talentos, pois além da parte artística, temos o trabalho de técnica vocal e articulação, transformando-os em grandes oradores no futuro. Tenho a aluna Isabele Monteiro que começou pequenina no Coral e hoje é uma de nossas solistas”, conta.
O aluno Ricardo Monteiro, de 11 anos, interpretou o anjo Gabriel na encenação e esboçava o sorriso de satisfação por fazer parte do projeto, assim como a mãe, Luciana Aparecida Monteiro, que sempre o apoiou. “O Coral o ajudou muito no aprendizado da escola, por isso há dois anos incentivo a permanência dele”, diz ela.




quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

PSDB catarinense vai disputar o governo em 2018

Aécio Neves confirma projeto próprio do PSDB catarinense em 2018
Senador e presidente nacional dos tucanos, Aécio Neves participou de encontro em Florianópolis
O senador da República e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves afirmou que Santa Catarina conquistou o direito de ter candidato próprio ao governo do Estado em 2018.
Em um almoço, nesta quinta-feira (22/12), em Florianópolis, na casa de praia do deputado estadual e presidente estadual do PSDB Marcos Vieira, Aécio Neves se reuniu com as lideranças do PSDB do Estado e reforçou que o projeto, defendido por Marcos Vieira, ganha cada vez mais força. “O projeto regional, assim como São Paulo, Minas Gerais, Paraná e tantos outros têm, Santa Catarina também terá o seu próprio projeto”, defendeu Aécio.
A organização tucana em Santa Catarina também foi motivo de referência do senador. “Esta estruturação é um exemplo para todo o País, e também a união em torno de um projeto, cada vez mais forte”, completou Aécio.
Conforme o deputado e presidente Estadual Marcos Vieira, as palavras de Aécio Neves coroam um trabalho desenvolvido com quatro grandes pilares. “Os três primeiros foram concluídos, que foram: aumentar o número de filiados, (para 105 mil), aumentar o número de prefeitos, vices e vereadores eleitos, e tornar o PSDB a terceira maior força política do Estado, fato concretizado. Agora, nosso quarto desafio é vencer a eleição para o Governo do Estado em 2018 e este apoio nacional é fundamental para que esse objetivo seja superado”, defende Marcos Vieira.
Entre pratos de tainha, preparados pelo próprio deputado Marcos Vieira, Aécio ainda manifestou sua vontade em reconduzir o senador Paulo Bauer em mais um mandato frente à liderança da bancada no Senado Federal e agradeceu o apoio que recebeu para a prorrogação do próprio mandato como presidente nacional tucano em até um ano, o que também prorrogou, pelo mesmo período, o mandato do deputado Marcos Vieira frente ao PSDB no Estado.  
Sobre a questão nacional, Aécio explica que o país enfrenta uma crise institucional e econômica, mas com o apoio da sociedade “saíremos desta fase muito mas fortes”, diz Aécio, que emenda. “O PSDB tem dado todo o apoio para a governabilidade e está apto e tem quadros muito qualificados para disputar e vencer as eleições à presidência da República, mas este momento é do união para salvar o Brasil”, definiu o presidente nacional tucano.
Participaram do encontro o Senador Paulo Bauer, os deputados federais Marco Tebaldi e Geovânia de Sá, além do presidente e deputado Marcos Vieira, os deputados estaduais Serafim Venzon, Vicente Caropreso, Leonel Pavan e Mário Marcondes, o ex-deputado Dóia Guglielmi, o prefeito de Blumenau Napoleão Bernardes, os prefeitos eleitos, de Criciúma, Clésio Salvaro, de Caçador, Saulo Sperotto, de Rio do Sul, José Thomé e o vice-prefeito de Florianópolis João Batista Nunes. O senador Dalírio Beber não compareceu, pois está em viagem ao exterior.


Aeroporto Regional de Correia Pinto recebe últimos investimentos com vistas às operações

O Governo de Santa Catarina iniciou nesta quarta-feira, dia 21, a última e mais importante etapa de investimentos com vistas às operações do Aeroporto Regional do Planalto Serrano, no município de Correia Pinto. As obras são fundamentais para a homologação por parte da Aeronáutica e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e, consequentemente, para o tão aguardado início dos voos.
Uma equipe da empresa Telear Tecnologia em Aeroportos, sediada em Porto Alegre (RS) e com 30 anos de serviços prestados a vários aeroportos no Brasil, chegou a Correia Pinto no início da manhã com um caminhão cheio de equipamentos.
Os profissionais executarão diversos serviços que deixarão o empreendimento pronto para operar e em condições de receber voos. Entre as principais ações estão o balizamento noturno da pista, instalação do farol de aeródromo, biruta iluminada, casa de força, sistema de radionavegação (NDB), estação de rádio (EPTA), meteorologia e sistema Papis (luzes colocadas na cabeceira da pista e que servem de importante auxílio visual aos pilotos durante os pousos).
Os dutos que receberão todo o sistema elétrico serão instalados já pensando numa futura ampliação da pista, dos atuais 1,8 mil metros de comprimento e 30 de largura para 2,5 mil metros de comprimento e 45 de largura.

Empresa vai assumir também a homologação do aeroporto junto aos órgãos federais

Outra importante atribuição a ser assumida pela Telear é o encaminhamento da homologação do aeroporto junto aos órgãos federais competentes. Os pedidos foram protocolados em 2015 pelo Governo do Estado.
Em agosto deste ano, o governador Raimundo Colombo recebeu o parecer favorável do comando da Aeronáutica e, em setembro, o aeroporto de Correia Pinto passou por uma vistoria de técnicos da Anac, que nas próximas semanas devem emitir um relatório.
“Não tem lógica a empresa apenas executar todos os serviços e entregar ao cliente, no caso o Governo de Santa Catarina, sem a devida homologação. Por isso vamos fazer toda essa parte burocrática, e concluiremos os nossos trabalhos com o aeroporto pronto e autorizado a receber aviões”, diz o diretor da Telear, Renato Albrecht, que na manhã desta quarta-feira esteve em Correia Pinto e elogiou o empreendimento.
“Fui militar da Aeronáutica e tenho bastante experiência nessa área. O aeroporto de Correia Pinto foi muito bem projetado e executado, e o principal ganho em relação a outros aeroportos é a segurança de voo proporcionada às aeronaves”.
Os trabalhos da Telear iniciados nesta quarta-feira deverão se estender durante todo o primeiro semestre de 2017 e receberão investimentos de aproximadamente R$ 3 milhões do Governo do Estado de Santa Catarina.

======================================================

Agência de Desenvolvimento Regional de Lages

Gerência de Comunicação


Pablo Gomes - Jornalista

Prefeitura contribui para o crescimento empresarial

Os recursos são oriundos de emenda parlamentar da deputada federal Carmen Zanotto

O prefeito Toni Duarte e o gerente geral da Caixa Econômica Federal (CEF), em Lages, Luís Antônio de Andrade, assinaram nesta quinta-feira (22), contrato de pavimentação de duas ruas, cujos recursos foram repassados pelo Governo Federal.
Os recursos no valor de R$ 1.122.000,00 são provenientes de emenda parlamentar da deputada federal Carmen Zanotto e serão destinados para a pavimentação asfáltica da rua Emílio Blum, no bairro Guarujá, e da rua Sempre-Viva, no bairro Penha.
Caberá à Caixa Econômica Federal fiscalizar a obra e pagar pelos trabalhos realizados pela empresa vencedora da licitação pública. “Os projetos já estão prontos e a prefeitura realizará a licitação dessas obras de infraestrutura urbana”, explica o prefeito Toni Duarte.
Legenda: A Caixa Econômica é a fiel depositária dos recursos repassados pelo Governo Federal, atendendo emenda parlamentar. Caberá à caixa fiscalizar e pagar pelas obras realizadas e licitadas (Fotos: Iran Rosa de Moraes)


 


Outras informações acesse o site:
http://www.lages.sc.gov.br Prefeitura de Lages
Secretaria de Comunicação Social Telefone: 3221-1010
*Se não deseja mais receber esses e-mails favor entrar em contato

Mulheres ganham novo mecanismo de prevenção ao câncer


Aparelho de mamografia foi repassado à prefeitura pelo Governo do Estado

A partir das 14h de segunda-feira (26), exames de mamografia via Sistema Único de Saúde (SUS), poderão ser realizados em nova Sala de Mamografia, junto ao Pronto-Atendimento (P.A.) Tito Bianchini, a qual foi inaugurada na manhã desta quinta-feira (22). Esta nova sala foi denominada de Cristiane Luiza Garcez, em homenagem à ex-primeira-dama do município de Lages, falecida em outubro de 2016 devido a um câncer. Lages agora passa a ter duas salas de mamografia, sendo que a outra funciona no Hospital Tereza Ramos.
O ex-prefeito Elizeu Mattos, que renunciou ao cargo logo após o falecimento da esposa, participou dos atos de descerramento de placas e corte da fita inaugural, e convidado a falar, muito emocionado, agradeceu a prefeitura de Lages pela homenagem feita em memória de Cristiane. “Somente quem convive com alguém querido da família que tem a doença é que sente e sofre junto. A prevenção e o diagnóstico precoce são fundamentais para um tratamento eficaz e o prolongamento da vida. Porém, apesar de termos perdido uma pessoa tão especial, e sido derrotados nesta luta, a nova Sala de Mamografia fará com que outras mulheres possam ter novas chances de viver bem e melhor. É para isto que torcemos. Celebremos a vida e que nos cuidemos sempre”, observa o ex-prefeito Elizeu Mattos.
O aparelho mamógrafo foi repassado ao Município de Lages pelo Governo do Estado após sua doação por parte da Receita Federal. Já o espaço físico, segundo disse a secretária municipal de Saúde, Rose Penso, já existia junto à Secretaria Municipal de Saúde e anexo ao Pronto-Atendimento, sendo necessário, porém, realizar determinadas adaptações técnicas. “Esta importante realização é um das tantas marcas que esta administração público-municipal deixa para Lages. Iniciei minha carreira como servidor público e como político, aqui na Secretaria Municipal de Saúde. Naquela época, década de 1990, para fazer uma tomografia as pessoas tinham de ir a Blumenau”, lembrou o prefeito Toni Duarte.
“Hoje a realidade da infraestrutura e atendimento na área de serviços de saúde é bem melhor. Portanto, sairemos de cabeça erguida no dia 31 de dezembro, quando deixarmos a administração. Ao passo de que outras cidades do Brasil estão encerrando suas atividades à beira do recesso, Lages está inaugurando melhorias para o seu povo. E 2016 ainda não terminou, pois na próxima semana haverá novas ações. Lages sempre teve dois prefeitos e a parceria Elizeu e Toni trouxe providências benéficas ao longo destes quatro anos de gestão Desejo a nova administração sucesso para que possa bem servir o povo lageano”, concluiu Toni. Participaram da inauguração o prefeito Toni Duarte, a secretária Rose Penso, o vereador Mushue Hampel, representando a Câmara de Vereadores, além de secretários municipais e servidores públicos.
Legenda: Com o novo espaço inaugurado junto ao Pronto-Atendimento Tito Bianchini, Lages passa a ter duas salas para exames de mamografia

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Presos ganham benefício de saída temporária

Mais de 1.470 presos devem ganhar o benefício de saída temporária neste fim de ano
21/12/2016
Entre os dias 18 e 31 de dezembro deste ano, mais de 1.472 apenados devem ser liberados por sete dias para passarem as festividades com a família. A saída temporária é um direito previsto na Lei de Execução Penal, concedido através de autorização judicial a condenados do regime semiaberto que já cumpriram uma fração da pena e possuem bom comportamento. Ao total, 32% dos presos que estão aptos ao benefício foram agraciados com a saída.
Até a tarde desta quarta-feira, 21, já haviam sido liberados 382 presos e 1.090 devem sair gradativamente até o dia 31. O beneficiado tem direito de ficar até sete dias fora da unidade prisional, com os familiares. A Lei impõe restrições de horários e locais que podem ser frequentados pelo preso em saída temporária. Após o período, ele deve retornar à unidade prisional de origem. Aquele que não regressa é considerado evadido.
Confira os números e evasões dos últimos três anos:
2013: 1.527 presos liberados, 68 não retornaram;
2014: 1529 presos liberados, 56 não retornaram; e
2015: 1.976 presos liberados, 72 não retornaram.
Liberações por municípios:
Cidade
Presos liberados
(até 21/12)
Saídas Agendadas
(até 31/12)
Araranguá
1
18
Barra Velha
1
1
Biguaçu
1
6
Blumenau
0
146
Brusque
0
3
Caçador
5
13
Campos Novos
1
2
Chapecó
10
164
Concórdia
2
18
Criciúma
0
139
Curitibanos/São Cristóvão do Sul
17
206
Florianópolis
0
1
Imbituba
1
9
Indaial
0
10
Itajaí
51
114
Itapema
1
5
Jaraguá do Sul
4
28
Joaçaba
0
4
Joinville
0
15
Lages
19
10
Laguna
1
0
Mafra
0
2
Maravilha
0
2
Palhoça
192
1
Porto União
3
20
Rio do Sul
6
15
São Francisco do Sul
0
0
São José do Cedro
0
1
São Miguel do Oeste
1
1
São Pedro de Alcântara
21
0
Tijucas
40
3
Tubarão
2
110
Videira
0
17
Xanxerê
2
6
Total
382
1090
Total Geral
1.472

O número de apenados que devem ser liberados foi extraído do Sistema Informatizado de Identificação e Administração Penal (i-PEN)/SC, às 15h48 do dia 21/12/2016. Este quantitativo pode sofrer um pequeno aumento em virtude das últimas decisões judiciais exaradas e que estão sendo incluídas gradativamente no sistema.
Informações adicionais para a imprensa