quinta-feira, 5 de março de 2015

Colombo sugere míseros 8,84% de aumento

Governador Raimundo Colombo encaminha para Assembleia projeto de reajuste do salário mínimo regional com aumento de 8,84%
05/03/2015
O governador Raimundo Colombo recebeu dos representantes dos conselhos das federações empresariais, centrais e sindicais dos trabalhadores de Santa Catarina a proposta consensual para o aumento dos valores do salário mínimo regional de 2015. O acordo, entregue nesta quinta-feira, 5, em Florianópolis, foi aprovado pelo governador e prevê reajuste de 8,84%. Os valores foram acordados durante reuniões entre os sindicatos que representam os empregadores e trabalhadores do Estado.
“É uma evolução extraordinária a união e a soma de esforços entre o capital e o trabalho dos empregadores e trabalhadores. Pelo quinto ano consecutivo, há um entendimento no estabelecimento da política salarial. A ação fortalece ainda mais Santa Catarina como um Estado que busca o crescimento com geração de riquezas e renda”, disse Colombo.

Foto: James Tavares/Secom
O piso passa de R$ 835 para R$ 908 (primeira faixa salarial), R$ 867 para R$ 943 (segunda faixa), R$ 912 para R$ 994 (terceira faixa) e R$ 957 para R$ 1.042 (quarta faixa). A Casa Civil vai encaminhar, nesta sexta-feira, 6, o projeto de lei para avaliação da Assembleia Legislativa. O projeto será protocolado em regime de urgência e com efeitos retroativos a 1º de janeiro de 2015.
O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Glauco José Corte, informou que Santa Catarina é o único Estado do Brasil em que as negociações são feitas pelo setor privado. “Agora precisamos da homologação da Alesc. Serão beneficiados cerca de 1 milhão de trabalhadores”, afirmou.
Para o representante dos trabalhadores, Ivo Castanheira, da Federação dos Trabalhadores no Comércio no Estado de Santa Catarina (Feces) e do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-SC), o salário mínimo de Santa Catarina é uma das maiores conquista dos trabalhadores. “Nenhum trabalhador poderá receber um salário menor que o definido. Sabemos que não é o ideal, mas dentro do que queremos já um grande passo, pois o salário mínimo nacional é de R$ 788 e do nosso Estado será de R$ 908. Este é um dos processos mais importantes dentro do movimento sindical”, explicou.
Compõem as quatro faixas do mínimo regional catarinense os trabalhadores:
Primeira faixa:
a) na agricultura e na pecuária;
b) nas indústrias extrativas e beneficiamento;
c) em empresas de pesca e aquicultura;
d) empregados domésticos;
e) em turismo e hospitalidade;
f) nas indústrias da construção civil;
g) nas indústrias de instrumentos musicais e brinquedos;
h) em estabelecimentos hípicos; e
i) empregados motociclistas, motoboys, e do transporte em geral, excetuando-se os motoristas.
Segunda faixa:
a) nas indústrias do vestuário e calçado;
b) nas indústrias de fiação e tecelagem;
c) nas indústrias de artefatos de couro;
d) nas indústrias do papel, papelão e cortiça;
e) em empresas distribuidoras e vendedoras de jornais e revistas e empregados em bancas, vendedores ambulantes de jornais e revistas;
f) empregados da administração das empresas proprietárias de jornais e revistas;
g) empregados em empresas de comunicações e telemarketing; e
h) nas indústrias do mobiliário.
Terceira faixa:
a) nas indústrias químicas e farmacêuticas;
b) nas indústrias cinematográficas;
c) nas indústrias da alimentação;
d) empregados no comércio em geral; e
e) empregados de agentes autônomos do comércio.
Quarta faixa:
a) nas indústrias metalúrgicas, mecânicas e de material elétrico;
b) nas indústrias gráficas;
c) nas indústrias de vidros, cristais, espelhos, cerâmica de louça e porcelana;
d) nas indústrias de artefatos de borracha;
e) em empresas de seguros privados e capitalização e de agentes autônomos de seguros privados e de crédito;
f) em edifícios e condomínios residenciais, comerciais e similares, em turismo e hospitalidade;
g) nas indústrias de joalheria e lapidação de pedras preciosas;
h) auxiliares em administração escolar (empregados de estabelecimentos de ensino);
i) empregados em estabelecimento de cultura;
j) empregados em processamento de dados; e
k) empregados motoristas do transporte em geral.
I) empregados em estabelecimentos de serviços de saúde.

quarta-feira, 4 de março de 2015

Projeto Novos Caminhos chega a Lages

O projeto tem como objetivo preparar jovens abrigados, para iniciar a vida 
profissional

Na manhã desta quarta-feira (04), a Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), por meio da vice-presidência regional, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ/SC) e a Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC) oficializaram o lançamento do Programa Novos Caminhos na região serrana do estado. O projeto que já está inserido em várias cidades catarinenses vai beneficiar mais de vinte jovens dos municípios de Lages, São Joaquim, Bom Retiro, Anita Garibaldi, Campo Belo do Sul, Correia Pinto, Otacílio Costa e Urubici.

O programa tem como objetivo preparar jovens entre 14 e 18 anos com problemas de inserção social para o mercado de trabalho. A Fiesc é responsável por coordenar este projeto. “É uma contribuição que a Federação das Indústrias oferece aos jovens, qualificando o futuro profissional”, explica Israel Marcon, vice-presidente da Fiesc para a serra.

Fesporte apoia escolinha de vôlei e futsal da Serra



O Deputado Estadual Gabriel Ribeiro (PSD) esteve nesta quarta-feira (4), na Fesporte conversando com o presidente, Marcelo Kowalski, pedindo apoio para viabilizar recursos ao “Plano Anual de Atividades Esportivas” (escolinha de voleibol e futsal) da região dos Lagos, na Serra Catarinense. O coordenador do projeto, Fernando Jr. Ambrósio, acompanhou a reunião junto com o deputado para expressar a realidade vivida na região. Segundo ele parte dos antigos patrocinadores desistiram da causa, e sem recurso o projeto corre o risco de parar. “Estamos em busca de ajuda, pois trabalhamos com crianças e adolescentes com idades entre 07 e 14 anos e vamos fazer o possível para manter essa ferramenta de inclusão social”.

Escolas funcionam parcialmente durante manifestação dos professores

Ontem tivemos reunião com os diretores das escolas e orientamos que os alunos não podem ser prejudicados. Cada gestor está organizando a sua comunidade e alertando os pais sobre esta situação”. Marimilia Coelho

A secretária de Educação, Marimilia Coelho, está percorrendo todas as unidades escolares nesta quarta-feira (4). O objetivo da visita é fazer um levantamento sobre a situação das instituições neste período de mobilização dos professores em prol do reajuste do magistério e orientar os gestores sobre os procedimentos necessários para garantir o bom atendimento aos alunos.

Levantamento
Em toda rede municipal, com 79 Centros de Educação Infantil Municipal (Ceims) e 33 Escolas Municipais de Educação Básica (Emebs), há as mais variadas situações. Algumas escolas estão funcionando normalmente, noutras ocorre a paralisação apenas dos servidores efetivos, contando com a colaboração dos contratados, em outras situações os professores admitidos em caráter temporário (ACTs) se engajaram no manifesto e há ainda escolas com 100% de paralisação. Alguns professores se concentram no largo da Catedral Diocesana, em frente à prefeitura.


Sai Cristina Subtil e entra Rose Cristina na Secretaria da Saúde em Lages


Rose Cristina Possato Penso assume o comando logo mais à tarde


O prefeito interino Toni Duarte dará posse à nova secretária municipal de Saúde, Rose Cristina Possato Penso, na tarde desta quarta-feira (4). A solenidade está marcada para as 16h na antessala do Gabinete do Prefeito. Rose substituirá a médica pediatra Cristina Subtil. Até então, Rose atuava como diretora de Vigilância em Saúde do Município de Lages.

Acidente tira a vida de funcionário da prefeitura de Lages

Nota de falecimento - Funcionário municipal perde a vida durante trabalhos no bairro Bom Jesus


A Prefeitura de Lages comunica com pesar o falecimento do servidor Neri Chaves Antunes, 43 anos, ocorrido na manhã desta quarta-feira (4). Neri, que atendia pelo apelido de “Mano”, era funcionário da Secretaria de Infraestrutura e desempenhava serviços de drenagem na rua Henrique Waltrick, no bairro Bom Jesus, nesta manhã, quando acidentalmente foi vítima de soterramento. Ele atuava na função de serviços gerais e foi contratado no dia 2 de abril de 2012. A Prefeitura de Lages presta condolências à família do servidor público e se coloca à disposição para prestar os auxílios necessários.

Prefa de Lages dando carinho na habitação

Habitação reforma casas no Morro Grande
 
“A casa estava caindo. Fiquei muito feliz com nossa casinha praticamente nova. Pra gente comprar tudo seria muito difícil. Ganhamos mão de obra e um pouco de material.” Madalena Rodrigues
 
A dona de casa e pensionista Madalena Rodrigues, 57 anos, e o esposo aposentado José Maria Antunes Wolff, 67, moram na rua Sebastiana Pereira da Silva, no bairro Morro Grande. Eles foram contemplados com mão de obra da prefeitura para a reforma da casa. “A casa estava caindo. Fiquei muito feliz com nossa casinha praticamente nova. Pra gente comprar tudo seria muito difícil. Ganhamos mão de obra e um pouco de material, o que nos ajudou bastante”, enumera Madalena. A residência do casal foi reestruturada no fim do ano passado. Os cômodos que puderam ser mantidos foram aproveitados. Cada casa leva em torno de 15 dias para ficar pronta.

terça-feira, 3 de março de 2015

Coruja atento as questões da serra

Coruja pede atenção especial e agilidade para obras da região serrana
O deputado Fernando  Coruja  ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa para pedir uma atenção especial a algumas questões ligadas à região Serrana, que poderão ser afetadas diretamente em consequência da diminuição da receita pública nas esferas federal, estadual e também nos municípios. Ele lembrou que o governo federal já anunciou a redução de recursos para o PAC.
"Embora ignorada até recentemente, a crise econômica internacional já bate forte em nosso país" disse Coruja, lembrando que, ao mesmo tempo, temos uma crise ética, que desencadeia um turbilhão social, com manifestações já acontecendo e outras agendadas em todo o país,  no próximo dia 15. "A operação Lava Jato, os escândalos da Petrobrás,  entre outros, agravam ainda mais a situação", avalia Coruja.
Para Coruja, o momento pede ainda mais agilidade e atenção para os trabalhos que envolvem o andamento das obras que vêm sendo executadas na região serrana, entre elas o Aeroporto, em Correia Pinto e a revitalização da SC 390, nos trechos Capão Alto/Campo Belo do Sul/BR116 e Anita Garibaldi/Celso Ramos. "A SC 390 é um dos vetores que dá sustentação à região serrana, interligando vários municípios com diferentes vocações econômicas", ressalta Coruja.
A manifestação ocorrida no último sábado, em Otacílio Costa, reunindo centenas de manifestantes que pedem mais agilidade na reconstrução da SC 114, no trecho entre a BR 282 e Otacílio Costa, também foi lembrada pelo deputado Coruja.


A VOZ DE OURO SE CALA, MORRE ZÉ RICO

Ícone da música sertaneja: com grande sucesso e grande trajetória que formava dupla com Milionário, faleceu hoje aos 69 anos, após sofrer ataque cardíaco


Milionário & José Rico mostraram porque são considerados 'as gargantas de ouro da música brasileira' (Foto: Érico Andrade/G1)

PSDB têm contas rejeitadas em SC


Contas de 2011 do PSDB são rejeitadas pelo Pleno do TRE-SC

03.03.2015 Nesta segunda-feira (2), o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina desaprovou, por unanimidade, as contas referentes ao exercício financeiro de 2011 do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e suspendeu o repasse de cotas ao Fundo Partidário pelo período de seis meses, com base no artigo 37 da Lei n. 9.096/1995. Da decisão, disponível no acórdão n. 30.440, cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral.

Além da suspensão do repasse de cotas, o partido terá que recolher ao erário os valores de R$ 713,10 e R$ 2.278,60, em função de terem sido recebidos de origens não identificadas, e de R$ 133.599,58, oriundo de fontes vedadas.

O juiz relator do processo, Carlos Vicente da Rosa Góes, considerou o parecer conclusivo da Coordenadoria de Controle Interno (COCIN) do TRE-SC, que apontou as irregularidades, e constatou que nem todas foram sanadas pela agremiação, principalmente as que tratavam do recebimento de valores por fontes não identificadas e vedadas.

“Assim, uma vez evidenciadas inconsistências de natureza grave na contabilidade apresentada, que impossibilitaram o efetivo controle por parte desta Justiça Eleitoral, devem ser rejeitadas as contas do Diretório Regional do Partido da Social Democracia Brasileira em Santa Catarina”, concluiu o magistrado.

Audiência na Secretaria de Estado da Saúde encaminha assuntos administrativos

Uma comitiva da Serra Catarinense reuniu-se com o secretário de estado da Saúde, João Paulo Kleinubing, para tratar de assuntos administrativos relacionados aos hospitais da região. A audiência resultou no encaminhamento de pleitos que darão melhores condições aos pacientes e profissionais dentro das unidades.    

O encontro aconteceu na manhã desta terça-feira (3), em Florianópolis, com a presença do deputado estadual Gabriel Ribeiro; secretário de Desenvolvimento Regional, João Alberto Duarte; gerente regional de Saúde, Camila Baccin; diretora do hospital Tereza Ramos, Beatriz Montemezzo; e outros profissionais que ocupam cargos técnicos.        
  

PRESIDENTE DO CIASC, DR. ROBERTO AMARAL, DESTACA AÇÕES DA INSTITUIÇÃO EM REUNIÃO DA DIRETORIA DA ACIL

A última reunião da Diretoria da ACIL, (02/03), contou com a presença do Presidente do Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC), Dr. Roberto Amaral. Na ocasião, ele falou sobre as atuações da Instituição, que passou a comandar desde o início deste ano, e os projetos em andamento.


O CIASC é a empresa responsável por controlar toda a área de tecnologia do Estado e conta, atualmente, com 400 funcionários. Ela atua em três verticais: na parte de rede, hoje são 600 km de fibra óptica em todo o Estado; na parte de desenvolvimento de software e no comando dos datacenters, onde exerce controle sobre as folhas de pagamento, multas, carteira de habilitação, entre outros. 

Arte na Sacada abre ano de atividades na instituição


Em 2015, cerca de 750 alunos devem frequentar os 14 cursos, ano em que se comemora uma década de homenagem à artista plástica Elionir


A segunda-feira (2) foi dia de apresentação musical no Arte na Sacada. O evento marcou o início das atividades na Escola de Artes Elionir Camargo Martins. Em 2015, cerca de 750 alunos devem frequentar os 14 cursos oferecidos pela instituição, ano em que se comemora uma década de homenagem à artista plástica Elionir.  

RADIO GAZETA 24 HS NO AR

ACESSE: WWW.gazetaserrana.com.br E CURTA NOSSA PROGRAMAÇÃO
DAS 08,00 AS 10.00 HS Show da Manhã com ADELAR MACHADO
DAS 10.00 AS 12.00HS Na Boca do Povo com JONES PAULO
DAS 12.00 AS 14.00HS Musical Gazeta
DAS 14.00 AS 17.00HS Show da Tarde com DAVI MELO
DAS 17.00 AS 19.00HS Mesa Redonda da GAZETA COM CONVIDADOS
DAS 19.00 AS 08.00HS Musical Gazeta

A VOZ DO POVO É NA GAZETA

MUSICA, INFORMAÇÃO, EPORTE, CULTURA, POLÍTICA, DEBATES É NA GAZETA

LIGUE E PARTICIPE : 49/32247118, 91011111 Cláudio Bianchini, 99912627 Davi Melo e 99143924 Adelar Machado



Servidores Públicos tem assembléia nesta terça em Lages


O Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Lages, convida todos os integrantes da categoria
para uma Assembléia Geral Extraordinária, a realizar-se no salão de eventos do Colégio Santa Rosa de Lima
hoje (03) de março ás 17 hs e 30 min em primeira convocação, com a presença de 50% dos sócios e as 
18 hs e 30 min. em segunda convocação com a presença de qualquer número de associados, para tratar
dos seguintes assuntos:
* Análise da proposta de dissídio coletivo do executivo municipal, e outros assuntos de interesse 
da categoria.

Atenciosamente

Samara Garcia- Assessoria de Comunicação.

305 casos de Dengue em Santa Catarina

Boletim atualizado sobre situação da dengue em Santa Catarina confirma 305 casos
03/03/2015
Boletim divulgado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) nesta segunda-feira, 2, informa que, de janeiro de 2015 até o momento foram confirmados 305 casos de dengue em Santa Catarina. Deste total, 236 são autóctones (transmissão dentro do Estado), 32 importados (transmissão fora do Estado) e 37 estão em investigação para definir o local de transmissão. Outros 894 casos foram descartados por apresentarem resultado laboratorial negativo para dengue.
Os 236 casos autóctones registrados no Estado tiveram como local de transmissão o município de Itajaí. Itajaí apresenta uma taxa de incidência de 117 casos por 100 mil habitantes. A transmissão está concentrada no Bairro de São Vicente. Medidas de eliminação de focos do mosquito transmissor e assistência aos pacientes com suspeita de dengue devem ser intensificadas.
Como parte do esforço conjunto entre Estado e município no enfrentamento do surto, na semana passada foram capacitados pela Dive 28 novos agentes de controle da dengue em Itajaí. Nesta semana, outros 20 novos agentes serão capacitados em Itajaí, além de 25 de Balneário Camboriú, que foram recém-admitidos.
Também chama a atenção o número de casos importados detectados no Estado. Durante todo o ano de 2014 foram detectados 66 casos importados em SC. Já em 2015, somente nos dois primeiros meses já foram detectados 32 casos importados. O Ministério da Saúde já identificou um aumento de 57% no número de casos de dengue em todo o Brasil, e alertou que é preciso ficar atento e reforçar as ações de prevenção, eliminando criadouros do mosquito Aedes aegypti.
No Estado, até o momento foram identificados 2.062 focos do mosquito Aedes aegypti, que transmite a doença. Entre os municípios, os que registram o maior número de focos são Chapecó (408), Balneário Camboriú (260), São Miguel do Oeste (210), Itajaí (191), Joinville (170), Xanxerê (109), Xaxim (100), Nova Itaberaba (54), Itapema (52) e Florianópolis (43).
Analisando os dados por Semana Epidemiológica (SE), na SE 3 (18 a 24 de janeiro), foram confirmados 34 casos, dos quais 27 foram considerados autóctones (todos de Itajaí), seis importados de outros estados e um em está em investigação para determinar o local de infecção.
Na Semana Epidemiológica (SE) 4 (25 a 31 de janeiro), 64 casos foram confirmados, dos quais 55 autóctones (todos de Itajaí), sete importados e dois estão em investigação. Outros quatro aguardam resultado laboratorial e 138 foram descartados.
Na SE 05 (1º a 7 de fevereiro), 82 casos foram confirmados, sendo 56 autóctones (todos de Itajaí), sete importados e 19 confirmados estão em investigação. Outros 45 aguardam resultado laboratorial e 293 foram descartados.
Na SE 6 (8 a 14 de fevereiro), 68 casos foram confirmados, sendo 56 autóctones, seis importados e seis em investigação para determinação do local de infecção. Outros 118 exames aguardam resultado laboratorial e 207 foram descartados.
Na SE 7 (15 a 21 de fevereiro), 36 casos foram confirmados, sendo 26 autóctones, dois importados e oito em investigação para determinação do local de infecção. Outros 132 exames aguardam resultado laboratorial e 123 foram descartados.
Dengue
É uma doença infecciosa febril causada por um arbovírus. É transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti infectado. Os sintomas da dengue são: febre, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, dor retro-orbital (atrás dos olhos), e manchas vermelhas na pele.
Pessoas que estiveram nos últimos 14 dias numa cidade com presença do Aedes aegypti ou com transmissão da dengue e apresentar os sintomas citados devem procurar uma unidade de saúde para diagnóstico e tratamento adequado.


Colombo recebe empresários

Governador Colombo recebe lideranças e empresários de Concórdia do setor de transporte de cargas
02/03/2015
O governador Raimundo Colombo e o vice Eduardo Pinho Moreira receberam na tarde desta segunda-feira, 2, em Florianópolis, lideranças e empresários da região de Concórdia do setor de transporte de cargas para tratar dos reflexos das manifestações dos caminhoneiros em Santa Catarina. A categoria pede ao governador apoio em busca de maior representatividade do setor junto ao governo federal.

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

>>> Imagens para download na galeria
“Estamos buscando o entendimento desde o primeiro dia. Esse é um processo difuso, porque temos diferentes lideranças em diferentes regiões. Hoje recebemos um grupo com maior representatividade em Concórdia e o diálogo avançou. Vamos continuar nos empenhando, já fizemos toda a interlocução com o governo federal e vamos continuar ajudando para construir um processo de entendimento. Outros grupos estão conversando com lideranças de Brasília com o espírito de ajudar”, explicou Colombo, lembrando que representantes dos governos do Paraná e do Rio Grande do Sul também estão buscando ampliar o diálogo.
Novos encontros devem ser realizados nos próximos dias. “É esse o espírito que tem que prevalecer, do diálogo e do bom-senso. Porque nós temos que garantir o abastecimento, temos que garantir o direito de ir e vir dos catarinenses e, ao mesmo tempo, reconhecemos a justiça do processo de reivindicação. Nós vivemos em um país democrático, se houver equilíbrio e bom senso, as coisas se normalizam. É exatamente esse nosso apelo”, acrescentou o governador Colombo.

>>>O áudio completo do governador neste link 

Também participaram da reunião desta segunda-feira, os secretários de Estado da Agricultura, Moacir Sopelsa; e do Desenvolvimento Regional de Concórdia, Fábio Ferri; o deputado federal Celso Maldaner; o deputado estadual Neodi Saretta; e o prefeito de Concórdia, João Girardi; entre outros representantes da região. Entre as entidades representadas, estavam o Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Oeste e Meio-Oeste Catarinense e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Concórdia.

Desde o início do movimento dos caminhoneiros, o governador tem mantido contatos frequentes com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e com o secretário-geral da Presidência da República, Miguel Rossetto. Além do diálogo com Brasília, o Governo do Estado mantém em operação o Gabinete de Gestão Integrada Estadual para acompanhar os desdobramentos da situação em Santa Catarina. 

Dia 26 de Abril terá convenção do PMDB mulher

PMDB Mulher adia convenção para o dia 26 de abril

Em reunião da executiva estadual do PMDB Mulher, realizada na manhã desta segunda-feira (2), na Capital, as mulheres que compõem a comissão provisória do segmento definiram pelo adiamento da convenção que estava prevista para o dia 15 de março. O evento foi transferido para o dia 26 de abril e será realizado no Auditório Antonieta de Barros, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em Florianópolis, das 9horas às 15horas.

De acordo com a presidente da comissão, deputada  licenciada Ada De Luca, a nova data foi definida em virtude das possíveis manifestações anunciadas para o dia 15 de março. “Queremos garantir a presença das lideranças de todo o estado que já manifestaram interesse em participar deste importante evento. Será uma grande convenção, marcando a oxigenação do PMDB Mulher que já teve papel fundamental na política catarinense”, afirma.


O novo diretório do PMDB Mulher será composto por representantes de todas as regiões do estado. Cada deputado estadual e federal e os senadores do partido também indicarão uma representante para compor o diretório. A executiva será eleita pelo diretório, após a convenção.  “Estamos trabalhando para garantir a representatividade de todas as regiões no evento e nas ações do PMDB Mulher”, ressalta a vice-presidente da comissão, deputada estadual Dirce Heiderscheidt.


segunda-feira, 2 de março de 2015

Coruja cobra posição do governo do estado sobre a SINOTRUK

Deputado Coruja pede informações sobre a instalação da Sinotruk em Lages
 O deputado estadual Fernando Coruja (PMDB), encaminhou pedido de informação ao secretário de Desenvolvimento Econômico e Sustentável de Santa Catarina, Carlos Chiodini, e requerimento ao presidente da SC Parcerias, Paulo César da Costa, no sentido de esclarecer as  questões relacionadas à construção e operação, em Lages, de uma fábrica da SBTC (Sinotruk Brasil Truck Corporation), cujo plano de investimento foi anunciado no dia 16.03.2014.
Entre as questões encaminhadas estão: prazo que a Sinotruk tem para concluir as obras e iniciar a produção; quais os documentos já assinados entre a Sinotruk e o governo do Estado, que comprovam a parceria no empreendimento e qual a empresa que fará a construção da fábrica em Lages e prazo de entrega.
O deputado pergunta se o projeto de instalação da fábrica em Lages já foi entregue e se já está no plano da Celesc a extensão da rede elétrica até o local. Coruja solicitou ainda informações relacionados ao valor total do aporte que o governo estadual fará ao projeto e qual o valor já liberado. Quer saber, também, quando começa a produção das primeiras unidades para teste, qual é a meta de produção no primeiro ano e quantos funcionários deverão ser contratados para trabalhar na fábrica. Ele também pergunta se a Sinotruk está autorizada legalmente a iniciar a produção dos caminhões no Brasil.  O deputado estadual Fernando Coruja (PMDB), encaminhou pedido de informação ao secretário de Desenvolvimento Econômico e Sustentável de Santa Catarina, Carlos Chiodini, e requerimento ao presidente da SC Parcerias, Paulo César da Costa, no sentido de esclarecer as  questões relacionadas à construção e operação, em Lages, de uma fábrica da SBTC (Sinotruk Brasil Truck Corporation), cujo plano de investimento foi anunciado no dia 16.03.2014.
Entre as questões encaminhadas estão: prazo que a Sinotruk tem para concluir as obras e iniciar a produção; quais os documentos já assinados entre a Sinotruk e o governo do Estado, que comprovam a parceria no empreendimento e qual a empresa que fará a construção da fábrica em Lages e prazo de entrega.
O deputado pergunta se o projeto de instalação da fábrica em Lages já foi entregue e se já está no plano da Celesc a extensão da rede elétrica até o local. Coruja solicitou ainda informações relacionados ao valor total do aporte que o governo estadual fará ao projeto e qual o valor já liberado. Quer saber, também, quando começa a produção das primeiras unidades para teste, qual é a meta de produção no primeiro ano e quantos funcionários deverão ser contratados para trabalhar na fábrica. Ele também pergunta se a Sinotruk está autorizada legalmente a iniciar a produção dos caminhões no Brasil.

Prefeitos da Amures se unem por mandato único




Prefeitos favoráveis à prorrogação de mandato e eleição unificada
 
Atentos aos projetos que tratam na Câmara e Senado federal da reforma política, os prefeitos da Amures foram unanimes na assinatura de um documento que será entregue ao Fórum Parlamentar Catarinense solicitando a prorrogação de mandato e unificação das eleições. A iniciativa já tem adesão de 51 prefeitos e cinco associações de municípios.
O movimento pela reforma eleitoral consta com apoio além dos prefeitos da Amures, com as associações da região do Contestado (Amurc), região do Planalto Norte (Amplanorte), região do Meio Oeste Catarinense (Ammoc), região do Planalto Sul de Santa Catarina (Amplasc). Os prefeitos defendem a unificação das eleições e extensão do atual mandato até 2018.
“O custo de uma eleição para o País é muito elevado. Por isso estamos nos mobilizando nas bases com as associações, às federações e junto com a Confederação Nacional de Municípios firmarmos posição de prorrogar os atuais mandatos e unificar o processo eleitoral”, defende o presidente da Amures, prefeito de Correia Pinto Vânio Forster.
O prefeito de Urupema Amarildo Gaio, disse que os prefeitos têm dificuldades de administrar com o atual modelo político eleitoral. “O primeiro ano é para compor o governo e arrumar a casa em ordem. O segundo ano se trabalha até abril, porque tem as restrições das eleições estaduais. O terceiro ano o prefeito oportunidade de trabalhar mais livre e no último ano tem eleição municipal novamente. A prorrogação de mandato é mais que necessária”, defendeu.
O documento assinado pelas associações é uma forma de envolver os municípios e lideranças políticas na discussão da reforma política que começa a tomar corpo no Congresso Nacional. A reforma política deve entrar na pauta do Congresso nas próximas semanas.
 
Tema será debatido no Congresso Catarinense de Municípios
 
A posição política adotada pela Amures, Amurc, Amplanorte, Ammoc e Amplasc , será objeto de debate no XIII Congresso Catarinense de Municípios promovido pela Fecam de 18 a 20 de março desse ano. A coincidência de mandatos com eleições gerais a cada cinco ou seis anos, e não mais eleições alternadas a cada dois anos, como ocorre atualmente, já faz parte das bandeiras dessas associações.
Além do fim da reeleição, voto facultativo, formas de financiamento de campanhas, proibição de financiamento empresarial, teto de uso de recursos financeiros, fidelidade e coligações eleitorais, assuntos diversos relacionados à reforma política entrará na pauta do Congresso de Municípios. E os prefeitos da Amures estarão lá dando sua contribuição para este momento de mudanças do país.
O presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, comemorou recentemente, uma pesquisa que demonstra o apoio dos prefeitos à limitação da reeleição. Para ele é preciso terminar com o profissionalismo na política.
“A reeleição de vereadores, deputados estaduais e federais deve ter um limite. Os novos prefeitos começam (o mandato) pensando em reeleição. Se não houver reeleição, mas o mandato for de seis anos, terão um tempo maior para se planejar e não vão ficar pensando em reeleição. Vão ter mais transparência e não ficarão vulneráveis aos partidos", declarou.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Mais médicos em Lages

Hospital Tereza Ramos forma terceira turma de médicos residentes

O Hospital Tereza Ramos, de Lages, realiza nesta sexta-feira, dia 20, a formatura da sua terceira turma de médicos residentes em clínica médica, ortopedia e cirurgia geral. O evento ocorre a partir das 20h, no auditório da instituição.
Após 5,8 mil horas de aulas, os formandos na especialidade de clínica médica são Douglas Ricardo Alba, Gustavo Picoloto, Fernanda Ossani Marks e Marília Martins Schulze. Em cirurgia geral, os residentes são Mickael Oliveira Duarte e Mara Cristina Gomes Lode. Já em ortopedia forma-se Antuny Rodrigues Rosa.

O programa de residência médica é uma parceria entre o Hospital Tereza Ramos, que dispõe de residência em clínica médica e cirurgia geral; e o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, a Secretaria Municipal da Saúde e a Clinitrauma, que contemplam a especialidade de ortopedia e traumatologia.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Prefeito e acusados do caso aguas limpas são libertados

TJ/SC LIBERA PREFEITO
AFASTADO DA PRISÃO
Teor do julgamento proferido no Tribunal de Justiça:
“Por votação unânime, afastar as preliminares aventadas e receber a denúncia, substituindo-se as segregações preventivas dos denunciados E. M., A. C. S. e V. R. da S. pelas seguintes medidas:
a) comparecimento periódico em juízo, a cada 15 (quinze) dias, para informar e justificar as suas atividades, podendo tal medida dar-se no Juízo da Comarca de Lages;
b) proibição de ausentar-se da comarca sem prévia autorização judicial;
c) proibição de frequentar bares, boates, bailes, festas ou lugares afins;
d) recolhimento domiciliar no período noturno, das 22h às 6h, e nos finais de semana e feriados;
e) proibição de manter contato com qualquer um dos codenunciados, informantes e testemunhas, por qualquer meio;
f) proibição de atuar e intervir, ainda que indiretamente ou por qualquer meio ou pretexto, na administração pública do município e de frequentar quaisquer prédios públicos do Poder Executivo Municipal de Lages;
g) comparecimento a todos os atos do processo a que for intimado, determinando a expedição de alvará de soltura, se por outro motivo não estiverem presos”. 

Prefeito Elizeu Matos esta livre da cadeia

Elizeu é réu e responde em liberdade. Continua afastado do carg

elizeuO prefeito afastado Elizeu Matos é réu, pois a 3ª câmara criminal do Tribunal de Justiça aceitou integralmente a denúncia do MPSC contra todos os indiciados da Operação Águas Limpas, que apontou pagamentos de propina e fraudes em licitações da Semasa.

Suspensão das prisões

Os desembargadores seguiram na íntegra o relatório de Ernani Guetten de Almeida. Com a aceitação da denúncia, os magistrados atenderam ao pedido da defesa dos acusados para que sejam suspensas prisões preventivas.

Soltura

Elizeu Mattos deve ser solto até às 19h desta quinta, mas terá que cumprir restrições como apresentação em juízo a cada 15 dias, pedir autorização judicial para deixar Lages, recolher-se entre 22h e 6h, não frequentar bares, boates e festas.

Continua afastamento

Foi mantido o afastamento de Elizeu do cargo de prefeito. Além disso, ele está proibido de exercer qualquer interferência, direta ou indireta, sobre a administração municipal, assim como frequentar órgãos da prefeitura.
NOTA À IMPRENSA
                             A banca Espindola & Valgas, que patrocina a defesa do Prefeito Elizeu Mattos, vem a publico esclarecer detalhes relevantes do julgamento ocorrido esta tarde, na terceira câmara criminal, do tjsc:
                            Ocupamos a tribuna para defenderemos, sobretudo, o pedido de revogação da preventiva do prefeito, o seu retorno ao cargo e demonstramos a ilegalidade das investigações por incompetência do juízo autorizante, as imperfeições da denúncia, a carência de elementos ao recebimento da inicial, entre outras falhas cometidas no processo.
                            O tribunal, por decisão unânime, revogou a preventiva de Elizeu e dos demais detidos. Ou seja, ele será solto incontinenti, na próxima hora.
                            Manteve o seu afastamento do cargo, o que mantém nosso interesse em questionar tal medida.
                            Impôs medidas cautelares do artigo 319 do CPP, que analisaremos, cada qual, a legalidade e a necessidade das, que poderão sofrer, em tempo oportuno, o questionamento da Defesa.
                            

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

PLENÁRIO: Câmara aprova regras mais rígidas para convênios entre órgão Públicos e ONGs



Foi aprovado ontem pela Câmara o Projeto de Lei Complementar (PLP) 177/12, do deputado Esperidião Amin (PP-SC), que cria normas de finanças públicas para a realização de repasses ou termos de parceria entre órgãos e entidades do setor público com pessoas jurídicas de direito privado sem fins lucrativos (ONGs). A matéria será enviada ao Senado.
O texto, aprovado na forma do substitutivo da Comissão de Finanças e Tributação, determina que, para poder se candidatar a receber recursos públicos, as entidades terão que comprovar capacidade gerencial e técnica e não poderão ter a participação de agentes públicos na sua gestão nem funcionar como meras intermediárias de prestação de serviços. A ONG também terá que comprovar que está em atividade regular nos últimos três anos.
O texto não permite o repasse de recursos a entidade que tenha como dirigentes em seus quadros agente político ou dirigente de órgão ou entidade da administração pública.
A exceção é para conselhos, como o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Conselho Nacional de Secretarias Municipais da Saúde (Conasems) e o Fórum Nacional de Secretarias de Assistência Social (Fonseas). Também poderão receber recursos as associações de municípios para treinamento de pessoal e os serviços sociais autônomos (Sistema S).
Para o autor do projeto, deputado Esperidião Amin, a Câmara dá um grande passo ao criminalizar o mau uso do dinheiro público repassado às ONGs. “Tivemos três CPIs sobre esse assunto e ninguém foi punido. Escândalos não faltaram”, lembrou Esperidião Amin.  Amin cumprimentou o presidente da Casa, Eduardo Cunha, pela insistência em pautar o projeto e colocá-lo ontem em votação.
Condenação - A proibição de receber recursos se estende às entidades que tiverem envolvimento com movi- mentos ou campanhas de interesse político-partidário ou eleitorais e cujos dirigentes tenham sido condenados em definitivo por crimes de vários tipos, como os contra a economia popular, eleitorais ou relacionados à lavagem de bens.
Deputados destacam transparência
Para os deputados, a aprovação da proposta vai dar transparência aos  convênios. “O texto estabelece regras claras de governança e transparência para o setor”, disse José Carlos Aleluia (DEM-BA). Heráclito Fortes (PSB-PI) avaliou que o projeto coibirá desvios por ONGs que hoje existem “apenas para  abastecer esquemas de corrupção”.
Pompeo de Mattos (PDT-RS) disse  que a proposta moraliza e dificulta o uso indevido de parcerias. Ivan Valente (PSOL-SP)  apontou a transparência como  positiva, mas criticou a proibição de repasses para  organizações  com dirigentes condenados pela Justiça por crimes contra o patrimônio privado, porque “vai prejudicar chefes de movimentos sociais”.

Moção Todos pela 282 ganha o apoio do novo ministro dos Transportes, Antônio Rodrigues



Em audiência com o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, na noite desta terça-feira (24), em Brasília, o deputado federal Celso Maldaner (PMDB) fez questão de entregar em mãos ao novo titular da Pasta uma cópia da Moção Moção Todos Pela 282, que solicita a inclusão das obras da rodovia no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) – garantindo, assim, maior agilidade no processo de melhorias da via e também na tão sonhada duplicação. "Iniciei este movimento em 2012 com amplo apoio de todos os setores da sociedade, e continuo na luta para que este projeto saia do papel", explica o deputado. 

Durante a reunião, o parlamentar expôs detalhadamente ao ministro a situação da BR-282, enfatizando que esta é a única rodovia que atravessa o Estado do Oeste ao Litoral, possuindo uma importância estratégica incontestável para Santa Catarina. "Começamos um movimento muito grande no passado – quando percorri o Estado coletando a assinatura de mais de 300 lideranças, autoridades e dirigentes de entidades representativas dos setores produtivos catarinenses – e vamos continuar agora com o novo ministro, pensando numa duplicação, principalmente nas passagens urbanas", afirmou Maldaner. 

O deputado enfatizou que não vai descansar até ver a 282 em boas condições de segurança e tráfego, beneficiando não apenas os motoristas, como toda a cadeia produtiva catarinense. "Somos um dos Estados brasileiros com os melhores índices do País, com a presença de grandes indústrias e um desempenho acima do nacional na economia. Mas o péssimo estado de nossas rodovias e a ausência de outras opções modais de transporte entravam nosso crescimento, e são apontados como necessidade urgente por todos os setores da sociedade.