segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Uniplac finaliza o processo da hora-atividade


No dia de ontem (18) em audiência na 1ª Vara do Trabalho, foi realizada a conciliação referente ao processo da hora-atividade na Uniplac.
Esse processo acontece desde a suspensão do pagamento da hora-atividade que ocorreu por Ato Interveniente da Uniplac nº 01/2008 (Artigo 6º), motivada pela crise financeira que acometia a Uniplac.
A Uniplac sempre reconheceu  o direito dos professores a este benefício, mas a suspensão foi necessária para permitir a reconstrução financeira da Universidade. Muitas batalhas foram travadas entre o Sindicato dos Professores e a Fundação, e as soluções sempre estiveram muito distantes, já que não havia recursos  financeiros para o pleito do Sindicato. Após seis anos, com muitas reuniões e  discussões, idas e vindas desse processo, chega-se a um acordo final.
“A conciliação acordada na audiência desta semana representa para a Fundação Uniplac, além de mais uma etapa vencida, é um sinal de amadurecimento institucional, pois somente com o envolvimento efetivo da maioria dos professores é que foi possível chegar a um consenso em que a saúde financeira da Fundação não fosse comprometida novamente”, afirma a diretora executiva da fundação Elusa Camargo, salientando a importância do agradecimento à parceria dos professores, gestores, do então interventor Walter Manfroi e dos Conselhos da Fundação e Universidade.
A formalização do acordo entre Fundação e Sindicato marca um importante passo na continuidade da Universidade, e o momento é fortemente comemorado pela Uniplac

Prefeitura de Lages Ano de 2014 marcado por obras, investimentos e ações sociais

“São iniciativas que beneficiam todos os cidadãos”, observa o prefeito interino Toni Duarte

Em 2014, a Prefeitura de Lages retomou logo no início do ano a prerrogativa da atual administração municipal: tornar Lages uma cidade mais eficiente. E para isso contou com o aporte de recursos federais, estaduais e contrapartidas próprias. “São iniciativas que beneficiam todos os cidadãos”, observa o prefeito interino Toni Duarte. A cidade está recebendo recursos na ordem superior a R$ 200 milhões, com alto volume de construções e melhorias em execução simultaneamente, em obras em todos os setores, sendo R$ 80 milhões na maior obra da história de Lages, o Complexo Ponte Grande. Serão 14 bairros integrados com serviços de saneamento básico e infraestrutura e construção de 200 casas em um conjunto habitacional no bairro Várzea para abrigar as famílias que residem às margens da avenida.

Educação
Na Educação, a meta é abrir mil novas vagas nos Centros de Educação Infantil Municipal (Ceims) até 2016. Serão cinco novas creches (Várzea, Pró-Morar/Bela Vista – estas duas em construção, além dos futuros Ceims no Santa Helena, Centenário e loteamento Nadir) e outras unidades foram reformadas.

Infraestrutura
Com recursos em parceria com o governo estadual serão pavimentadas 40 ruas e avenidas em cerca de 20 bairros, totalizando mais de 60 quilômetros de vias. Outra obra essencial para a melhoria da mobilidade urbana aparece com a revitalização pela qual o Centro está passando, mais especificamente na rua Emiliano Ramos (Via Gastronômica). Para os pedestres, calçadas mais amplas e estacionamento somente de um dos lados da via. Este é um trabalho diretamente ligado à Secretaria de Planejamento.
Uma particularidade da área central é a instalação do cabeamento subterrâneo. O montante de investimentos do governo do Estado, através das Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), e de investimentos municipais nas obras das compartilhadoras (telefonia e internet) chega a R$ 7.297.200,09.

Abrigos de ônibus
O projeto Abrigar é Ser Solidário é uma das novidades. São abrigos confeccionados com aço galvanizado e vidro, iluminados através de uma conexão à rede pública de energia, garantindo segurança e conforto, com espaço dimensionado composto por assento de madeira destinado preferencialmente a idosos, gestantes e mulheres com crianças de colo, além de contar com local reservado para cadeirante, com medida de acessibilidade em obediência à NBR 9050.
Estão sendo postos em ruas e avenidas estrategicamente estabelecidas por seu alto fluxo de usuários e diante do volume de pessoas nos pontos nos horários de pico. Entre as regiões de maior embarque, casualmente próximas às áreas centrais, contempladas com os novos abrigos, estão as avenidas Presidente Vargas e Dom Pedro II, e próximo à praça Joca Neves. Os abrigos não geram custos para a prefeitura. Cada unidade tem o custo de aproximadamente R$ 12 mil, que deve ser bancado por patrocinadores que divulgam suas marcas e produtos nos abrigos. Até março de 2015 deverão ser instalados mais cem, chegando-se ao total da primeira etapa planejada que é 150.

Saúde
Na Saúde, as obras da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), com 2.400 metros quadrados, atrás do Terminal Rodoviário Dom Honorato Piazera, estão em andamento. Será uma estrutura de complexidade intermediária entre as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e porta de urgência hospitalar e prestará suporte à área de abrangência da Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures). Dos valores, R$ 2 milhões são do Ministério da Saúde, R$ 898,4 mil é contrapartida do município, mais R$ 136,1 mil do primeiro aditivo referente às instalações das estacas, também da prefeitura, totalizando R$ 3,03 milhões.

UBSs
Recentemente, no início de dezembro, foi inaugurada a UBS do Guarujá, um espaço de 388,90 metros quadrados, com investimentos de R$ 665,1 mil, sendo R$ 400 mil do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) e contrapartida municipal de R$ 265,1 mil. Estão em andamento obras nas Unidades dos bairros São Miguel, Coral e Santa Catarina, e das Academias da Saúde dos bairros Guarujá e Santa Mônica. A previsão de inauguração da UBS do Pró-Morar é em janeiro de 2015.
Dos anteriores 80 metros quadrados, a estrutura física da Unidade de Saúde bairro Universitário está passando para 176,49 metros, já que está recebendo a ampliação de 92,69 metros quadrados. Serão aplicados R$ 124,9, mil sendo R$ 111,1 mil do governo federal e contrapartida da prefeitura de R$ 13,7 mil. A UBS do Frei Rogério, também em ampliação, possuía 60 metros quadrados, mas a área nova contará com 111,78, quase que triplicando o espaço que chegará a 171,78 metros quadrados. A previsão de conclusão destas é em janeiro de 2015.

Academias de Saúde
Sobre a Academia de Saúde do Santa Mônica, os recursos, na ordem de R$ 119,4 mil estão divididos em R$ 80 mil destinados pelo Ministério da Saúde e os outros R$ 39,4 mil como contrapartida municipal, além do terreno, já que a área a ser ocupada pertencia ao município por tratar-se de “área institucional”. Para a do Guarujá, o governo federal destinou R$ 80 mil, acrescidos de R$ 55,3 mil do município, totalizando R$ 135,3 mil.

Ações sociais
A Secretaria-Executiva de Assuntos Comunitários promoveu três Forças-Tarefa Lages Cidadã, movimentando milhares de moradores nos bairros Guarujá, Habitação e Santa Mônica e suas adjacências, com múltiplos serviços públicos. Entre eles, confecção de documentos, cortes de cabelo, doação de mudas de hortaliças, de árvores frutíferas e temperos, e lanches.
Por outro lado, milhares de documentos (carteira de identidade, CPF, carteira de trabalho e Cartão SUS) foram viabilizados pelo Balcão Cidadão. Pela Secretaria de Assistência Social, milhares de famílias tiveram atendimento socioassistencial, além de receber ajuda com cestas básicas e através do Banco de Alimentos.
A Secretaria de Habitação beneficiou dezenas de famílias doando casas novas de madeira, de aproximadamente 30 metros quadrados ou mais, garantindo segurança à integridade física de crianças, adultos, idosos, pessoas doentes e portadores de necessidades especiais.

Semasa
A Secretaria Municipal de Águas e Saneamento (Semasa), fornecedora de água potável para 57 mil domicílios, triplicou o volume de investimentos na melhoria geral do sistema de captação, tratamento e distribuição de água. Entre 2013 e 2014, o investimento ultrapassa R$ 16 milhões. Além da compra de quatro geradores de energia foram instalados reatores e bombas para o recalque de mais água para o sistema de captação e distribuição. Novas redes foram implantadas e melhoradas as já existentes. Uma Central de Controle Operacional (CCO) foi implantada, o que significa interligação e monitoramento diuturno do sistema de captação, tratamento e distribuição de água. São visualizados 20 reservatórios e o sistema de bombeamento automático através de boosters (intensificadores).
No bairro Jardim das Camélias foi implantada uma rede de distribuição. Nos bairros Caroba, Penha, Petrópolis e Chapada houve o redimensionamento de redes. Poços artesianos serão abertos no Vista Alegre (loteamento Vila Romana) e na sede do distrito de Santa Terezinha do Salto. No Pró-Morar e Bela Vista foram implantadas redes, registros e válvulas de reajustagem de pressão da água. Quatro novos boosters foram instalados entre 2013 e 2014 melhorando o abastecimento nos bairros Tributo, Penha e Santa Clara, além do Santa Helena. Atualmente a Semasa opera com uma capacidade de tratamento de 700 litros por segundo.
E o índice de saneamento básico dará um salto na área urbana após a conclusão do Complexo Araucária, com obras executadas pela empresa Serviços de Terraplanagem e Construção Ltda. (STC). Serão R$ 24,3 milhões investidos em redes coletoras e tratamento de esgoto que beneficiará aproximadamente 25 mil pessoas. As obras compreendem 39 quilômetros de redes coletoras de esgoto em sete bairros e um loteamento (Pró-Morar, Santa Catarina, Centenário, Santo Antonio, São Luiz, Santa Clara, Araucária e Novo Milênio) sendo implantadas ainda cinco estações elevatórias e mais uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

Trabalho, esporte e festa
Foram gerados, em 2014, cerca de dois mil empregos, sendo 800 somente no primeiro semestre, e a previsão é de quatro mil novas vagas até 2015 (desde o segundo semestre de 2014). No esporte, o Internacional de Lages subiu para a Primeira Divisão do Campeonato Catarinense, arrastando milhares de torcedores em seus jogos em casa, no estádio municipal Vidal Ramos Júnior. E o Natal Felicidade contagia lageanos de berço e de coração, visitantes de outras cidades da Serra e turistas de outras regiões do país e até do exterior. Já a 26ª Festa Nacional do Pinhão atraiu cerca de 300 mil visitantes.

Agricultura e Pesca
Em 2014 foram recuperados 420,7 quilômetros de estradas em áreas rurais pela Secretaria de Agricultura e Pesca. São mais de 700 quilômetros de estradas em diversas localidades. Apresentaram destaque também o desenvolvimento do Sistema de Gestão de Estradas Rurais (Siger) e o mapeamento por imagem de 1.517 quilômetros de malha viária do interior.
Pela Patrulha Agrícola houve a entrega de dois tratores para as comunidades de Boqueirão, Cadeados e Gramado, e a viabilização de R$ 150 mil para a compra de implementos agrícolas (emenda parlamentar do deputado Pedro Uczai ao Orçamento da União). Quanto à merenda escolar da rede municipal de ensino, a prefeitura adquiriu produtos no valor de R$ 449,9 mil, contemplando 45 agricultores familiares.
A Feira do Peixe Vivo e o projeto de extensão para capacitação de aquicultores, em parceria com o Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), terão continuidade em 2015. A agricultura urbana receberá atenção especial em 2015. A revitalização do Horto Municipal, no Guarujá, e o desenvolvimento de hortas nas unidades de ensino municipal tem potencial para mobilizar a adesão da comunidade para um projeto de reeducação alimentar.
O projeto Mãos na Horta, em conjunto com as Secretarias de Educação, de Saúde e de Assuntos Comunitários pretende resgatar a cultura agrícola do município. Com lançamento previsto para fevereiro de 2015, incentivará a criação de hortas urbanas em diversas esferas, seja no âmbito escolar ou nas associações de moradores e entidades não governamentais, ou em âmbito particular.



Centro de Zoonoses realiza mutirão de castração de gatos


A iniciativa faz parte do programa municipal Controle Permanente da Proliferação de Animais Domésticos

Na semana entre os dias 15 e 19 de dezembro, o Centro de Zoonoses, da Secretaria de Saúde, em parceria com o setor de Proteção Animal, da Secretaria de Meio Ambiente, realizou um mutirão de castração de gatos machos, na chamada “Semana dos Gatos”. A iniciativa faz parte do programa municipal Controle Permanente da Proliferação de Animais Domésticos. Foram castrados 60 gatos neste período, uma média de 12 animais por dia.
O veterinário e gerente de Saúde da Proteção Animal, Rafael Cunha de Freitas, executa as castrações em uma sala cirúrgica equipada especificamente para este fim, no próprio Centro de Zoonoses. O programa deve ter continuidade no ano que vem, incluindo as fêmeas e também cães. De acordo com o veterinário, desde setembro, quando iniciou o programa, já foram esterilizados aproximadamente 215 animais, entre cães e gatos, machos e fêmeas.
O programa foi criado para realizar castrações somente em animais machos, mas devido a grande procura para fazer o procedimento em fêmeas, serão abertas exceções. “Também existe certo preconceito na castração de machos; muitas pessoas preferem castrar as fêmeas e o número de faltantes diminuiu bastante”, afirma o veterinário Rafael.
Interessados em realizar o procedimento devem se dirigir até o Centro Ambiental, localizado no parque Jonas Ramos (Tanque), e preencher um cadastro com os dados pessoais, comprovante de renda e residência. Será realizada uma triagem, pois a prioridade é beneficiar famílias de baixa renda que não teriam condições de pagar uma clínica veterinária particular. Novos mutirões devem ser realizados a partir de fevereiro, contemplando cães e gatos, priorizando a ordem de chegada pela lista de espera.
Existe também uma parceria com o Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), onde estudantes do curso de veterinária realizam aulas práticas e fazem a castração em animais da comunidade. “Apesar do número de atendimentos ser baixo, nos ajuda muito a dar conta da demanda”, frisa.

Pós-operatório
De acordo com Rafael, o pós-operatório, mais especificamente com relação aos gatos é bastante tranquilo. Toda a medicação necessária já é aplicada dentro do próprio centro cirúrgico. O que os proprietários precisam fazer em casa é manter o local da cirurgia limpo, evitar que o animal saia para a rua e acabe até mesmo brigando com outros gatos. Outra sugestão é o animal usar um colar especial por uma semana. “Se o proprietário conseguir fazer essa limpeza, cerca de duas vezes por dia, com solução fisiológica e gases, em torno de cinco dias já terá uma boa cicatrização. Nos casos das fêmeas, por ser uma cirurgia de cavidade, os cuidados são um pouco maiores”, explica o veterinário. O comportamento dos animais muda com a castração, principalmente os machos, que ficam mais tranquilos e não saem tanto de casa, para de demarcar território e reduz a agressividade.


sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Hospital Tereza Ramos faz aniversário e recebe 83 computadores


Nesta sexta-feira, 19, o secretário de Desenvolvimento Regional, João Alberto Duarte, entregou 83 computadores para o hospital Tereza Ramos. O Governo do Estado investiu R$ 141 mil na compra dos aparelhos, que serão instalados em diversos setores do hospital para dar suporte ao corpo técnico de profissionais.

Segundo a diretora geral da instituição, Beatriz Montemezzo, os equipamentos darão mais agilidade aos trabalhos internos, refletindo diretamente na qualidade dos serviços prestados a população. “Utilizamos sistemas bastante avançados, que exigem um suporte diferenciado, e os computadores aumentarão a capacidade de operacionalização do hospital”, diz Beatriz.

Aniversário
O Tereza Ramos está completando 71 anos. O hospital foi inaugurado em 19 de dezembro de 1943. Nesse período, foram realizados 681.6000 internamentos e 5.761.224 atendimentos ambulatoriais. Atualmente, o hospital atende 67 municípios que agregam 800 mil habitantes. Pela manhã, a direção ofereceu um bolo para funcionários e autoridades que vem contribuindo para fortalecer a instituição.

  

Campanha arrecadou perucas, lenços e chapéus para mulheres com câncer

fazer uma retrospectiva das ações realizadas pelo Núcleo da Mulher Empreendedora da ACIL durante o ano de 2014, a coordenadora do núcleo Janelise Royer dos Santos, se emocionou ao relembrar uma das ações realizadas em prol do Outubro Rosa em parceria com o Centro de Estudos e Assistência à Saúde da Mulher (Ceasm) da Secretaria Municipal de Saúde, Projeto Alô Elô, Núcleo de Moda e Inovação, Mulheres advogadas da OAB, Simproel e Clínica Le Santé, a arrecadação de lenços com o objetivo de atender mulheres com câncer de mama, ajudando essas pessoas a manterem a autoestima e a confiança na recuperação.
O Núcleo da Mulher recebeu as doações durante os meses de outubro e novembro, e em 28 de novembro, fez a entrega das doações à Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon). “É muito gratificante ver como as pessoas se solidarizam com estas mulheres que estão em tratamento contra o câncer de mama. Conseguimos arrecadar 169 lenços, 2 chapéus, 2 toucas e 1 peruca, repassamos a Unacon que destinou as mulheres que estão em tratamento e são cadastradas junto à unidade”, declarou Janelise.
A intenção é que a paciente vá até a Unacon e escolha o lenço que ela mais gosta. A maior parte das doações recebidas foram doadas por pacientes que terminaram seus tratamentos