quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Lages, um bom negócio




“Tenho certeza de que daqui de Lages sairão as maiores plataformas de alumínio para colheita de soja e de milho do mundo. A GTS veio para ficar em Lages, crescer com a cidade e levar o nome de Santa Catarina para o mundo.” Assis Strasser

A série de reportagens especiais “Lages, um bom negócio”, retoma suas histórias em 2015 com a da GTS do Brasil. Um expoente em tecnologia agrícola com uma série de equipamentos voltados às lavouras, com máquinas plainas, para transporte, manejo do solo, colheita e pós-colheita, comemora 15 anos. No ano passado, o Município doou à empresa um terreno de 22 mil metros quadrados, anteriormente repassado pelo governo do Estado, onde antigamente estava situada a Santur, às margens da BR-116, na Área Industrial.
A unidade atual, na rua Alcides Baccin, no bairro São Paulo, às margens das marginais da BR-282, conta com cerca de 12 mil metros quadrados, destes, 6.300 metros de uma parte nova, mais 2.250 metros de uma ampliação em execução na parte externa e o restante é composto pela estrutura já existente há mais tempo. O terreno onde está a unidade principal conta com o total de 70 mil metros quadrados. A GTS do Brasil nasceu em Campo Belo do Sul em setembro de 2000, impulsionada pela audácia do empresário Assis Strasser, gaúcho da cidade Não-Me-Toque. Anos depois, a empresa foi totalmente transferida para Lages.
A GTS se consolida como uma das maiores empresas do mundo voltadas ao agronegócio. Não bastasse o crescimento, seus profissionais não param de idealizar novos mecanismos de facilitação da vida de quem trabalha no campo, com modernidade, tecnologia e inovação. “Está nascendo um projeto, a plataforma de soja, que irá consumir todo o restante da área dos nossos 70 mil metros de terreno. Somente esse produto é capaz de duplicar o faturamento da empresa”, adianta Strasser.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Coletiva de imprensa: Governador e vice falam sobre controle de gastos públicos



O governador Raimundo Colombo concede entrevista coletiva, nesta quinta-feira, dia 29, das 11h30min às 12h, para falar como será realizado o controle de fluxo financeiro das secretarias de Estado. Participam da coletiva o vice-governador Eduardo Pinho Moreira, os secretários da Fazenda, Antonio Gavazzoni, e da Administração, Derly Massaud de Anunciação, e os técnicos que elaboraram as ferramentas de apoio para as secretarias. A entrevista será no Museu de Arte de Santa Catarina (Masc), no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis.
O controle de fluxo financeiro do governo representará uma revolução nos gastos públicos. As principais diretrizes preveem que as despesas com custeio em 2015 deverão ter uma redução de 20%. Também estão previstas revisões de todos os contratos do governo com empresas, otimização dos gastos com horas-extras, serviços terceirizados, aluguéis, diárias e passagens, manutenção de veículos e de bens móveis, energia elétrica, água, telefonia e publicações, entre outras.
Serviço
O quê: redução de gastos do governo do Estado
Quando: quinta-feira, dia 29, a partir das 11h30min
Onde: Museu de Arte de Santa Catarina (Masc), Centro Integrado de Cultura, Florianópolis
Técnicos que estarão presentes: 
Secretaria da Fazenda: Graziela Meinchein, diretora de Contabilidade Geral; Franc Correa, diretor do Tesouro Estadual, Alex Santore, consultor jurídico; Adriano Pereira, consultor de Assuntos Econômicos; Márcio Lohmeyer, gerente de Programação Financeira; André Bazzo, contador. 
Secretaria da Administração: Alexandre Tonini, diretor de Gestão de Materiais e Serviços; Ademar Roesner, gerente de contratos; PC, coordenador do Comitê de Gestão de Custos; Grace Serratine, coordenadora de modernização e gestão.

Vale a pena ser sócio



O Internacional de Lages lançou nesta temporada o #InterTôJunto, plano de sócios que visa a reforçar o Colorado Lageano para a disputa do Campeonato Catarinense. Mas não é apenas o clube que terá benefício com a estratégia: torcedores que aderirem ao plano não só estarão livres de ter que comprar ingresso para todos os jogos oficiais do Inter como mandante em 2015 como economizarão até 75% como sócios do que comprando ingressos avulsos.
No momento, a adesão e finalização do plano está sendo feita diretamente na loja do Inter, no Serra Shopping. Na segunda fase, a emissão das guias de pagamento será feita diretamente no site do clube.

Diretran implanta redutores de velocidade na Rui Barbosa




Este tipo de dispositivo foi testado durante aproximadamente seis meses nas ruas Acre e Piauí, onde também havia problemas com excesso de velocidade

Para tornar a via mais segura e evitar o grande número de acidentes, a Diretoria de Trânsito (Diretran) implantou tachões como dispositivos para reduzir a velocidade de veículos que trafegam pela rua Rui Barbosa, no Centro. Os redutores foram colocados na esquina com a rua João de Castro, próximo à rótula com a avenida Marechal Floriano. O trabalho foi concluído na tarde desta terça-feira (28).
Os tachões foram colocados na via não preferencial, como redutores de velocidade, e na preferencial foram implantados outros dispositivos de segurança, em forma de triângulos, que ocupam parcialmente a rua. Este tipo de dispositivo foi testado durante aproximadamente seis meses nas ruas Acre e Piauí, no bairro São Cristóvão, onde também havia problemas com excesso de velocidade.
O gerente de Planejamento da Diretran, Adailton Camargo, diz que é uma providência que deu certo, considerando que é proibido implantar redutores de velocidade em toda rua nas preferenciais. “Nas vias em que foi colocado foram seis meses sem ocorrência de acidentes. Estamos fazendo estudos para que sejam implantados em outras ruas problemáticas da cidade”, afirma.
De acordo com o gerente, os redutores de velocidade na Rui Barbosa era uma solicitação da comunidade, pois muitos acidentes aconteciam no local, inclusive ocorrências graves. “Vamos analisar como será o fluxo. Acredito que amenizará o problema”, diz.