quinta-feira, 30 de abril de 2015

Delegação lageana conquista mais de 50 medalhas no Extremo-Oeste

A FME deu suporte geral aos paratletas que estão retornando com excelentes resultados na bagagem

Os paratletas lageanos já estão na estrada, voltando para a Serra catarinense, depois de conquistarem mais de 50 medalhas na 11ª edição dos Jogos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc). A competição foi sediada pelo município de São Miguel D’Oeste, no Extremo-Oeste do Estado, entre 25 e 30 de abril.
O atletismo, competição mais importante do evento paraesportivo, foi encerrado na quarta-feira (29) e no segmento Deficiente Físico (DF) masculino a equipe lageana sagrou-se campeã com 216 pontos. O segundo lugar ficou com a delegação de Criciúma e o terceiro com Joinville. Já no DF feminino Lages ficou com o terceiro lugar.
Segundo informações da Fesporte, a equipe de Lages era a mais eufórica com o título. No segmento deficiente físico os lageanos conquistaram nove medalhas de ouro. “Foi um titulo da grandeza. Estou com um contentamento tão grande que não dá nem para explicar”, disse o treinador lageano Paulo Lombardi.
Segundo o chefe da delegação, Jaime Refinski, Lages ainda garantiu medalhas no xadrez masculino individual e foi campeã nesta modalidade masculina por equipe. A Fundação Municipal de Esportes (FME) deu suporte geral aos paratletas que estão retornando com muitas conquistas na bagagem.


quarta-feira, 29 de abril de 2015

Orquestra Sinfônica: integrantes recebem documentos de formalização e alvarás isentos

Trata-se de ação do programa Empreender Lages e do Setor de Fiscalização Tributária da prefeitura

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda oferece uma série de serviços em apoio ao microempreendedor individual (MEI). Recentemente, integrantes da Orquestra Sinfônica de Lages receberam 26 processos de formalização e alvarás isentos de pagamento por meio do programa Empreender e do Setor de Fiscalização Tributária. A solenidade de entrega, com a presença do secretário Juliano Chiodelli, ocorreu no domingo (26) à tarde, na Fundação Cultural de Lages (FCL).
Na lista de auxílio burocrático oferecida estão a abertura da empresa, alterações de endereço ou de atividades, emissão de alvarás, declaração de impostos de renda, emissão de guias do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e baixa da empresa, caso necessário. Tudo isso gratuitamente.
A gerente de Micro e Pequenas Empresas, Sandra Griebler, diz que a secretaria também disponibiliza os serviços contábeis para contribuintes que tenham funcionários, conforme a lei do empreendedor individual, com o faturamento de até R$ 60 mil ao ano e permitido um funcionário. Como foi o caso dos componentes da orquestra com a formalização de 26 instrumentistas. Para aqueles que não têm acesso à internet, a secretaria faz a emissão das notas fiscais como forma de incentivo.


Carmen Zanotto pede ao ministério melhoria no atendimento de pacientes renais crônicos

A deputada federal Carmen Zanotto (PPS-SC) defendeu, ontem,  em audiência pública na Comissão de Seguridade Social, que o Ministério da Saúde faça um esforço para melhorar o atendimento dos pacientes renais crônicos, principalmente daqueles que moram em locais mais distantes dos centros de tratamento de hemodiálise.
“É preciso que o poder público volte o seu olhar para a grave situação desses doentes, que precisam se deslocar para locais distantes para receberem esse  tratamento fundamental para sua sobrevivência”,  pediu Carmen, ao dirigir-se a José Eduardo Fogolin, coordenador-geral de Média e Alta Complexidade do Ministério da Saúde.
De acordo com Carmen, o renal crônico tem de deslocar de três a seis horas para ir e voltar do serviço de hemodiálise. Isso faz com que a qualidade de vida piore cada vez mais. “É muito importante que o SUS melhore o acesso desses doentes ”, reafirmou.

A deputada foi uma dos autoras do requerimento de audiência pública. 

Embaixada Fla-Lages realizará evento durante a Festa do Pinhão

O 3º Encontro Rubro-Negro de Inverno acontecerá no dia 4 de junho, no clube Caça e Tiro. A data foi escolhida para coincidir com o feriado de Corpus Christi e a Festa Nacional do Pinhão, além de agregar o período mais frio do ano. O evento trará a Lages ex-atletas e torcedores de todo o estado. Ao meio dia, embaixada servirá um almoço incrementado pela culinária típica da Serra Catarinense.


"O objetivo é fortalecer os laços de amizade criados pelo Flamengo, durante a estação climática que mais promove a nossa região. Estamos nos esforçando para proporcionar um dia inesquecível a todos", diz o presidente da comissão organizadora. Renato Ramos. 

Deputados defendem novo modelo de gestão para os Cedups

Os deputados Gabriel Ribeiro e Darci de Matos, do PSD, provocaram um debate sobre a gestão dos Centros de Ensino Profissionalizantes de Santa Catarina (Cedups). Na condição de membros das comissões de Educação e Finanças, respectivamente, eles querem um novo modelo administrativo para as instituições, com base na criação de um fundo específico para o custeio das despesas provenientes dos cursos técnicos.

O encontro aconteceu nesta quarta-feira (29), na secretaria de estado da Educação, em Florianópolis. Gestores relataram ao secretário Eduardo Deschamps as dificuldades enfrentadas no dia a dia em razão do atual modelo, que dá o mesmo tratamento as escolas de educação básica e aos Cedups, sendo que os centros profissionalizantes têm mais despesas fixas em razão da demanda dos cursos.


A reunião definiu a criação de uma frente de trabalho formada por gestores que atuam nos Cedups. Eles farão um amplo estudo técnico para justificar a criação do novo modelo de gestão. Posteriormente, o projeto será levado à Assembleia Legislativa, para análise e votação.      

Coruja é contra a maioridade penal

Maioridade penal
O deputado estadual Fernando Coruja (PMDB) se posicionou contra a diminuição da maioridade penal dizendo que “o assunto é debatido no mundo todo, nos EUA nove estados têm maioridade menor que 18 anos, mas a tendência hoje é aumentar a maioridade”. Ele acrescentou que a redução significará presídio para os adolescentes. “Vai transformar o sujeito com 16 anos em um criminoso em uma prisão comum”, explicou Coruja, aludindo ao fato de que crimes como tráfico de drogas também vão levar menores à cadeia.

Para Coruja, a diminuição da maioridade penal não respeita os princípios da razoabilidade e da proporcionalidade presentes no artigo 5º da Constituição Federal. “A mudança não é necessária, temos outros mecanismos para coibir a violência e penalizar os menores”, argumentou.
Além disso, segundo Coruja, a mudança pode, ao invés de diminuir a violência, aumentá-la. “Diminuiu a violência nos lugares que reduziram a maioridade? Os dados dizem que não”, afirmou, citando em seguida o caso do Texas. “Um estado conservador e que quer mudar a maioridade para 18 anos”, contrapôs Coruja, não descartando, todavia, a redução em casos específicos. “Para crimes violentos”, explicou.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Campanha do Agasalho deve beneficiar centenas de famílias na Serra catarinense

Ação é realizada há mais de 60 anos e já ajudou milhares de pessoas no planalto serrano

Com a proximidade do inverno, milhares de famílias carentes da região serrana do Estado passam a contar com a generosidade para poder enfrentar a estação mais fria do ano. Buscando amenizar o sofrimento dessas famílias, a Fundação Carlos Joffre do Amaral, em parceria com diversas instituições, lança a Campanha do Agasalho 2015. O objetivo principal é arrecadar agasalhos e cobertores em bom estado que podem ser depositados em mais de 20 pontos de coleta.

A mais tradicional Campanha do Agasalho de Santa Catarina é realizada há mais de 60 anos, tendo ajudado milhares de família da Serra catarinense. Nos anos anteriores a ação arrecadou milhares de agasalhos e cobertores, que este ano podem ser depositados nos seguintes postos de coletas dos apoiadores:

Grupo Escoteiro Heliodoro Muniz; Rádio Clube de Lages; Corpo de Bombeiros Militar; União das Associações de Moradores de Lages; Secretaria de Desenvolvimento Regional;  Secretaria Municipal de Educação; SBT Santa Catarina; Secretaria de Assuntos Comunitários; Secretaria de Assistência Social; Secretaria Municipal de Saúde; Uniplac; CDL; Policia Militar; 10º BEC; Diretran; Secretaria de Meio Ambiente; GERED; Fundação Cultural de Lages ou na Cáritas Diocesana de Lages.


Para ampliar a arrecadação, a Fundação Carlos Joffre e a Rádio Clube estarão, a partir das 9:00 do dia 9 de maio, na Praça João Costa, no Centro de Lages, coletando as doações e motivando o público a contribuir com a Campanha.

Lançamento 27ª Festa Nacional do Pinhão‏

27ª Festa Nacional do Pinhão

De 29 de maio a 7 de junho será realizada no Parque Conta Dinheiro, em Lages, a 27ª Festa Nacional do Pinhão. A edição de 2014 foi a primeira realizada pela Gaby Produções, empresa com mais de 15 anos à frente de grandes eventos nacionais e internacionais em todo o Brasil.

O resultado foi positivo em termos de participação de público, com mais de 200 mil pessoas. A pesquisa de satisfação elaborada pela Santur apontou fatos relevantes para o aprendizado da Gaby e as correções que serão realizadas para a edição atual.



Alguns dados se destacam: 97,2% do público que esteve em Lages para a Festa Nacional do Pinhão no período disse que irá retornar. O mix de atrações artísticas para todas as audiências e a mistura de estilos numa mesma noite obtiveram aprovação pública superior a 87%. O novo formato da festa teve 88% de respostas positivas, e o aumento de 130% na venda de ingressos antecipados para lageanos indica que a população apostou no sucesso da Parceria Pública e Privada (67% dos frequentadores eram de Lages).
Conforme a pesquisa Santur, a arrecadação da rede hoteleira superou R$ 6,6 milhões e as vendas de alimentação no parque alcançaram R$ 2,9 milhões. Já o incremento de negócios na cidade foi estimado em cerca de R$ 15 milhões, mostrando a força econômica da Festa Nacional do Pinhão para Lages e região.

Mudanças para melhor

Para a 27ª Festa Nacional do Pinhão, a Gaby Produções vai promover algumas modificações para melhorar a qualidade do evento. O portal de entrada será modificado para facilitar o acesso de diferentes públicos. Idosos, estudantes, pilchados (trajes típicos tradicionalistas) e deficientes terão uma entrada especial para evitar fila e atrasos devido à necessária comprovação nas portarias.


Ingressos lageanos

Os lageanos continuarão a ter 30% de desconto para ingressos Pista Cidadão adquiridos antecipadamente. A venda ocorrerá de 5 a 15 de maio, em horário comercial, na Associação Empresarial de Lages (Acil).
Para garantir o benefício, assim como nas edições anteriores, os lageanos terão que apresentar comprovante de residência (conta de energia elétrica ou água) e poderão adquirir até quatro ingressos por residência, por dia de evento. Após este período os ingressos terão preços regulares.
                                            
Meia-entrada

O público que irá utilizar o benefício da meia-entrada (estudantes, idosos e pilchados) terão que comprovar sua condição na entrada especial do parque, que neste ano terá uma fiscalização rigorosa. Não será admitido na festa o beneficiário da meia-entrada que não comprovar a condição. Serão aceitas somente a carteira de estudante com foto válida e documento com foto do idoso.

Venda de ingressos

A venda de ingressos antecipados e com desconto inicia na segunda-feira, dia 5 de maio, por meio do site www.blueticket.com.br, com parcelamento em até seis vezes no cartão de crédito, ou nos pontos de vendas, em dinheiro.
Estes locais serão divulgados nos próximos dias pela Catarinas Comunicação, responsável pela assessoria de imprensa da festa. Os ingressos serão vendidos por lotes e poderão sofrer acréscimo de acordo com as vendas.
Para as crianças de até oito anos a entrada é gratuita. Dos oito aos 12, pagam meia-entrada para todos os shows. E a partir dos 12, a entrada é inteira. A compra de ingresso antecipado irá evitar filas e melhorar a organização para a entrada no evento.
O parque será liberado com entrada gratuita para a Sapecada da Canção, no domingo, 30 de maio, a partir das 19h, além das noites de segunda, 1º de junho, e terça, 2. Assim, os amantes do nativismo serão beneficiados com três noites de entrada gratuita.

Valor dos ingressos – primeiro lote

Na sexta-feira, 29/05; quarta, 03/06; sexta, 05/06; sábado, 06/06; e domingo, 07/06, os ingressos custarão R$ 40 (pista), R$ 28 (pista cidadão), R$ 60 (pista vip), R$ 80 (camarote) e R$ 100 (backstage).
Já para sábado, 30/05; e quinta-feira, 04/06, os valores serão R$ 30 (pista); R$ 21 (pista cidadão); R$ 50 (pista vip); R$ 60 (camarote) e R$ 80 (backstage).
Os preços poderão aumentar conforme as vendas. Assim, recomenda-se a compra antecipada com preço reduzido. O valor do ingresso Pista Cidadão, destinado aos lageanos, será fixo até o dia final das vendas. Os descontos não são cumulativos.  

Backstage Pinhão

Depois dos shows nos dias 29 (sexta), 30 (sábado), 3 (quarta), 5 (sexta) e 6 (sábado), a festa continua no Backstage Pinhão. Os públicos de pista, pista vip e camarote adquirem uma pulseira por R$ 30 (preço fixo) e poderão curtir a balada com os melhores DJs da cena eletrônica até as 5h.

Domingo da família

O primeiro domingo será novamente dedicado ao público infantil com o “Domingo da Família”, apresentando as melhores atrações infantis nacionais. Os ingressos terão preços diferenciados: R$ 30 (pista) e R$ 21 (pista cidadão, para lageanos).
Crianças com até oito anos não pagam ingresso de pista. Nos setores diferenciados (pista vip, camarote e backstage), crianças com até 12 anos pagam meia-entrada. Os valores serão: R$ 50 (pista vip), R$ 70 (camarote) e R$ 100 (backstage). Os lotes de ingressos poderão aumentar de acordo com a procura.
A exemplo do público em geral, as pessoas que forem utilizar o benefício da meia-entrada (estudantes, idosos e pilchados) terão que comprovar sua condição na entrada especial no parque, que terá uma fiscalização rigorosa. Serão aceitos somente carteira de estudante com foto válida e documento com foto do idoso.

Horários

O parque será aberto diariamente às 19h e o encerramento da festa será às 5h, com exceção dos domingos, quando a abertura será às 14h e o fechamento às 2h.

Credenciamento de imprensa

O credenciamento da imprensa ocorrerá de 10 a 15 de maio. A solicitação deverá ser encaminhada para Catarinas Assessoria em Comunicação pelo e-mail catarinascomunicacao@gmail.com, e as credenciais serão pessoais e intransferíveis identificadas por código de barras.
A retirada de credenciais de imprensa será nos dias 20 e 21 de maio, na Acil. Não será aceita nenhuma solicitação de credenciamento após o dia 15 de maio. As credenciais de imprensa dão direito a ingresso no parque. Para acessar as áreas especiais (pista vip, camarotes e backstage) será necessário o uso de pulseiras, que serão limitadas e distribuídas diariamente pela equipe de credenciamento.
Diariamente serão sorteados dez veículos de comunicação para entrevistas com os artistas na área reservada. Os veículos sorteados terão seus nomes fixados na entrada do backstage e serão avisados do horário das entrevistas e identificados com pulseiras especiais (dependemos da disponibilidade de cada artista).
Cada veículo sorteado poderá levar um profissional e, no caso de televisão, dois. A Gaby Produções reserva-se o direito de credenciar os veículos de comunicação que entender de direito.

Credenciamento de entidades

A solicitação de credenciamento de entidades deve ser feita de 5 a 10 de maio. A lista com nomes também deverá ser encaminhada por e-mail para a Catarinas Assessoria em Comunicação pelo e-mail catarinascomunicacao@gmail.com.
A entidade será avisada antecipadamente sobre a liberação ou não. Se positivo, as credenciais serão entregues na Acil, nos dias 19 e 20 de maio.

Ingressos de cortesias

Serão entregues exclusivamente aos patrocinadores.

Lançamento da 27ª Festa Nacional do Pinhão

O lançamento oficial da 27ª Festa Nacional do Pinhão e a divulgação de todas as atrações serão nesta terça-feira, dia 28 de abril, às 10h, no auditório da Acil.

Licenciamento da marca “Festa Nacional do Pinhão”

A marca “Festa Nacional do Pinhão de Lages” ou suas variações só poderá ser utilizada com licenciamento da Gaby Produções. 

Escolhidas as 32 composições dos festivais

Neste ano houve recorde de inscrições para a Sapecada da Canção Nativa e da Serra Catarinense com mais de 900 composições. O trabalho dos sete jurados foi analisar e selecionar as 32 músicas que sobem ao palco dos festivais da 27ª Festa Nacional do Pinhão entre os dias 31 de maio e 1º e 2 de junho. A triagem do material recebido pela Fundação Cultural de Lages (FCL) começou na sexta-feira (24) à noite e encerrou neste domingo (26).

Sem saber a autoria, os jurados tiveram a incumbência de avaliar a letra, a música, a melodia e o arranjo. Para o cantor Lizandro Amaral, que já participou e foi premiado na Sapecada em diversas oportunidades e neste ano compõe o corpo de jurados pela segunda vez, a tarefa de escolher as músicas é muito difícil, um trabalho minucioso. “O que considero mais complicado é avaliar a arte de outras pessoas”, diz.
Um dos coordenadores dos festivais, Mário Arruda, destaca que o evento ganha cada vez mais credibilidade e proporção. Ele lembra que no início as inscrições chegavam por meio de fitas-cassetes, depois vieram os CDs e, nas últimas edições, o proponente pode encaminhar seus trabalhos pela internet. “A participação está bastante facilitada. As inscrições podem ser encaminhadas pelos Correios, pessoalmente e pelo site do evento. Isso fez com que o número chegasse a quase mil neste ano”, avalia.

Mais uma vez vieram composições de todas as partes do Brasil, especialmente da região Sul, de São Paulo e de países como Uruguai, Paraguai e Argentina. Nesta edição serão distribuídos R$ 40 mil em premiação, sendo R$ 25 mil aos participantes da Sapecada da Canção Nativa e R$ 15 mil aos da Serra Catarinense. Para cada composição da Sapecada da Canção será oferecida ajuda de custo de R$ 4 mil e para as da Serra Catarinense, R$ 2 mil.


 Classificadas da 23ª Sapecada da Canção Nativa
CRUZ DE CORDAS (milonga)
Autor Letra: Marco Antonio / Xiru Antunes
TRANCA PORTEIRA (milonga)
Autor Letra: Evair Suarez Gomez
DE UMA OUTRA FLOR (milonga)
Autor Letra: Claudio Silveira
NUM RANCHO YAPEYÚ (milonga)
Autor Letra: Fernando Soares
A LÁGRIMA DO TORO (aire de chacarera)
Autor Letra: Rogério Ávila
MILONGA PERDIDA (milonga)
Autor Letra: Manuel Oribe Fernãndez Alves
O ULTIMO TIRÃO (chamarrita)
Autor Letra: Rogério Villagran
O TROPEIRO NEGO HORÁCIO (toada tropeira)
Autor Letra: Milton César Hoff
OLHAR DE RIO E LUA (chamamé)
Autor Letra: Fernando Soares
MANGO CARNEADOR (rasguido doble )
Autor Letra: Lucas Ramos, Evair Suarez Gomez e Rafael Machado
ALGO D'ANTES (milonga)
Autor Letra: RAFAEL MACHADO
ORDEONA... CORDEONA (rasguido)
Autor Letra: Gujo Teixeira
MOÇO DOMERO E MOÇA BONITA (chamarrita)
Autor Letra: Rogério Villagran
NAS TRAGADAS DO PALHEIRO (chamamé)
Autor Letra: Rafael Teixeira Chiapeta
MANUELITO MONTARAZ (chamarrita)
Autor Letra: Rogério Ávila
TIO AMANCIO (xote)
Autor Letra: Ramiro Amorim
Classificadas da 15ª Sapecada da Canção Nativa
AQUARELA DE GUERRA (milonga)
Autor Letra: Rodrigo Sandi
ILUSÃO (Milonga)
Autor Letra: Felipe Silveira
SILVIO CAMPEIRO (marcha)
Autor Letra: Juliano Duarte
TROPEANDO ORIGENS (vaneira)
Autor Letra: Renato Gomes/Fabricio Costa
O TEMPO (chamamé)
Autor Letra: Rafael Vieira
POR QUE NEGAR? (milonga)
Autor Letra: Michel Martins
BALAIO DE TAQUARA (chamarra)
Autor Letra: Vera Martins
LIDA CAMPEIRA (rancheira)
Autor Letra: Marcos Rani Oliveira
ME CHAMAM BOI DE BOTAS (xote)
Autor Letra: Jailson Ferreira
CARPIDEIRA (chamamé)
Autor Letra: Arthur Boscato
CAMPEIRO (milonga)
Autor Letra: Michel Martins
TAPUI TAIPEIRO (milonga)
Autor Letra: Renan Neto
DE ONDE VEM O MEU CANTO (milonga)
Autor Letra: Milton César Hoff
RIO DO IMPROVISO (chamamé)
Autor Letra: Ramiro Amorim
NO BOJO DA MINHA GUITARRA (milonga)
Autor Letra: Ramiro Amorim / Kiko Goulart
DUAS PORTEIRAS (xote)
Autor Letra: Iradi Chaves Rodrigues

Jurados
Lisandro Amaral
Compositor e cantor nascido em Bagé, no Rio Grande do Sul. Desde o ano de 1995, quando anotou seus primeiros versos, dedica sua caminhada profissional à arte vinculada aos personagens rurais que representam o Sul do Brasil e fronteiras que acolhem as manifestações do gaúcho ou “gaucho”, esse tipo físico e cultural, atualizado pelo meio onde vive e revivem suas atividades.
Lisandro tem quatro CDs gravados: À moda antiga (2001); Querência e caminho (2003); Razões de ser (2005); Canto ancestral, que é um livro acompanhado de um CD (2011). Além disso, escreveu o livro de poesia sul-rio-grandense (2013) Eu tempo escrito. Faz apresentações acompanhado pelo grupo musical Curandeiro Silêncio, e, atualmente integra e produz, junto com Marcelo Oliveira, o projeto “Memorial terra que canta”. Um espetáculo de arte folclórica que reúne artistas rio-grandenses: poetas, músicos, cantores e artistas plásticos. Lisandro Amaral escreve no espaço chamado Diário do andante.
Eduardo Correia
Nascido em Porto Alegre, com raízes em Santa Vitória do Palmar, fronteira entre Brasil e Uruguai. Desde muito cedo mostrava enorme interesse por instrumentos musicais e música. Iniciou os estudos de música aos 12 anos com o piano e aos 16 com o violão na orquestra de câmara da Biblioteca Pública de Pelotas. Embora aprecie a boa música, independente de influência cultural, tem como princípio e prioridade o desenvolvimento de trabalhos envolvendo a música nativista e tradicionalista. Participou de diversos eventos e concursos no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Atuou, também, como instrutor particular de violão e em escolas e entidades culturais.
Jairo “Lambari” Fernandes
Compositor, poeta e cantor. Natural de Cacequi, no Rio Grande do Sul, iniciou sua trajetória musical no ano de 1994 com participações em festivais de música nativista. Conquistou o troféu “Revelação da Música Regional”, no prêmio “Açorianos de música”, no ano de 2001. Possui três CDs gravados: “De Flor e Luna” , “Buena Vida”, e o mais recente trabalho chamado “Cena de Campo”. Atualmente, Jairo Lambari trabalha a divulgação do terceiro registro fonográfico com participação do cantor Sérgio Reis e texto de apresentação do padre Fábio de Melo.  
Suas canções já foram interpretadas e gravadas por grandes nomes da música gaúcha. Lambari é reconhecido pela mescla de regionalismo e brasilidade de suas composições. Tem como marca registrada do seu canto o romantismo do homem rural É autor dos sucessos como “Morena”, “Por Bendizer-te”, “No Rastro da Gadaria”, “Enserenada”, além das parcerias musicais ao longo de sua carreira com Gujo Teixeira.
Juliana Spanevello
Natural da cidade de Faxinal do Soturno, no interior do Rio Grande do Sul, Juliana recebeu em 2011 indicação como Melhor Cantora de Música Regional no 22º Prêmio da Música Brasileira pelo álbum “Pampa e Flor” e duas indicações ao 20º Prêmio Açorianos de Música, como cantora e disco na categoria Regional pelo mesmo trabalho. Juliana Spanevello também atua como apresentadora.
Canta desde os 11 anos de idade e tem uma passagem marcante em quase todos os festivais de música nativista no Estado do Rio Grande do Sul. Possui mais de 250 músicas registradas em sua voz nos discos dos festivais e foi inúmeras vezes premiada nestes eventos, com destaque para a premiação por dois anos consecutivos na Califórnia da Canção de Uruguaiana como “Melhor Intérprete”.
Maykell Paiva
Produtor musical, compositor; arranjador e instrumentista; atua pelos palcos do Rio Grande do Sul como violonista com grandes ícones da música gaúcha. Fez apresentações pelo exterior, divulgando a cultura gaúcha na Alemanha, França e Turquia. Esteve no Festival Internacional de Folclore em Lima, capital do Peru. Em julho embarca para a França novamente. Maykell possui um CD instrumental intitulado “Do meu jeito”, indicado ao prêmio Açorianos de Música. Suas melodias são próprias e o contexto é focado com base dos ritmos da América latina.
Éder Goulart
Cantor, compositor e produtor cultural com mais de 20 anos de carreira. Em seus trabalhos valoriza a temática da Serra catarinense com a parceria de poetas catarinenses e gaúchos. Participa das principais festas, rodeios e festivais nativistas da região. Tem três CDs gravados. Já participou da Sapecada da Canção Nativa com 37 composições e recebeu premio como “Melhor Tema da Região Serrana” em cinco edições. Como produtor cultural é responsável pela Encarte - Gestão de Projetos e presidente da Associação Corredor Cultural Nativista.
Índio Ribeiro
Trás desde a mocidade seu amor pela guitarra e pela música. Há sete anos integra o Quarteto Coração de Potro, grupo vencedor de importantes festivais nativistas como Califórnia da Canção Nativa, Sapecada da Canção Nativa e Estância de São Gabriel. Atua como intérprete, instrumentista e compositor. Bastante conhecido pelo seu estilo próprio de cantar, se destaca também como compositor, tendo algumas composições já premiadas em festivais.