terça-feira, 31 de maio de 2016

Mês do Meio Ambiente com programação extensa em Lages

A abertura será na segunda-feira com uma palestra com o professor Daniel José da Silva, da Ufsc, no teatro do Sesc, às 19h30min. A entrada é gratuita

O Dia Mundial do Meio Ambiente é celebrado em 5 de junho, mas em Lages será o mês inteiro de atividades envolvendo a comunidade. A programação foi elaborada pela Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos e instituições parceiras. A abertura será na segunda-feira (6) com uma palestra com o professor Daniel José da Silva, da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc). O evento será no teatro do Serviço Social do Comércio (Sesc), às 19h30min, com entrada gratuita. O tema abordado será “Uma perspectiva civilizatória para as questões ambientais locais”. Daniel trabalha há muitos anos com educação ambiental e sustentabilidade e vai abordar o tema voltado a todos os públicos, principalmente estudantes.
A programação terá continuidade ao longo do mês, com atividades ao ar livre, palestras, trilhas, oficinas, seminários e até uma pedalada ecológica. Toda semana haverá dias voltados ao meio ambiente, discutindo questões como a preservação da Mata Atlântica e os impactos ambientais causados pela falta de consciência ambiental humana. “O tema deste ano é ‘Pensando globalmente, agindo localmente’, com o intuito de promover a conscientização da população. Boas atitudes ajudam a diminuir a poluição e contribuem com o meio ambiente numa escala maior”, diz Michelle Pelozato, bióloga da prefeitura e uma das organizadoras dos eventos.
O professor Daniel José da Silva voltará no dia seguinte, 7 de junho, com uma oficina de conhecimentos, que será ministrada no Centro Ambiental Ida Schmidt, no parque Jonas Ramos (Tanque). A oficina é voltada para técnicos da prefeitura, com o objetivo de capacitá-los para desempenharem o trabalho de educação ambiental no município, principalmente com os projetos executados nas escolas.
Este ano o Mês do Meio Ambiente será sustentável, uma iniciativa inédita dos organizadores. Todos os impactos gerados, por menores que sejam, serão contabilizados, desde a energia utilizada ao consumo de papel e outros insumos, resíduos e até a emissão de Dióxido de Carbono (CO²). Uma forma de neutralizar o impacto será o plantio de árvores em algum local estratégico. O ato será em setembro, com a participação da comunidade estudantil.

Instituições parceiras
A programação conta com a parceria de instituições como o Instituto José Paschoal Baggio, Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures), Consórcio Intermunicipal da Serra Catarinense (Cisama), Serviço Social do Comércio (Sesc), Grupo Garis, Projeta Ambiental Jr., Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema), Polícia Militar Ambiental, Klabin, Programa Matas Legais e Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi).

Programação:
06/06: 19h30min – Abertura com palestra no teatro do Sesc
06 a 30/06 – Trilha Ecológica no Parque Natural Municipal (com agendamento)
07/06: 8h30min – Oficina para técnicos sobre sustentabilidade no Centro Ambiental
13 a 14/06: 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h30min – Oficina para professores “Pequenas atitudes, grandes mudanças”, no Centro Ambiental
20 a 23/06 – Oficina “Cores da Terra”, promovida pela Epagri, no Centro Ambiental
22/06: 8h30min – Seminário “Preservação da Mata Atlântica”, no CAV/Udesc
23/06 – Seminário “Preservação da Mata Atlântica”, para técnicos, na Amures
26/06: 9h30min – II Pedalada Ecológica, com percurso da praça Joca Neves até o Parque Natural
27 a 29/06 – Oficina “Água em Foco”, no Centro Ambiental
30/06 – Projeto Arte Vida Verde, do Sesc, na praça João Costa (calçadão)

Legenda: Haverá, ao longo do mês, atividades ao ar livre, palestras, trilhas, oficinas, seminários e uma pedalada ecológica
 
 

Saúde capacita profissionaisda Atenção Básica


Em Lages, os índices de pessoas com vício no tabaco preocupam, chegando a 40% de toda a população. Outro dado ainda mais alarmante é que, segundo o levantamento, para cada adulto que deixa de fumar, dez adolescentes estão iniciando o vício

Com base no Programa Nacional de Controle do Tabagismo, a Secretaria Municipal de Saúde trabalha na capacitação dos profissionais da Atenção Básica e na implantaçãodo programa nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Lages. Os trabalhos aconteceram durante esta terça-feira (31).O controle do tabagismo no Brasil vem sendo articulado pelo Ministério da Saúde através do Instituto Nacional de Câncer (Inca) desde a década de 1980.
O objetivo é reduzir a prevalência de fumantes e a consequente morbimortalidade relacionada ao consumo de derivados do tabaco no país, seguindo um modelo no qual serão desenvolvidas ações educativas, de comunicação, de atenção à saúde, junto com o apoio a adoção ou cumprimento de medidas legislativas e econômicas, que juntas se potencializam para prevenir a iniciação do tabagismo, principalmente entre adolescentes e jovens.
Segundo o coordenador em Lages, Paulo Panata,parte dasUBSs de Lages já aderiram, mas a intenção é que toda a rede de Atenção Básica siga a iniciativa. “Vamos capacitar todos os profissionais que atuam na Atenção Básica e eles passarão a oferecer o tratamento aos tabagistas, seja por meio de grupos terapêuticos ou pelo uso de medicação”, informa.

Índices alarmantes
Em Lages, os índices de pessoas com vício no tabaco preocupam, chegando a 40% de toda a população. Outro dado ainda mais alarmante é que, segundo o levantamento, para cada adulto que deixa de fumar, dez adolescentes estão iniciando o vício. “É preciso mudar essa cultura.Vamostrabalhar para minimizar o problema. Faremos o possível para atender a demanda”, destacao coordenador do programa em Lages, Paulo Panata.
Pessoas que são próximas aos fumantes (parentes e amigos) também podem ingressar no processo de tratamento, como forma de auxílio e apoio ao dependente do tabaco. “Queremos trabalhar de forma conjunta porque a pessoa próxima ao tabagista é considerada fumante passiva e pode ser acometida pelas inúmeras doenças que a fumaça do cigarro acarreta”, afirma Paulo.

Risco consciente
Durante o processo de tratamento serão abordados os motivos que o individuo apresenta para desenvolvero vício, mesmo tendo plena consciência dos riscos que traz à saúde. Em seguida será oferecido um tratamento que dura de 30 a 60 dias em grupos de até 20 pessoas. “Muitos nem precisarão de medicação, pois a motivação à mudança comportamental contribui para a pessoa parar de fumar”, destaca.
Além dos fumantes, participam dos grupos pessoas que já conseguiram deixar o vício graças à ajuda do programa e isso, afirma Paulo, é um incentivo aos novos integrantes. O programa articula a Rede de Tratamento do Tabagismo no Sistema Único de Saúde (SUS), o Programa Saber Saúde, campanhas, outras ações educativas e a promoção de ambientes livres.


Duque de Caxias volta a ser aberta ao público para atividades físicas no domingo

O espaço reservado compreende uma extensão de cerca de 500 metros, desde o cruzamento com a avenida Carahá até o ponto de confluência com a rua Correia Pinto

O programa Ativa Lages, depois de dois domingos suspenso devido à Festa do Pinhão, voltará a ser realizado a partir do dia 5 de junho, na avenida Duque de Caxias. O espaço reservado para as atividades físicas e recreativas, ao ar livre, que acontecem no período das 15hàs 18h, compreende uma extensão de cerca de 500 metros, desde o cruzamento com a avenida Belizário Ramos (Carahá) até o ponto de confluência com a rua Correia Pinto (lateral da praça da Bandeira).
Através do Ativa Lages, a comunidade disponibilizade espaço privativo para a prática de atividades de educação física, esporte e lazer. “As pessoas escolhem o que fazer em espaço reservado e seguro, livre de trânsito de veículos automotores. Uma vez por mês teremos uma programação especial”,comenta o superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FME), José Maximiliano Cappelletti Batalha (Capela).
Além da coordenação da FME, o Ativa Lages conta com o apoio de secretarias municipais, entre elas as de Segurança e Ordem Pública através da Diretoria de Trânsito (Diretran), de Educação, de Saúde, de Meio Ambiente e a Fundação Cultural de Lages (FM), além de órgãos e entidades sem vínculos públicos.

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Urupema completa 27 anos e inaugura onze grandes obras



 O calor humano prevaleceu mais uma vez na cidade mais fria do Brasil, neste sábado (28). As comemorações de 27 anos de emancipação político administrativo de Urupema foram marcadas pela inauguração de onze obras com investimentos de mais de R$ 3.5 milhões.
O presidente da Amures prefeito de Rio Rufino Ademar de Bona Sartor prestigiou o evento, em nome dos colegas prefeitos da Serra Catarinense. E assim como os demais convidados foi recepcionado pelo prefeito Amarildo Luiz Gaio. Ele citou o prefeito de Urupema como exemplo de gestão pública, transparência e seriedade com os recursos públicos.
No início da tarde, Gaio fez visitação as obras acompanhado de autoridades como os deputados federais Valdir Colatto e Carmen Zanotto e de Solange Pagani, da Agência de Desenvolvimento Regional de São Joaquim. Depois recebeu os convidados para um coquetel no Centro de Informações de Apoio ao Turista Armando Pagani – CIAT, onde descerrou a faixa inaugural também daquela obra.
Gaio agradeceu a dedicação dos servidores municipais, das empresas que executaram as obras e dos deputados que viabilizaram os recursos. E lembrou que Urupema tem clima tão adverso que nos últimos 70 dias, não foi possível mais que 12 dias de trabalho na construção do Mirante Morro das Torres devido à chuva, o vento e o frio.
O deputado estadual Gabriel Ribeiro também prestigiou a solenidade e citou o prefeito Amarildo Gaio como autor de um grande legado à população de Urupema com tantas obras. Neste domingo a programação prossegue com apresentações artísticas e danças como zumba, Invernadas Artísticas e Dança da Chula, além de Balé Karen Kriss. No final da tarde haverá Show/Baile do Grupo Os Serranos.
Na quarta-feira (01/06) será feriado municipal e será realizado o 2º Passeio Ciclístico Ecológico Cidade de Urupema com sorteio de uma bicicleta e um tablete.

Obras inauguradas neste sábado:

ü  Casa da Imprensa
ü  Centro de Informações de Apoio ao Turista Armando Pagani – CIAT Armando Pagani
ü  Rodoviária Municipal Estevão Fabre
ü  1ª Etapa Construção de 7.534,90m² de Calçadas
ü  Ampliação do Cemitério Municipal
ü  Creche – Escola de Educação Infantil
ü  Galpão Comunitário Bossoroca
ü  Mirante Morro das Torres
ü  Abrigos de Passageiros
ü  1ª Etapa Reforma e Ampliação da Unidade de Saúde
ü  Infraestrutura no Estádio Municipal Evaldo Pereira de Souza


Oneris Lopes 
Jornalista (DRT - 4347/SC) - AMURES
Associação dos Municípios da Região Serrana

 - - 
- (49) 3224-4800 

Figueirense será o adversário colorado no primeiro jogo-treino da intertemporada

O Figueirense será o adversário colorado no primeiro jogo-treino a ser realizado pelo Internacional de Lages na fase de preparação da equipe para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. O teste será nesta quinta-feira, em Florianópolis, em local a ser definido nos próximos dias.
O Inter está trabalhando desde o início de maio para tentar conquistar uma das quatro vagas na Série C, mas ainda não realizou nenhum jogo-treino. A comissão técnica colorada está em tratativas com potenciais adversários para agendar novos confrontos para a intertemporada.
A estreia do Colorado Lageano no Brasileiro será no dia 12 de junho, contra o Linense (SP). A partida será no Estádio Vidal Ramos Júnior, em Lages.

Base: sub-17 vence e sub-15 perde nos confrontos contra o Metropolitano
O time sub-15 do Internacional de Lages perdeu por 2 a 1 para o Metropolitano e o sub-17 derrotou a equipe blumenauense por 1 a 0, em partidas realizadas neste sábado, em Blumenau. Os jogos foram válidos pela sexta rodada do Campeonato Catarinense das categorias de base.

E MAIS:

No primeiro confronto da tarde, o time juvenil sofreu um gol aos 7 minutos e o segundo aos 13 da etapa final. Esequiel fez o gol colorado aos 33 minutos do segundo tempo. A equipe juvenil entrou em campo na sequência. O gol da vitória foi marcado por Mateus aos 9 minutos do segundo tempo.
Com os resultados, tanto o time sub-15 quanto o sub-17 do Inter estão em sexto lugar na classificação do campeonato, com 6 pontos e 7 pontos, respectivamente. Os quatro times mais bem classificados ao fim dos dois turnos chegam às semifinais.
No próximo sábado, os colorados enfrentam o Joinville, em Lages. O Inter está mandando seus jogos pelo estadual das categorias de base no complexo esportivo do Sesi.


NOS ANEXOS:

- Os colorados Cristian (à frente) e Bruno no jogo-treino entre Figueirense e Inter realizado em janeiro (Foto: Luiz Henrique / Figueirense / divulgação)
- Lances dos confrontos das equipes sub-15 e sub-17 de Metropolitano e Inter (Foto: Metropolitano/divulgação)

--
Inter de Lages

Evento, que acontece entre os dias 5 e 7 de junho, atrai centenas de profissionais da área da beleza para a “Princesa da Serra”

            O clima está cada vez mais ameno e o friozinho toma conta da serra catarinense, mas a temperatura está subindo pra valer quando o assunto é a economia local.
            A rede hoteleira de Lages está “sorrindo a toa”. Depois da ocupação total durante a 28ª Festa Nacional do Pinhão, ela aguarda o público que chega a Lages para mais uma edição do Fashion Hair.
            A maior parte dos hotéis e pousadas já têm reservas esgotadas durante o evento.
Bares, restaurante e o comércio em geral, também estão na expectativa para receber os profissionais que vem das mais diversas regiões do país.
“Além de conhecer as belezas naturais da nossa cidade, nosso público também prestigia e adquire produtos daqui, movimentando e aquecendo a economia como um todo”, enfatiza o empresário Luiz Figueiredo.


O quê: Fashion Hair 2.1
Quando: Entre 5 e 7 de junho
Onde: Lages Garden Shopping




Angela Andrade Borba

Festa do Pinhão do ano que vem já está sendo planejada

A Sapecada da Canção Nativa já é consagrada como o maior festival do gênero no Brasil hoje e vamos trabalhar para que a cultura local não se perca no evento.” Beto Ody
Há 16 dias Lages se transformou para receber o turista e oferecer o que há de melhor no tradicionalismo gaúcho e na cultura local também aos lageanos e serranos. A cidade entrou em clima de festa no dia 14 de maio com o Recanto do Pinhão Aracy Paim, na praça João Costa. Uma semana depois, no dia 20 de maio, os portões do parque de exposições Conta Dinheiro foram abertos para receber as atrações nacionais e grandes públicos a cada noite. Agora, 28ª Festa Nacional do Pinhão se encerra na noite deste domingo (29).
A organização garante que o respaldo do público foi positivo bem como a parceria público-privada que fez o evento dar certo. Para o presidente da Comissão Central Organizadora (CCO), Gilson Maximo, ano a ano a festa vem evoluindo. “O público compareceu ao parque mesmo nos dias de mau tempo. Não tivemos grandes ocorrências no que tange à alimentação, Procon, pronto-atendimento, segunda pública. Tudo funcionou bem, inclusive com redução de índices nos atendimentos médicos e nas ocorrências policiais dentro e no entorno do parque”, relata.
Com relação ao município, destaca o modelo de parceria da concessão pública da festa para que uma empresa da iniciativa privada assuma sua viabilização. “Isso favoreceu para que os demais setores da prefeitura continuassem funcionando normalmente mesmo com o evento”, afirma Gilson. De modo geral, a 28ª Festa do Pinhão foi um sucesso. “O evento é bastante dinâmico. Alguns pontos serão discutidos e reavaliados para melhorar na próxima edição”, destaca.
Próxima edição
Para o empresário Beto Ody, diretor da Gaby Produções, o evento aconteceu dentro do que estava previsto. “Trago o sentimento de dever quase cumprido, porque podemos melhorar nas edições seguintes. Trabalhamos dentro de um planejamento e estou muito satisfeito com os resultados”, afirma. Segundo ele, a festa é feita para trazer de volta o público lageano ao parque Conta Dinheiro e a parceria público-privada é essencial para isso. “Fazemos um evento para proporcionar momentos de lazer e diversão e a prefeitura é uma grande parceira. Todas as nossas reivindicações foram atendidas e tudo o que coube ao município, a equipe o fez com maestria, como recomendou o prefeito Elizeu Mattos”, enfatiza.
Para a 29ª edição, 9 a 18 de junho de 2017, com o Recanto do Pinhão Aracy Paim iniciando uma semana antes, no dia 3, o empresário promete fazer com que as raízes do tradicionalismo tenham ainda mais destaque. “Vamos conversar sobre o assunto e levantar algumas questões que façam do tradicionalismo o grande marco da Festa do Pinhão. A Sapecada da Canção Nativa já é consagrada como o maior festival do gênero no Brasil hoje e vamos trabalhar para que a cultura local não se perca no evento”, destaca Beto Ody. Quanto à presença de público, o empresário da Gaby afirma que ficou semelhante a edição de 2015. “Mais de 100 mil pessoas passaram pelo parque Conta Dinheiro nos dez dias de Festa do Pinhão. Mesmo nos dias de chuva o público não deixou de comparecer”, afirma.
Aquecimento da economia local
A Festa do Pinhão tem como marca atrair grande fluxo de turistas a Lages e à Serra. O incremento que o evento traz à economia do município chega a margem dos R$ 20 milhões, somando todos os setores e segmentos em que impacta. Somente para a rede hoteleira há registros de 90% de ocupação. “É preciso considerar também todo o tipo de prestação de serviço que proporciona, como a geração direta ou indireta de empregos e a movimentação de dinheiro”, relata o presidente da CCO, Gilson Maximo.
Outro destaque importante é o sucesso do Recanto do Pinhão Aracy Paim. Em 16 dias, entre 80 e 90 atrações regionais passaram pelo palco montado na praça João Costa, no Centro. Cinco entidades beneficentes comercializaram comida típica e artesanato. “Isso também reflete no aquecimento da economia local e com as vendas as instituições arrecadaram fundos para suas atividades no decorrer do ano”, destaca Gilson. A infraestrutura também vem se destacando. “Alterações foram feitas para garantir melhor conforto ao público do Recanto”, finaliza.
Legenda: A 29ª edição será 9 a 18 de junho de 2017, com o Recanto do Pinhão Aracy Paim iniciando uma semana antes, no dia 3 (Foto: Sandro Scheuermann e Toninho Vieira)

sexta-feira, 27 de maio de 2016

CDL faz entrega de doação a Projeto


Diretores da CDL receberam na tarde desta quarta-feira (25/5) integrantes do Projeto Cultural Passarela, um dos escolhidos para receber parte da renda obtida na Palestra Alexandre Costa. Conforme combinado, a entrega não aconteceu em dinheiro (R$ 3.300,00), mas sim de objetos escolhidos pelo Projeto: moletons, roupas de apresentação e uma máquina semi-profissional. Suellen Silva de Moraes, coordenadora do Projeto Passarela, a doação dos agasalhos deu uma nova motivação para as crianças. “Dependemos de doações como esta. E já fazia algum tempo que as crianças queriam os moletons”.  O Vice-Presidente da CDL, Marcos Tortelli, que conheceu o Projeto in loco, parabenizou os integrantes do Passarela e comentou da satisfação em pode ajudar. Também estiveram presentes na entrega o Diretor de Eventos Arnaldo Souza, o Diretor de Marketing Zulmiro Klann, o Diretor Executivo Jhonathan Roberto da Silva e Cristiano Martins, coordenador Comercial do Lages Garden Shopping.

O projeto Passarela existe há 8 anos, no Bairro Santo Antonio, em Lages. Cerca de 100 crianças já passaram pelo projeto, que hoje atende 45 crianças e adolescentes. O objetivo do Passarela é ocupar o tempo ocioso das crianças com atividades culturais de dança e teatro, além de orientar sobre o perigo das drogas. A próxima apresentação do projeto acontece neste sábado, às 9h20, no Recanto, Centro de Lages. Cristiano do Garden Shopping fez o convite para o grupo também se apresentar no shopping em breve.

Quem tiver interesse em conhecer o Projeto pode entrar em contato com a Coordenadora pelo celular (49) 88171881.

Outras entidades

Mais duas entidades foram escolhidas pelo grupo de patrocinadores e apoiadores da Palestra do Ano da CDL. O Asilo do Bela Vista (Sociedade de Assistência Social, Educacional e de Apoio aos Desamparados de Lages – Saseadla) e Abrigo Menino Jesus. A CDL está providenciando a compra dos objetos solicitados por ambos (também no valor de R$ 3.300,00) e em breve deverá realizar a entrega.








Recanto da Tradição resgata a cultura gaúcha na Festa do Pinhão

Os CTGs Anita Garibaldi, Planalto Lageano e o Barbicacho Colorado se reuniram com um único propósito: reavivar ainda mais as tradições do povo serrano

Para muitos turistas e visitantes que viajam quilômetros a fim de participar da Festa Nacional do Pinhão, além de sentir o frio típico desta época do ano na Serra catarinense, um dos maiores atrativos é conhecer a gastronomia característica do Sul do país. Este é o quarto ano, desde o início da administração municipal do prefeito Elizeu Mattos, que o Recanto da Tradição é um cantinho especial dentro do evento, resgatando o tradicionalismo e a cultura gaúcha. O espaço tem apoio da Fundação Cultural de Lages (FCL).
Os Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) Anita Garibaldi, Planalto Lageano e o Barbicacho Colorado se reuniram com um único propósito: reavivar ainda mais as tradições do povo serrano. O espaço está localizado no pavilhão próximo às bases das Polícias Militar e Civil, à esquerda de quem entra no parque de exposições.Segundo os organizadores, muitos turistas já passaram pelo local nesta festa. Gente de outros Estados, como São Paulo, Rio Grande do Sul e outras regiões de Santa Catarina, que tinham pouca participação no evento, a exemplo de cidades como Tangará, Blumenau e Jaraguá do Sul.

Comidas típicas agradam ao público
As pessoas que visitarem o local encontram comidas típicas como a paçoca e o entrevero de pinhão, quirera com feijão, escondidinho de carne, arroz carreteiro, lasanha de pinhão, doces e o famoso puchero, um prato latino muito consumido pelos gaúchos. “Antigamente os gaúchos iam para a lida e não levavam as mulheres para cozinhar. Também pela falta de tempo, surgiu esse prato. Saíam pela manhã e deixavam uma panela no fogo com carne e legumes. Ao chegar, ao meio-dia, estava um verdadeiro caldo quente, que os aquecia e sustentava no trabalho pelo resto do dia”, conta Carlos Audibert.
Carlos é um dos integrantes do CTG Barbicacho Colorado. Ele lembra que muita gente que pede pelo prato acha parecido com uma sopa, mas depois que experimenta volta para repetir. “É um prato muito quente, excelente para o fim da noite quando as temperaturas caem”, enfatiza. Passadas cinco noites de Festa do Pinhão, o movimento está muito bom, com bastante procura, segundo ele. “Temos um espaço com alimentação diferenciada e as pessoas que sempre vêm à festa já conhecem, por isso, temos um público cativo”, comenta.
A lotação máxima do espaço é de 400 pessoas e, durante muitas noites, todas as mesas estão ocupadas. Todo o dinheiro arrecadado é revertido aos CTGs, recursos que auxiliam na manutenção de suas estruturas ao longo do ano. Os organizadores são integrantes dos Centros e trabalham de forma voluntária.

Apresentações artísticas chamam a atenção
Outro diferencial do Recanto da Tradição são as declamações de poesia, apresentações de músicas nativistas entoadas com acordeons e violões, danças típicas como a chula, executada em formade desafio, praticada apenas por homens, e as danças protagonizadas pelas prendas, com seus vestidos rodados e flores na cabeça. A indumentária gaúcha é fator fundamental que dá brilho às apresentações.
Há tradicionalistas com predileção pelos trajes de época, como o saiote e o chiripá, peça de vestuário usada no passado pelos homens dos campos sul-rio-grandenses, argentinos, uruguaios e paraguaios, que consistia num retângulo de pano de lã vermelha, passado entre as coxas e preso à cintura.“Nossa cultura é muito forte na região e os três CTGs tentam preservar isso. As danças são diferentes, tradicionais. A chula é sempre uma disputa sadia e divertida que o público gosta bastante”, afirma Carlos.

Quando inicia
Todas as noites, a partir das 20h, começam as apresentações, cada vez com um grupo diferente. As atividades se estendem pela noite, podendo chegar a três horas de atividades. Nesta quarta-feira (25) foi a vez do CTG Anita Garibaldi mostrar seu trabalho. As invernadas mirins, juvenis e veteranas deram um show.
Para Thiago Betú, que faz parte do CTG, o diferencial do espaço é o cuidado no preparo dos alimentos e das apresentações. “As pessoas nos elogiam e falam da qualidade dos pratos. A acolhida que todos os envolvidos dão aos visitantes também é muito importante. Preparamo-nos o ano inteiro para estes momentos, mostrando um pouco da nossa cultura e hospitalidade”, finaliza.

Legenda: O espaço está localizado no pavilhão próximo às bases das Polícias Militar e Civil, à esquerda de quem entra no parque de exposições(Foto: Marcio Avila e Sandro Scheuermann)
 

 

Azul Linhas Aéreas promove ação de marketing na Festa do Pinhão

“A Azul está chegando para impulsionar a economia. O voo comercial diário encurtará a distância entre a Serra catarinense e o principal centro econômico do país, agregando uma série de vantagens.” Elizeu Mattos

A Azul Linhas Aéreas implantará um voo comercial entre Lages (SC) e Campinas (SP). E a empresadecidiu promover uma ação de marketing para cativar o público da 28ª Festa Nacional do Pinhão. A companhia está distribuindo vouchers especiais ao público que comparece ao evento na noite desta quinta-feira (26).“Realizamos a ação durante o principal evento da cidade para mostrar a nossa satisfação com esse novo desafio”, diz a gerente da Azul, Vanessa Belau.
Os vouchers (voucher é uma palavra inglesa que significa garantia ou comprovante, por exemplo) dão um desconto de R$ 50,00 na passagem. Eles contêm códigos exclusivos que garantem o benefício. São válidos por um ano, maspodem ser utilizados imediatamente, através do site oficial da companhia.“A Azul está chegando para impulsionar a economia. O voo comercial diário encurtará a distância entre a Serra catarinense e o principal centro econômico do país, agregando uma série de vantagens”, ressalta o prefeito Elizeu Mattos.
A distribuição começou no estande da Associação Empresarial de Lages (Acil), no Shopinhão, e se estende por todo o parque de exposições Conta Dinheiro. O trabalho envolve cerca de20 agentes da companhia. A entrega alcançará aproximadamente três mil pessoas. “Acredito que a Azul trará grandes benefícios a vários segmentos”, destaca o produtor cultural Roger Andrade.
O voo inaugural entre Lages e Campinas está programado para o dia 28 de junho. A linha funcionará de domingo a sexta-feira. O modelo turboélice ATR 72-600 de 70assentos partirá do aeroporto federal de Lages às 15h35min. O voo terá duração aproximada de uma hora e meia.

______________________________

 

quarta-feira, 25 de maio de 2016

25 de maio é o Dia do Desafio


“Você se mexe e o mundo mexe junto” é o lema do Dia do Desafio, evento mundial que incentiva a prática regular de atividades físicas, realizado anualmente na última quarta-feira do mês de maio. Em Santa Catarina 207 cidades vão aderir ao movimento sob o comando de Unidades do Sesc, prefeituras municipais e diversas parcerias locais. A expectativa é mobilizar 2,2 milhões de pessoas em todo o Estado.


Na próxima quarta-feira, 25 de maio, os catarinenses estão convidados a parar por pelos menos 15 minutos para praticar alguma atividade física. Vale caminhar, pedalar, correr e até subir escadas. Em cada município, o Sesc e as prefeituras prepararam uma programação diferente para atrair e incentivar a participação do público. As atividades organizadas pelo Sesc/SC podem ser consultadas em http://portal.sesc-sc.com.br/evento/784.

Nesta data, pessoas de todas as idades participam de uma competição amigável entre cidades, definida por sorteio, tendo como foco a vida ativa e a adoção de hábitos saudáveis. Vencerá o município que conseguir mobilizar o maior percentual de participantes em relação ao seu total de habitantes. A premiação, porém, é apenas simbólica, como afirma a organização do evento: “A competição é apenas estímulo à participação. Quem sai ganhando são os envolvidos, que exercitam a integração social, a criatividade, a liderança e o espírito comunitário”.

A 22ª edição do Dia do Desafio recebeu 3.632 cidades inscritas, num total de 20 países. No Brasil, são 1.866 municípios, totalizando a adesão de 20 Estados. Ao redor da América Latina, países como México, Guatemala, Cuba e Venezuela também irão participar. A campanha deste ano já superou a do ano passado, que movimentou 3.421 cidades. O sorteio foi realizado de acordo com a categoria da cidade inscrita, considerando o seu número de habitantes.  Para saber com qual cidade a sua vai competir, basta acessar o link http://ww2.sescsp.org.br/diadodesafio/geral/cidadeXcidade. Depois, é só digitar o nome do município no campo de busca e conferir qual aparece como oponente.

Em Lages a programação oficial será:
00h30 – Ação na Festa Nacional do Pinhão
08h – Abertura oficial no Ginásio do Sesc
17h30 – Ação no Recanto do Pinhão
20h30 – Encerramento do Dia do Desafio na Uniplac



Durante todo o Dia, estarão acontecendo ações em escolas, empresas, lojas, entidades, indústrias de toda a cidade.

Recanto movimenta diariamente o Centro de Lages

O movimento nas tendas de gastronomia é constante, como nesta segunda, à tarde toda, com o pessoal consumindo comidas e bebidas típicas de inverno
Às 15h desta segunda-feira (23), a dupla Cláudio e Sônia abriram a programação musical do Recanto do Pinhão, na praça João Costa. Na sequência das apresentações, Marcos e Cia., Rogério Blunn e os Brotinhos do Rio Grande. Muitos casais aproveitam o tablado coberto, em frente ao palco, para dançar e o grande público assiste aos shows diariamente no calçadão central de Lages.
O movimento nas tendas de gastronomia é constante, como nesta segunda, à tarde toda, com o pessoal consumindo comidas e bebidas típicas de inverno: pinhão cozido, paçoca de pinhão, ponche, quentão, chocolate quente e doces, com destaque para o tradicional doce de gila. Há grande movimento nas tendas de artesanato, tanto as instaladas no Recanto quanto a loja de regional da Samt, na rua Nereu Ramos, quase em frente à praça João Costa.
Sapecadinha
Segundo Adilson Freitas, coordenador do Recanto do Pinhão, as oito crianças inscritas para a Sapecadinha da Canção, que ocorreria no teatro Marajoara, evento cancelado devido ao pouco número de inscritos, irão se apresentar nesta semana no palco da praça João Costa. “Ainda não está definido, mas provavelmente será na quinta ou na sexta-feira”, informa.
Programação de terça-feira
Para terça-feira (24), as atividades do Recanto iniciarão um pouco mais cedo, às 14h30min, quando se apresentará o Coral da Apae. Às 15h subirá ao palco Elisângela Moreira. Já às 16h será a vez do Coral Encantos da Irmandade e às 17h o grupo Amigos de Francisco. O show de encerramento musical do dia, a partir das 18h30min, será com a banda Ephata.
Legenda: A programação musical desta segunda-feira iniciou às 15h (Foto: Nilton Wolff)
______________________________________________

 

CD da Sapecada é recordação do festival

O intuito, de acordo com os organizadores, é a disponibilização de uma obra única, que está ao alcance de todos

Para o público que assiste às Sapecadas da Canção Nativa e da Serra Catarinense e deseja levar para casa uma lembrança do festival, estão sendo disponibilizados CDs com as canções apresentadas no evento. Cerca de três mil unidades do CD duplo, com as 32 composições defendidas no palco Nativista, estão à venda ao valor simbólico de R$ 15,00. Os interessados na obra encontrarão um estande montado ao lado do palco onde ocorrem as apresentações.
O intuito, de acordo com os organizadores, é a disponibilização de uma obra única, que poderá estar ao alcance de todos, sem ter como objetivo o lucro e sim divulgar a essência das Sapecadas. Muitos CDs são doados para instituições e aos próprios músicos que se apresentam. “Esta é uma forma de divulgar o festival, um dos poucos eventos que enaltecem a cultura tradicionalista”, diz Mário Arruda, um dos organizadores.


terça-feira, 24 de maio de 2016

Feira da Economia Solidária tem participação da Cooperlages

São parceiros as Secretarias de Agricultura e Pesca, Assistência Social e de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda
A 10ª edição da Economia Solidária será realizada na sexta-feira (27), na praça Vidal Ramos Sênior, ao lado do Terminal Urbano. Dentre os participantes e organizadores do evento destacam-se o Fórum Regional de Economia Solidária, as Secretarias Municipais de Agricultura e Pesca, Assistência Social e de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, além do Instituto Federal de Santa Catarina (Ifsc), Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP), Cáritas e a Associação de Artesanato Abayomi.
Segundo o presidente do Conselho Municipal de Economia Solidária, Guilherme Moura, que também é diretor da Secretaria de Agricultura e Pesca, uma das novidades será a participação da Cooperlages, que estará fazendo o recolhimento de todo o tipo de material reciclável. “É uma oportunidade para o descarte, além de colaborar e facilitar o trabalho realizado pela cooperativa”, comenta. A feira estará aberta a partir das 8h e só fechará no fim da tarde. O evento é realizado duas vezes por mês.
Legenda: Uma das novidades será a participação da Cooperlages, que estará fazendo o recolhimento de todo o tipo de material reciclável (Foto: Arquivo)
______________________________________________

 

Definidas as músicas que compõem a etapa final da Sapecada


Da Sapecada da Serra Catarinense são quatro, definidas no domingo, e da Sapecada da Canção saíram 12 na noite desta segunda-feira

Uma das peculiaridades da Sapecada da Canção Nativa, que em 2016 chega à sua 24ª edição, está refletida no estilo de música gaudério que retrata o dia a dia das pessoas que moram na área rural e dos trabalhos campesinos retiram seu sustento. De forma sublime, cada intérprete das canções do festival, em sua fase classificatória, na noite desta segunda-feira (23), reproduziu emoções e sentimentos brotados do coração. Atenta e em boa parte pilchada, a plateia ovacionou seus artistas preferidos. Das 16 canções defendidas no palco, 12 chegaram à fase final, marcada para esta terça-feira (24).
A etapa que fecha a Sapecada será composta de 16 músicas, sendo quatro classificadas da Sapecada da Serra Catarinense, disputada no domingo (22). Serão premiados o primeiro, segundo e terceiro lugar, a música mais popular, os melhores intérprete e instrumentista, melhores letra, arranjo, melodia, conjunto vocal, tema campeiro e tema sobre a região serrana.

Classificadas da fase regional
Juntam-se às 12 da fase classificatória (lista abaixo) desta segunda-feira, as quatro vencedoras da etapa catarinense: Campo nativo (primeiro lugar); Por onde anda a guitarra? (segundo lugar); Pingo (terceiro lugar); e Broto de cima da Serra (música mais popular).

Classificadas da fase nacional
Ficou só a chamarrita, Redomão da noite escura, Guria, Luzardeando, El último acordeon, A delicada, Ateu, Rainha, Primitivo, Romance da flor que ninguém cantou, Baú crioulo e No romper da trança.

Jurados
Os jurados são André Giuliani Teixeira, Egbert Luis de Araújo Parada, Gabriel Costa Pellizzaro, Gujo Teixeira, João Vicente Vieira dos Santos, Ricardo Padilha de Oliveira e Vitor Ribeiro Amorim.

Legenda: São três dias de festival, sendo o último nesta terça-feira (Foto: Sandro Scheuermann e Marcio Avila)
 

 

segunda-feira, 23 de maio de 2016

COMUNICADO: Entenda por que o Inter de Lages não terá estande na Festa do Pinhão 2016

Em 2016, o Internacional de Lages não terá um estande no Shopinhão, o espaço comercial montado no Parque Conta Dinheiro durante a Festa do Pinhão. E não por falta de interesse do clube. A coordenação do Shopinhão, a cargo de Nilson Cruz, primeiro-secretário da Associação Comercial e Industrial de Lages (Acil), NEGOU ao clube sua presença no espaço.
No ano passado, pela primeira vez o Colorado Lageano participou oficialmente da Festa do Pinhão com um estande comercial próprio. A iniciativa só foi possível por meio de uma parceria entre o clube e a Acil, ela própria mentora da criação do estande colorado na festa. Luiz Spuldaro, então presidente da Acil, não mediu esforços para que o clube pudesse estar presente no evento. Ao procurar o clube, o empresário manifestou opinião, da qual partilhamos, da importância institucional de o representante lageano no futebol profissional estar presente no maior evento da cidade.
O clube procurou a Acil para nova parceria em 2016. Inicialmente, a coordenação do Shopinhão informou que o Inter só poderia criar seu estande com o pagamento de taxas que não haviam sido cobradas na parceria de 2015. A despeito de essa cobrança tornar deficitária a operação, o clube se dispôs a custeá-las. Isso por saber que muitos torcedores e turistas procuram informações sobre o clube no Parque Conta Dinheiro (como, por exemplo, onde se pode comprar camisas do time). Mas, ato contínuo, dias depois a coordenação do Shopinhão informou ao clube que não havia mais estande disponíveis, o que impossibilitava a participação do Inter.
Na última semana, surgiu uma alternativa: que o Inter usasse um dos três estandes cedidos gratuitamente pela Acil à Fundação Cultural de Lages. (É bom lembrar: para o clube, a coordenação do Shopinhão havia informado que a cessão gratuita não seria possível). Como a Fundação Cultural não utilizaria os três, um deles seria cedido, de maneira igualmente sem custos, ao clube. O coordenador do Shopinhão disse que esse arranjo - que, saliente-se, não oneraria a Acil com nenhuma despesa adicional, já que a entidade já havia cedido o espaço à FCL - não seria permitido. Mais uma vez, pedido NEGADO
O Inter de Lages lamenta a decisão dos coordenadores, mas, resignado, a acata. O clube que leva o nome de Lages, e de maneira positiva, aos quatro cantos do país e também ao exterior estará ausente do maior evento de Lages por uma decisão que não parece estar calcada em qualquer outro motivo que não seja a pequeneza de ideias e a mesquinharia.
O Inter espera poder participar da festa em sua edição de 2017. Em 2016, isso não ocorrerá, e por força dos acontecimentos aqui expostos.

Base: equipes sub-15 e sub-17 derrotam o Camboriú pela quinta rodada do estadual
As equipes sub-15 e sub-17 do Internacional de Lages venceram suas partidas contra o Camboriú, em confrontos válidos pela quinta rodada do Campeonato Catarinense das divisões de base. As partidas foram realizadas neste sábado no complexo esportivo do Sesi, em Lages.

E MAIS:

No primeiro confronto da rodada dupla, o time infantil fez 2 a 1 e conquistou sua segunda vitória na competição. Os juvenis, que entraram em campo na sequência, marcaram no último lance do jogo e venceram por 1 a 0. Foi a primeira vitória do time sub-17 no estadual.
Depois de duas rodadas seguidas atuando em seus domínios, a base do Colorado Lageano voltará a jogar longe no próximo sábado. Os confrontos, válidos pela sexta rodada, serão contra o Metropolitano, em Blumenau.


NOS ANEXOS:

- O estande do Inter na Festa do Pinhão 2015, quando a Acil incentivou o clube a estar presente na festa pela primeira vez em sua história (Foto: Nilton Wolff)
- Lance de Inter 1 x 0 Camboriú, no sábado, pelo estadual sub-17 (Foto: Inter de Lages/divulgação)
 

-- 

Mulheres buscam espaço nos festivais nativistas

“Todos me perguntam se vou cantar na próxima edição. Eu respondo que com certeza irei continuar.” Zétti Gaudéria
A cada festival nativista espera-se a participação de mais mulheres no palco. A delicadeza e as vozes femininas dão harmonia às melodias e letras muitas vezes rústicas, falando da rotina do homem do campo e da cultura tradicionalista. Ainda não são protagonistas, considerando que a maioria dos intérpretes é masculina. Mas muitas mulheres são pioneiras e fazem sua própria história.Um exemplo é a lageana Zétti Gaudéria.
Zétti se apresentou na Sapecada da Serra Catarinense por quatro anos consecutivos, incluindo esta edição. Este ano defendeuuma música que fala das raízes e da cultura lageana, desde a fundação da cidade, os caminhos das tropas e o jeito de ser do povo serrano. “O objetivo era transmitir ao público nossa mensagem e dar um retorno aos muitos amigos que acompanham nosso trabalho e torcem pela gente.Esseé o maior troféu, está acima de qualquer outra premiação”, diz emocionada.
Para ela, ainda é pouca a participação de mulheres nos festivais regionais. A presença feminina, assevera, deveria ser incentivada. “Acredito que as mulheres que gostam da música tradicionalista e de cantar deveriam procurar entrar nesse meio. Conheço muitas que cantam bem e não estão inseridas. Os letristas precisam valorizar mais a voz feminina em suas composições”, defende.
A primeira vez que Zétti subiu num palco de Sapecada teve a letra escrita especialmente para ela e seu talento como intérprete. “Agradeço às pessoas que acreditaram no meu potencial. Se não fosse esse empurrãozinho, talvez nunca tivesse iniciado. Agora todos me perguntam se vou cantar na próxima edição. Eu respondo que com certeza irei continuar”, finaliza.
Legenda: Zétti defendeu, nesta Sapecada, uma música que fala das raízes e da cultura lageana (Foto: Marcio Avila)

______________________________________________

Avançam as discussões sobre uma Parceria Público Privada para a Rodovia Caminhos da Neve

As discussões sobre uma alternativa viável para a conclusão da Rodovia Caminhos da Neve estão avançando no lado catarinense. Na semana passada, o Secretário de Planejamento do Estado, Murilo Flores, recebeu no seu gabinete em Florianópolis, uma comitiva das serras catarinense e gaúcha, formada pelo Prefeito de Bom Jesus, RS, Frederico Becker, o Prefeito de São Joaquim Humberto Brighenti, o ambientalista e coordenador do projeto Rotas Cênicas Ike Gevaerd, o jornalista Rogério Maturano, o Secretário Executivo de Parcerias Público Privadas, Sandro Tarzan e o Presidente da Câmara de Vereadores de Bom Jesus, RS, Jeziel Pereira.

Na reunião, solicitada por Tarzan, foi apresentada uma visão geral da projeto Caminhos da Neve, pontuando-se, sobretudo, as implicações e os benefícios econômicos para os dois estados. Embora o projeto que iniciou há mais de 20 anos caminhe a passos lentos, os estudos e alternativas para a conclusão da rodovia se mantém atualizados, pois além de representar uma alternativa para o turismo, significa também a solução de inúmeros problemas estruturais para quem vive na região, sobretudo, no transporte viário. De tal forma, que para os prefeitos presentes na reunião, a ligação dos 62Km (18 em SC e 44 no RS), seria uma espécie de redenção econômica para os dois lados.

No que se refere ao turismo, o coordenador do Rotas Cênicas apontou que o projeto, por se tratar de um produto turístico inédito no Brasil, que unirá dois importantes destinos do cone sul, as serras catarinense e gaúcha, poderá transformar as paisagens e os atrativos do trajeto em um destino turístico inteligente e responsável.

A comitiva apoiou a proposta de um Convênio Técnico-Administrativo-Financeiro entre os dois Estados, apresentada pelo Secretário Executivo de Parcerias Público Privadas, Sandro Tarzan. "Penso que através da vontade política dos dois Governadores, poderia se constituir uma comissão técnica para elaboração de um projeto arquitetônico e de engenharia e que servirá de base para a Proposta de Manifestação de Interesse (PMI) para a iniciativa privada. Através dessa parceria público-privada, poderão ser criados trechos consolidados na rodovia, como por exemplo, de Canela a Gramado, se estendendo até a Br 282, passando por Bom Jesus, São Joaquim e Urubici, com inúmeros atrativos turísticos.


Nesta semana, o projeto será apresentado ao Superintendente da Região Metropolitana da Grande Florianópolis (SUDERF) Dr. Cássio Taniguchi, que também possui amplo conhecimento técnico sobre Parcerias Público Privadas. 

Feirão do Imposto no Shopinhão

Quem circulou pelo Shopinhão, no último fim de semana dentro da Festa Nacional do 
Feirão do Imposto no Shopinhão
 
Descrição: logo acil

Pinhão, conferiu o Feirão do Imposto no último sábado (21/05). O evento, promovido pela Confederação Nacional dos Jovens Empreendedores (Conaj), Conselho Estadual de Jovens Empreendedores de Santa Catarina (Cejesc), e o Núcleo Jovem Empreendedor da Acil Lages, tem como objetivo conscientizar a população sobre a alta carga tributária do país.

O evento é realizado anualmente, no dia 21 de maio, o Dia da Liberdade de Impostos. “Simbolicamente, até esta data, a população trabalha apenas para pagar impostos. A partir deste dia é que começa a ganhar dinheiro”, explica o presidente do Núcleo Jovem Empreendedor da Acil Lages, Malek Dabbous. Segundo ele, foram realizadas diversas ações sobre o tema em Lages, e o feirão foi o ápice do evento.

Malek ressalta que a maior tributação no Brasil é sobre os bens e produtos de consumo, como a cesta básica, o açúcar, a gasolina e a luz. O objetivo é conscientizar as pessoas, para que cobrem um retorno dos impostos. Segundo o coordenador da Acil Jovem, o mote da campanha é o “bumerangue do imposto, o único que vai e não volta”. “A gente não é contra o imposto, a arrecadação é necessária para manter o país. O problema é a corrupção, a ineficiência e a falta de investimentos adequados deste dinheiro público,” destaca ele.

Para chamar a atenção, o Núcleo Jovem da Acil contou com a participação do Pesadinho, mascote da Fecomércio/SC que representa, simbolicamente, o “inchaço” tributário do país. O mascote circulou pelo parque, durante a noite de sábado.

Para o coordenador do Feirão, Vinícius Nuernberg Borges, realizar o evento dentro da festa do Pinhão é uma excelente oportunidade devido a grande quantidade de pessoas que circulam pelo evento. Ele ressalta que, atualmente, 36% das riquezas produzidas em um ano retornam em impostos para o governo federal.

Borges destaca que o Brasil é o sétimo país do mundo em arrecadação de impostos e o último colocado quando o assunto é o retorno destes tributos, se comparado ao Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). “A gente paga impostos igual ao de países desenvolvidos, mas tem um retorno muito a baixo disto,” completa.

O Feirão do Imposto surgiu em Joinville, no ano de 2003. Com o passar dos anos, foi crescendo e, por meio do Conaj, se transformou em um evento nacional. Hoje acontece em 21estados e mais de 120 municípios brasileiros.

Débora (49) 91667862
Descrição: assinatura_coringa

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Emendas de Carmen Zanotto serão utilizadas na infraestrutura dos municípios


A deputada federal Carmen Zanotto indicou várias emendas que irão beneficiar os municípios da Serra Catarinense e ainda da cidade de Curitibanos.

Neste mês, parte delas foram empenhas. O Ministério das Cidades realizou o empenho das emendas destinadas ao apoio à política nacional de desenvolvimento urbano. As cidades de Otacílio Costa, Curitibanos, Capão Alto, Rio Rufino e Urupema irão receber R$ 250 mil cada.

“Essas emendas vão colaborar para o desenvolvimento da nossa região e proporcionar melhor qualidade de vida aos cidadãos”, afirma a deputada.

O prefeito de Urupema, Amarildo Gaio, explica que o recurso será utilizado para a revitalização do acesso do Câmpus do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) da cidade. "O local é utilizado por pelo menos 280 alunos diariamente, nós conservamos a estrada, mas com a emenda da deputada irá garantir a pavimentação asfáltica do acesso", destaca Gaio.

A expectativa é que outros empenhos sejam realizados até o final do mês de maio.



Mais informações:

Sionei Ricardo Leão
(61) 3215-5240 – 8407-4294 - Brasília


Silviane Mannrich
(49) 3223-6018 – Lages