sexta-feira, 23 de junho de 2017

Câmara presta homenagem a atletas da Assesp de Lages

Os atletas da Associação Esportiva e Paradesportiva de Lages (Assesp) receberam certificados de “Homenagem Especial” na Câmara de Vereadores na terça-feira (20), pela participação no Circuito Loterias Caixa Etapa Rio-Sul entre os dias 5 e 7 de maio. Os atletas conquistaram 11 medalhas de ouro, quatro de prata e ainda quebraram três recordes brasileiros.
Nas provas de pista para deficiente visual e física foram homenageados Bruna Lemos, Emanuelly Remoaldo e Leonardo dos Santos. Na disputa das provas de campo de deficiência física receberam o certificado Roger Palhano, Célio Vieira e Amanda Lucrécio. As atletas Bruna e Emanuelly ficaram entre as três melhores da competição.  
Proponentes da homenagem, os vereadores José Amarildo Farias (PT) e Mauricio Batalha Machado (PPS) entregaram a honraria aos seis atletas e ao técnico Augusto dos Anjos pelos expressivos resultados alcançados na competição. “Parabenizamos e aplaudimos os paratletas premiados e também a Assesp, que apesar de todos os desafios e dificuldades, até mesmo financeiras para participar do referido circuito, obtiveram expressivos resultados e vitórias, o que muito nos orgulha e certamente enaltece o esporte lageano”, evidencia a matéria.
 
Confira os resultados:
 
Provas de Pista Deficiente Visual e Físico:
·         Bruna Lemos:  medalha de ouro nos 800m, 1.500m e 5.000 metros, além de quebrar o recorde brasileiro nos 800 e 5.000 metros;
·         Emanuelly Remoaldo: ouro nos 400m, 800m e 1.500 metros e também o recorde brasileiro nos 400 metros;
·         Leonardo dos Santos: ouro nos 400m, 800m e 1.500 metros.
 
Provas de Campo Deficiência Física:
·         Roger Palhano: medalhas de ouro no peso e no disco;
·         Célio Vieira: Prata no peso, prata no disco e prata no Club;
·         Amanda Lucrécio: medalha de prata no peso.
 

Dia do Agente Penitenciário é lembrado pela Câmara de Lages

No estado de Santa Catarina o dia 20 de junho é instituído como o Dia Estadual do Agente Penitenciário. A data passou a fazer parte do calendário estadual desde a aprovação do Projeto de Lei 166/2011. Nesse sentido, a Câmara de Vereadores aprovou por unanimidade na terça-feira (20) a moção legislativa 143/2017, que cumprimenta esses profissionais pelo trabalho prestado ao sistema prisional catarinense. 
Proponente da matéria, o vereador Thiago Oliveira (PMDB) agradece aos homens e mulheres que através de um honroso trabalho dedicam-se diariamente a esse ofício. O documento aprovado será encaminhado à secretária da Segurança Pública de Santa Catarina, Ada Faraco de Luca, reforçando a homenagem e lembrando a importância da valorização desses profissionais que diariamente enfrentam longas jornadas de trabalho dentro de uma unidade prisional. 
 
 

Audiência pública sobre a criminalidade em Lages acontece hoje

A partir das 19h desta sexta-feira (23), a Câmara Municipal promove uma audiência pública no Plenário Nereu Ramos para debater a onda de criminalidade, cujo assassinatos, furtos, roubos e outros têm provocado medo e revolta na população de Lages.
Proposta pelo vereador Vone Scheuermann (PSC) e referenciada pela assinatura dos demais legisladores de Lages, a reunião deve contar com a participação de autoridades ligadas à área da segurança pública do município. Interessados a se manifestar podem se inscrever até o horário de início da sessão.

Confira o evento no Facebook: 
https://www.facebook.com/events/315503305571652/
 

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Anita Garibaldi recebe recurso para compra de implementos agrícolas

Os agricultores de Anita Garibaldi serão beneficiados com seis implementos agrícolas, entre eles cinco roçadeiras. Eles serão adquiridos por meio de recursos de emenda parlamentar indicados pela deputada federal Carmen Zanotto no valor de R$ 100 mil. Os recursos já foram depositados na conta da prefeitura e os implementos ficarão à disposição das Associações Agrícolas da cidade, atendendo cerca de 2 mil agricultores.
 
A licitação foi feita e a expectativa é que a compra aconteça em até 40 dias.
 
De acordo com o prefeito de Anita Garibaldi, João Cidinei, os implementos vieram em boa hora. “Nossa região foi muito afetada pelas chuvas e tivemos prejuízos nas nossas lavouras, esses implementos serão essenciais para que os agricultores possam reconstruir suas plantações. Estamos muito gratos com a ajuda da deputada”, afirma o prefeito.
 
A parlamentar ainda indicou R$ 100 mil para a saúde do município.
 
 

Túmulos do Cruz das Almas estão sendo restaurados


 

Prefeitura irá arcar com custos dos reparos gerais e os serviços devem estar prontos dentro de dez dias

 

Os trabalhos de restauração dos 53 túmulos depredados, por ato de recente vandalismo, estão sendo feitos pela Secretaria Municipal Serviços Públicos e Meio Ambiente. Cerca de dez servidores públicos estão realizando os serviços, quatro deles qualificados como pedreiros e outros seis que fazem parte do setor administrativo do cemitério municipal.

O secretário do Meio Ambiente, Euclides Mecabô (Tchá-Tchá) calcula que em dez dias todos os túmulos estejam restaurados. “A grande maioria das famílias que tiveram os túmulos de seus entes queridos danificados foram contactados. Cerca de 20 delas se propuseram a fazer as próprias restaurações. Há casos em que os danos foram apenas de vidros quebrados, sendo mais fáceis os reparos”, fala o secretário.

Tiveram túmulos com tampas de mármore quebradas, com peças feitas de pedra grés ou mármore italiano derrubadas e que se quebraram em vários pedaços. Os danos foram estritamente materiais, ou seja, o alvo do vandalismo foi apenas a estrutura dos túmulos. Porém, o dano material é somado a perda de patrimônio artístico e cultural. “A vice-presidente da Associação Brasileira de Estudos Cemiteriais, Elisiana Trilha Castro, tão logo teve conhecimento do fato, entrou em contato com a administração do cemitério, e chegou a declarar que se trata do maior ato de vandalismo do Brasil, praticado em cemitérios, até hoje registrado”, disse Tchá-Tchá. “Ela afirmou também que o cemitério Cruz das Almas reúne o mais importante acervo de arte sacra do Sul do país”, acrescenta o secretário.

Segundo Tchá-Tchá, os custos gerais dos reparos – com exceção daqueles já assumidos pelas famílias  – serão da prefeitura. “A prefeitura é a guardiã dos cemitérios municipais e cabe a esta instituição fazer a restauração. Em um jazigo, datado de 1909, será preciso usar cola especial para restaurar a cruz de mármore italiano que se quebrou com a queda provocada na noite de vandalismo”, afirma.

O coordenador do cemitério, Anderson Liz, observa que houve efeito dominó na ação destrutiva. “Parte das peças de um túmulo foram empurradas sobre outros jazigos. São peças feitas de pedras, com peso acima de 200 quilos. Então dá para imaginar o tamanho dos estragos causados”, fala Anderson.

 

Sistema de Segurança

 

“Antes dos mais recentes casos de invasão de cemitérios municipais, já estávamos trabalhando na implantação de um novo sistema de segurança e ele será implantado”, garante Tchá-Tchá.

Por outro lado, Tchá-Tchá recomenda que as famílias não utilizem objetos de valor como adornos, nos cemitérios, tais como aqueles fabricados com cobre ou alumínio, por exemplo, que se transformam, nestes locais, em peças de cobiça de ladrões de túmulos.

 







 

 


Agrônomo do município participa da 24ª Hortitec em São Paulo


Durante os três dias de evento, o profissional irá acompanhar seminários relevantes ligados à área de atuação
Em busca de aprimoramento e inovação para execução dos projetos municipais, o engenheiro agrônomo da Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Giovanni Tomazelli, participa da 24ª Exposição Técnica de Horticultura, Cultivo e Protegido e Culturas Intensivas (Hortitec), que ocorre em Holambra-SP, entre os dias 21 e 23 de junho.
A Hortitec surgiu do ideal de um grupo de empresários que sentia a necessidade de ter no Brasil um evento no padrão das principais exposições no exterior. Conforme Tomazelli, participar de seminários sobre flores de clima frio, adubação orgânica e métodos de produção, por exemplo, com os maiores especialistas do mundo, é uma oportunidade primordial para a execução de trabalhos no município. O objetivo do evento é possibilitar o aperfeiçoamento na produção de hortaliças, frutas e flores, com a inserção de tecnologia e melhores práticas produtivas. O engenheiro é professor universitário na Unifacvest e mestrando em produção vegetal na UDESC, com o foco voltado para o paisagismo com utilização de orquídeas terrestres. 
Na última edição do evento, em 2016, participaram cerca de 400 empresas e mais de 29.000 visitantes.
Fot

quarta-feira, 21 de junho de 2017

109 de Imigração: Carmen destaca a contribuição japonesa na Região Serrana de SC


A deputada federal Carmen Zanotto (PPS-SC) participou nesta quarta-feira da audiência pública, na comissão das Relações Exteriores e Defesa Nacional, em comemoração aos 109  anos da imigração japonesa no Brasil.
Na ocasião, a parlamentar destacou a importância  do fortalecimento dos laços de amizade e das relações bilaterais entre as duas nações irmãs.
 
Em Santa Catarina, mais especificadamente na Região Serrana, Carmen ressaltou o papel dos japoneses no aprimoramento da agricultura local. Ela citou como exemplo cultura da maçã fuji, que, pela qualidade, é considerada uma das melhores do mundo.
 
“Nós brasileiros somos muito gratos aos nossos irmãos por esta grande contribuição. Os japoneses trouxeram para nós, essa cultura milenar de perseverança, trabalho e paciência. Precisamos aprender, cada vez mais, com eles”, enfatizou.
 
No final de sua fala, Carmen, dirigindo-se ao embaixador do Japão no Brasil,  Saturu Satoh, pediu o apoio para revitalização do espaço  em memória dos mortos da bomba atômica, em Hiroshima, que fica no município de Frei Rogério.
Depois da audiência, a deputada Carmen Zanotto participou de almoço na Embaixada do Japão, junto parlamentares da Frente Parlamentar Brasil-Japão e da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional.
 

Famílias receberão cartões para comprovar as visitas dos Agentes Comunitários de Saúde


A medida visa criar um controle documentado e fortalecer o vínculo entre os agentes e os moradores
A Secretaria de Saúde de Lages está implantando uma nova ferramenta de acompanhamento das visitas dos Agentes Comunitários de Saúde do município. A partir de agora, as famílias receberão um cartão-ficha em que ficarão registradas, de forma manuscrita, as informações do usuário e a data das visitas, mês a mês.
“É uma forma de o usuário também ter um controle documentado das visitas”, explica Tatiane Matos, gerente das Unidades de Saúde. Atualmente, o município possui 280 agentes de Saúde que são responsáveis pela cobertura de 49 áreas. Essa distribuição visa permitir que os agentes possam realizar visitas uma vez ao mês em cada residência da região de cobertura para explicar e tirar dúvidas sobre a rotina das Unidades de Saúde, fazer a promoção da saúde junto às gestantes, crianças, idosos, acompanhamento de pacientes acamados, entre outras ações.
“Com a implantação do cartão queremos, também, fortalecer o vínculo entre as famílias e os agentes. Por isso é muito importante que o usuário guarde o cartão em um lugar visível, como atrás da porta ou na geladeira, para apresentar ao agente na próxima visita”.
Seu Adair Rogério da Silva, de 60 anos, morador do bairro da Penha, recebeu a visita da agente de Saúde Lucimara Capistrano, na tarde desta terça-feira (20). Como ocorre todo mês, a agente de Saúde ouviu o paciente e explicou o objetivo e a importância do controle das visitas, através do cartão. “A Lucimara já nos atende há sete anos. É muito atenciosa e conhece as nossas necessidades. Mas acho que o cartão é importante porque assim também teremos o nosso próprio controle das visitas”, destaca Adair.
Os cartões serão entregues gradativamente às famílias em suas casas pelas próprias agentes, sem causar prejuízo aos atendimentos.

Secretaria de Planejamento e Obras executa asfaltamento da rua Professor Trajano


Anteriormente, a via era composta por paralelepípedos, que serviram como base para a massa asfáltica

 

Na tarde desta terça-feira (20), servidores da Secretaria de Planejamento e Obras estão concentrados na execução do serviço de pavimentação da rua Professor Trajano, no Centro, via localizada na transversal à rua Correia Pinto, onde está havendo a obra de modificação da estrutura, com novo canteiro e implantação de uma mini rótula.

Anteriormente, a via Professor Trajano era composta por paralelepípedos, os quais foram mantidos e serviram como base para a pavimentação. Ao todo será contemplada uma extensão de 64 metros, com início na curva, onde está a bifurcação, até a rua Emiliano Ramos (Via Gastronômica). O trabalho terá continuidade nesta quarta-feira (21) pela manhã, com trânsito fluente e está sendo realizado com recursos próprios do Município.

Municípios da Amures aderem ao programa SC Bem Mais Simples

Os Municípios de Lages, Otacílio Costa, Painel e Campo Belo do Sul aderiram na manhã desta terça-feira (20), na Câmara de Dirigentes e Lojistas (CDL), ao SC Bem Mais Simples, novo programa do Governo do Estado que visa a facilitação do processo de abertura e fechamento de empresas em Santa Catarina.
O programa pretende diminuir os entraves para aberturas, licenciamentos, alvarás, entre outros processos para empresas, mediante o Enquadramento Empresarial Simplificado (EES) e o princípio da Autodeclaração. Dessa forma, a atividade econômica ou o imóvel que for enquadrado como de baixo grau de risco sanitário, baixo potencial poluidor ou baixa complexidade, receberá automaticamente o documento de liberação e poderá prosseguir com o processo de autorização para o funcionamento da empresa.
O trabalho é realizado em conjunto pelos membros da Fundação do Meio Ambiente (Fatma), Vigilância Sanitária e o Corpo de Bombeiros Militar.
 
Simplificação
Para a Vigilante Sanitária do Estado, Gerente de Inspeção de Produtos e Serviços de Saúde, Simone Terezinha Stolt, o processo de simplificação necessitou de um olhar mais crítico, tento em vista o escopo de atuação da Vigilância Sanitária.
De acordo com a Anvisa, em 2014, o Brasil possuía 3.257.068 empresas sujeitas à atuação da vigilância sanitária, dessas 76% seriam classificadas como de baixo risco, 16% dependente de informação e 8% de alto risco. Isso significa que 3 em cada 4 empresas que atuam com atividades relacionadas à saúde poderiam ter um procedimento automático para a emissão da licença sanitária pelas autoridades locais.
Atualmente o Brasil tem um dos maiores prazos para abertura de empresa do mundo, chegando a atingir 119 dias para a efetivação. “Para mudar este quadro, contamos com a participação dos prefeitos e representantes de toda a região, para conhecerem o projeto e firmarem o termo de compromisso para implantação do SC Bem Mais Simples nos municípios”, afirma o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Carlos Chiodini.