sábado, 17 de fevereiro de 2018

Colombo do PSD passa o comando de Santa Catarina para Pinheiro Moreira do MDB


MDB Catarinense lota Centro Sul para prestigiar o retorno da sigla ao comando do Governo de SC com Eduardo Pinho Moreira


“Governar com responsabilidade, olhando todas as regiões, é meu compromisso com Santa Catarina”, enfatizou Eduardo Pinho Moreira na sua posse como governador em exercício do Estado, na tarde dessa sexta-feira (16), no Centro Sul, em Florianópolis. Mais de três mil emedebistas lotaram o centro de eventos e emocionados aplaudiram a volta do MDB ao comando de Santa Catarina. “Um estado pujante, de pessoas guerreiras que não se abalam as adversidades, fazem do nosso estado o segundo estado mais competitivo do Brasil. História que começamos a construir ainda em 2002 e voltamos, nesse momento, com a responsabilidade e o compromisso de governar por todas as regiões de Santa Catarina”, afirmou o governador Eduardo Pinho Moreira.

O governador licenciado, Raimundo Colombo, relembrou em seu discurso o grande projeto deixado por Luiz Henrique da Silveira e destacou ao receber das mãos de Ivete Apple da Silveira uma gravata em homenagem ao trabalho prestado. “Hoje ele deu a gravata, há 15 anos entregou a confiança e o projeto politico!”, reverenciando o projeto de descentralização implantado por LHS.
Prefeitos e líderes emedebistas se deslocaram de norte a sul e de leste a oeste para prestigiar Eduardo Pinho Moreira, e fortalecer o legado deixado pelo grande líder Luiz Henrique da Silveira.  “A posse do amigo Eduardo Moreira marca o início de um novo ciclo para o Manda Brasa, depois de Luiz Henrique da Silveira realizar dois mandatos transformadores em Santa Catarina. Essa posse é um reencontro com nossa vocação natural de liderar e imprimir uma gestão financeiramente responsável e socialmente inclusiva. Desafio ambicioso que se torna menos árduo se seguirmos os valores que forjaram o catarinense”, comentou o presidente do MDB, deputado federal Mauro Mariani. Ele ainda destacou que as ações e atividades serão realizadas com transparência. “ O MDB quer seguir conduzindo o Estado com transparência, trazendo respostas efetivas para o equilíbrio das contas públicas, melhorando a saúde e sendo combativo na segurança”, pontua.


Para o senador Dário Berger, trata-se de um importante momento político em Santa Catarina e em todo o país . “Gostaria de pedir a participação de todos os companheiros do MDB catarinense, nesse momento tão importante para a nossa história. O país passa por profundas mudanças e nós não podemos deixar de nos furtar e ajudar da melhor forma o companheiro Eduardo Pinho Moreira, que ao assumir o Governo do nosso Estado, estará garantindo o futuro de desenvolvimento econômico e social para Santa Catarina. Vamos juntos nessa empreitada, relembrando a memória de Luiz Henrique da Silveira, que nos deixou o legado de fazer um MDB cada vez maior e voltado para as questões do povo catarinense. Tenho certeza que a continuidade desse trabalho, com o nosso futuro candidato ao Governo do Estado, Mauro Mariani, está consolidada. Vamos todos juntos nessa empreitada, relembrando a memória de Luiz Henrique da Silveira, que nos deixou o legado de fazer um PMDB cada vez maior e voltado para as questões do povo catarinense".
O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Aldo Schneider, falou do importante momento vivido pelo partido. “O MDB volta a governar a Alesc e também o governo catarinense. Um momento de extrema importância. Vamos governar juntos, alinhados em prol dos catarinenses”, falou Schneider.
O líder da bancada emedebista na Assembleia Legislativa, deputado Mauro de Nadal, destacou que Eduardo Moreira é um homem preparado e que conduzirá Santa Catarina pelo melhor caminho. “Tenho a certeza de que Eduardo Pinho Moreira vai fazer uma administração sintonizada com as necessidades da sociedade catarinense. Será uma conclusão de governo sem perder o foco com a realidade do Estado e do País.”


Depiutada Carmen Zanotto preocupada com a Saúde da serra


Hospitais da Serra irão receber recursos da deputada Carmen na segunda-feira

Nesta sexta-feira, a deputada federal Carmen Zanotto esteve com o Secretário de Estado da Saúde (SES), Acélio Casagrande para definir os hospitais da Serra Catarinense que serão contemplados com recursos da sua cota parte da emenda de bancada.
Entre eles o Hospital Frei Rogério de Anita Garibaldi, o Hospital Nossa Senhora do Patrocínio de Campo Belo do Sul, o Hospital Faustino Riscarolli de Correia Pinto, o Hospital Santa Clara de Otacílio Costa, o Hospital Ponte Alta de Ponte Alta e Hospital de Caridade Coração de Jesus de São Joaquim receberam os recursos.
“Sabemos das dificuldades financeiras que os hospitais estão passando, muitos correm o risco de fechar as portas. Por isso, minha atenção e os recursos são direcionais para a saúde e aos hospitais filantrópicos”, destaca Carmen Zanotto.
A entrega da emenda parlamentar coletiva aos Hospitais Filantrópicos do Estado acontece no dia 19 de fevereiro, às 10 horas, no auditório Antonieta de Barros da Assembleia Legislativa de Santa Catarina – Alesc.
Além desta pauta, também foram discutidos os serviços hospitalares que precisam da publicação de portarias para iniciarem, um deles é o serviço de cardiologia do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres.
Na próxima semana, a deputada acompanhará os técnicos da SES ao Ministério da Saúde para tentar sanar essas pendências.

Aulas retomadas em Capão Alto, com escola reformada

Aulas são retomadas com escola praticamente nova em Capão Alto


Recuperação de reboco em paredes com infiltrações, construção de acesso exclusivo para sala de merenda, pintura geral interna e externa e até internet para facilitar pesquisas dos alunos sem que precisem deixar a sala de aula.
São algumas das melhorias realizada pela prefeitura de Capão Alto na Escola Municipal Belisário José Luiz, localidade de Vacas Gordas. Uma das maiores unidades de ensino do municipal com doze salas de aula e mais de 400 alunos, a escola Belisário José Luiz teve as obras concluídas na quarta-feira desta semana, um dia antes do início do ano letivo.
De acordo com o secretário de Finanças e interino da Educação Rodrigo Pereira, a reforma geral da escola foi planejada para não interferir na rotina de aulas dos alunos. “Foi um pedido do prefeito Tito Freitas para que as melhorias fossem terminadas antes do início das aulas e cumprimos o cronograma”, afirmou Rodrigo Pereira.
Além da reforma geral da escola, foram feitas melhorias nos banheiros e construído uma quadra de areia para competições de voleibol e reformando o piso da quadra coberta de futsal da escola. O investimento foi de mais de 30 mil e quando os alunos chegaram na escola na quinta-feira (15), se surpreenderam com as melhorias.

A recuperação da escola contou com apoio do diretor de obras Luiz Paulo da Silva e do diretor de transporte escolar Nilvo Dal Lago, além da direção geral da escola e comunidade.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Colombo e Ceron lançam novidades pra Lages

Governador Colombo e prefeito Ceron lançam novidades em solenidade no Marajoara


No hall de notícias, a empresa Berneck, assinatura de convênio para revitalização do Centro e entrega da ordem de serviço para construção do Centro Dia do Idoso

Neste começo de ano nada melhor para uma cidade do que notícias propulsoras do seu desenvolvimento econômico, índices de empregabilidade e da qualidade de vida de sua gente. As novidades foram compartilhadas pelo governador Raimundo Colombo e pelo prefeito Antonio Ceron na noite desta terça-feira (6 de fevereiro) em cerimônia realizada no Teatro Municipal Marajoara, com a presença de demais autoridades municipais e estaduais, e comunidade.
O lançamento da intenção da empresa Berneck S.A. Painéis e Serrados em construir sua segunda unidade catarinense em solo lageano movimentou o município. A Berneck é paranaense e especializada na fabricação de madeira MDP, MDF e HDF. O Protocolo de Intenções, documento que menciona as responsabilidades de cada parte envolvida (Município, Estado e empresa), foi assinado na noite desta terça. A empresa terá até 30 meses para efetivar sua instalação a partir do início da execução do projeto. O proprietário da empresa, Gilson Berneck, bem como o diretor administrativo-financeiro, Reni Júnior, estiveram presentes, além do vice-prefeito Juliano Polese; secretário Executivo de Estado de Supervisão de Recursos Desvinculados/Casa Civil, Celso Calcagnotto; de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Carlos Chiodini, e de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, Valmir Comin; secretário-executivo da ADR, João Alberto Duarte e de membros da prefeitura, Semasa e Celesc.

R$ 800 milhões de investimento e 550 postos de trabalho

O investimento será de R$ 800 milhões na instalação do empreendimento. Deverão ser abertas 550 vagas diretas de emprego na primeira fase de implantação. “Este foi um projeto iniciado há dois anos. Na época, devido ao cenário econômico nacional fragilizado pela crise, o início foi protelado. Em março de 2017 participamos de uma reunião com a direção em Curitiba, quando tratamos da retomada do projeto e hoje marcamos um avanço nas conversações”, pontua o prefeito Antonio Ceron, lembrando a importância agregada do projeto. “Por se tratar de um segmento que valoriza a riqueza da região, o reflorestamento de pinus. Uma cadeia de serviços será beneficiada, como plantio, desbaste e transporte dos produtos. A contratação de mão de obra e a valorização do capital humano são mais dimensionados do que somente o movimento econômico e o retorno e ICMS. A família lageana recebe a Berneck de braços abertos.”
O governador Raimundo Colombo lembrou a trajetória da família Berneck no Estado. “O senhor Gilson construiu um exemplo de trabalho, foi visionário na criação de oportunidades para o desenvolvimento, motivação salarial digna, proporciona chances de as pessoas viverem bem e com qualidade, desenvolver um projeto de vida. Chega para valorizar o principal vetor da nossa economia na Serra. Santa Catarina tem muito para comemorar. Foi o último Estado a infelizmente entrar na crise e está sendo o primeiro a sair. Temos resultados espetaculares.”
A empresa Berneck já conta com uma fábrica em Curitibanos, erguida em 2011. “Onde são quase 900 empregos e haverá expansão da estrutura. Viemos para cá para trabalhar e contamos com todos para obtermos sucesso”, enfatiza Gilson Berneck.
Sobre a implantação da unidade em Lages, o Governo do Estado assegurou recursos na ordem de R$ 3,3 milhões para aquisição de terreno por parte do Município. Por sua vez, após a desapropriação, o Município abrirá uma chamada pública de empresas com interesse na área para credenciamento, em conformidade com a legislação. A prefeitura deverá criar uma área industrial para tal fim. Ou seja, aBerneck deverá participar rigorosamente do trâmite juntamente a outros empreendimentos.

Como será?

A nova fábrica será voltada para a fabricação de painéis em MDP e HDF, de serrados de pinus, além da instalação uma unidade de co-geração de energia elétrica. A Berneck conta com uma unidade industrial em Curitibanos e em Brasnorte (MT), além da matriz em Araucária (PR).
É uma empresa brasileira com 65 anos de fundação. Especializada em painéis MDP, MDF e HDF, além de pinus e teca serrados, possui plantas industriais com altíssima capacidade de produção e tecnologia de ponta. Todos os seus produtos são provenientes de florestas plantadas e destinados à indústria de móveis, construção civil, automotiva, eletrônica, e embalagens, entre outras, no Brasil e no exterior. Sua certificações demonstram o êxito através de práticas de gestão socioambiental em toda cadeia.

R$ 15 milhões para a revitalização do Centro

Um segundo assunto da noite foi a assinatura do convênio para revitalização do centro de Lages. O Governo do Estado garantiu recursos na ordem de R$ 15 milhões, via Fundo Social, programa do Governo do Estado. O projeto seria executado através de financiamento junto ao Banco do Brasil. Contudo, para facilitar o trâmite, o Estado fará os investimentos. A questão das obras já está em processo de licitação (elaboração de edital), sendo que o certame será providenciado com o propósito de ser lançado ainda este mês.
A demanda de doação do terreno do antigo Colégio Aristiliano Ramos, pelo Governo ao Município, está encaminhada. O serviço de demolição do antigo prédio, feito em dezembro, foi custeado pelo governo estadual ao valor de R$ 146 mil. A retirada dos postes físicos de iluminação pública já foi iniciada.
O projeto de revitalização da área central de Lages prevê a remodelação da praça João Costa e ruas adjacentes e substituição da fiação elétrica aérea pela subterrânea. É dotado de uma concepção moderna com referências a projetos executados na Europa, em que os espaços privilegiam a convivência entre as pessoas com acessibilidade em prol da mobilidade urbana consciente, mais saudável e harmoniosa. Ao longo do tempo, mudanças sugeridas por empresários foram incorporadas ao projeto, como a implantação de maior número de vagas de estacionamento, de banheiros e de uma estrutura exclusiva para a Polícia Militar. Os passeios públicos serão modificados e o asfalto substituído por paver. Haverá equipamentos permanentes nas praças, como bicicletários, palco de apresentações, além de drenagem pluvial e cabeamento elétrico subterrâneo.

Centro Dia do Idoso

Na ocasião, o ato oficial de assinaturas foi composto pela entrega da ordem de serviço e contrato para construção do Centro Dia do Idoso, à empresa Construtora Faon, de Curitiba. O edital de licitação de contratação da empresa foi lançado pelo Governo do Estado no começo de dezembro. O investimento será de R$ 1 milhão. Os recursos são provenientes do Pacto por Santa Catarina, financiados pelo BNDES. O Centro Dia estará sob os cuidados da Secretaria da Assistência Social e Habitação, cujos trabalhos são supervisionados pelo secretário Samuel Ramos.
Este equipamento de assistência social será edificado no bairro Centenário, em área anexa ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras II), ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas II) e à Unidade Básica de Saúde (UBS). Portanto, estará inserido em um complexo de serviços já existente.
A estrutura terá 749,58 metros quadrados de área construída com diversos ambientes para a realização das atividades de interação, integração e atendimento técnico para 50 idosos, como cancha de bocha, sala de jogos, cozinha, banheiros, vestiários com acessibilidade e sistema para captação de energia solar. O público-alvo será composto por idosos com idade igual ou superior a 60 anos semi-dependentes de ajuda para desempenhar atividades como de alimentação, mobilidade e higiene. O Centro Dia funcionará de segunda a sexta-feira das 8h às 18h e aos finais de semana serão realizadas atividades especiais, intergeracionais, palestras, oficinas de novas habilidades, entre outras.
Contará com uma equipe técnica formada para atendimento aos idosos com grau de dependência de natureza física e cognitiva controlada, sem condições de permanecer sozinhos em seus domicílios, com necessidade de cuidados assistenciais e de saúde, com violações de direitos, extrema pobreza ou vulnerabilidade social. O diferencial será o trabalho estendido às famílias dos idosos, na busca do fortalecimento de vínculos. No cronograma do Governo do Estado está prevista a construção de cinco Centros Dia do Idoso em Santa Catarina. Lages foi a segunda cidade contemplada no pacote de obras, depois de Içara, no Sul do Estado.

O que Lages já faz pelos idosos

Em outubro foi inaugurado o Centro de Convivência do Idoso, no bairro Várzea, se diferenciando do Centro-Dia, pois realiza um trabalho de prevenção à quebra de direitos dos idosos. No Centro de Convivência são oferecidas atividades gratuitamente pela Secretaria da Assistência Social e Habitação, em parceria com as secretarias da Educação, Saúde, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Agricultura e Pesca, e Fundação Cultural.

Entre os trabalhos desenvolvidos estão contação de histórias, aulas de pintura e desenho, xadrez, danças, canto, trabalhos manuais, curso de cabeleireiro e de maquiagem, artesanato, ginástica (Programa Vida Ativa), horta comunitária do Projeto Colheita Feliz, atendimento médico e fisioterapia, em parceria com as universidades. A capacidade de atendimento é para 500 idosos.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

STF determina prisão do Deputado João Rodrigues do PSD deu no G1

Primeira Turma do STF nega recurso e determina prisão do deputado João Rodrigues

Deputado do PSD foi condenado a 5 anos e 3 meses de prisão em regime semiaberto por fraude e dispensa de licitação. G1 procurou gabinete de João Rodrigues e aguardava respost 




O deputado João Rodrigues (PSD-SC), durante discurso na tribuna da Câmara (Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados)O deputado João Rodrigues (PSD-SC), durante discurso na tribuna da Câmara (Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados)O deputado João Rodrigues (PSD-SC), durante discurso na tribuna da Câmara (Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados)
A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou nesta terça-feira (6), por 3 votos a 2, um recurso movido pelo deputado João Rodrigues (PSD-SC) contra a condenação dele por fraude e dispensa de licitação.
Em seguida, a Turma determinou o cumprimento imediato da pena de 5 anos e 3 meses de prisão em regime semiaberto.
G1 procurou o gabinete do deputado e aguardava resposta até a última atualização desta reportagem.
João Rodrigues foi condenado em 2009 pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre (RS). À época, ele era prefeito de Chapecó (SC) e por isso foi julgado diretamente na segunda instância da Justiça.
A acusação, no entanto, refere-se a fatos ocorridos em 1999, quando ele exerceu por 30 dias o cargo de prefeito interino de Pinhalzinho (SC) – entenda todo o caso mais abaixo.
Votaram pela condenação de João Rodrigues:
  • Alexandre de Moraes
  • Luís Roberto Barroso
  • Rosa Weber
Votou pela absolvição do deputado:
  • Luiz Fux
Votou pela diminuição da pena:
  • Marco Aurélio

Prisão após segunda instância

Logo após a confirmação da condenação, os ministros também decidiram, por maioria de 3 votos a 2, determinar a prisão de João Rodrigues. Votaram para prendê-lo:
  • Luiz Fux
  • Luís Roberto Barroso
  • Alexandre de Moraes
Os três consideraram que, após a condenação e o esgotamento de todos os recursos possíveis na segunda instância, é possível determinar o imediato cumprimento da pena. Fux e Barroso já haviam defendido essa tese em 2016, quando a maioria do STF permitiu a prisão após a segunda instância.
Foi a primeira vez, no entanto, que Alexandre de Moraes votou favoravelmente à prisão após segunda instância por considerar que, após o julgamento num Tribunal de Justiça estadual (TJ) ou Tribunal Regional Federal (TRF), já está configurada a culpa do condenado com fatos e provas.
"A possibilidade de cumprimento provisório [de pena, após a segunda instância] guarda juízo de consistência, porque são dois órgãos que realizam análise de mérito", disse o ministro no julgamento de João Rodrigues.
Na sessão, os ministros Marco Aurélio Mello e Rosa Weber – que em 2016 votaram contra a prisão após segunda instância – evitaram se manifestar novamente sobre a questão, porque consideraram que, no caso de João Rodrigues, a execução da pena deveria ser discutida ainda num momento posterior do processo.
A defesa do deputado ainda tem outro recurso à espera de julgamento no STF em que alega que os crimes prescreveram, ou seja, não podem ser mais punido pela tempo já decorrido desde os fatos.

Entenda o caso

Segundo o Ministério Público Federal, João Rodrigues autorizou licitação para a compra de uma retroescavadeira para a Prefeitura de Pinhalzinho por R$ 60 mil.
Como parte do pagamento, foi entregue uma retroescavadeira usada, no valor de R$ 23 mil. Conforme o MPF, a comissão que avaliaria o preço da máquina usada, contudo, só foi nomeada dois dias depois do edital de tomada de preços, onde já constavam os R$ 23 mil.
A licitação foi feita na modalidade de tomada de preços e houve somente uma concorrente, da cidade de São José, a 650 quilômetros de Pinhalzinho.
A empresa vencedora teria recebido R$ 95,2 mil mais a máquina usada. Além disso, a máquina usada teria sido vendida a um terceiro, por R$ 35 mil.
Como Rodrigues assumiu o mandato de deputado federal em 2011, o processo foi remetido para o STF.

O que diz a defesa do deputado

No recurso apresentado ao STF, a defesa de João Rodrigues alegou que na compra da retroescavadeira não houve intenção do deputado de obter vantagem e, por isso, ele deveria ser absolvido dos crimes. Apontou ainda que não houve dano aos cofres públicos na troca do equipamento.
"Ele assinou autorização para abertura de licitação para escavadeira, no valor de R$ 40 mil, para obras do município. O ato foi autorizar abertura de licitação, tomada de preços, que depois ao ser adquirida, custou R$ 40 mil. Autorizou abertura da licitação e depois tomada de preços. Depois se exauriu ato do prefeito", argumentou o advogado Nabor Bulhões, na tribuna do STF.
A defesa também alegou a prescrição do crime – quando a punição é impedida pelo longo tempo passado desde os fatos até a decisão. Os ministros, no entanto, deverão analisar essa questão num momento posterior.






A gigante Berneck S.A chega em Lages


Governador Raimundo Colombo assina protocolo de intenções para geração de mil empregos em Lages


O governador Raimundo Colombo assina nesta terça-feira, 6 de fevereiro, o protocolo de intenções para instalação da Berneck S.A. Painéis e Serrados, empresa do setor madeireiro, que irá gerar mil empregos diretos em Lages, na Serra Catarinense. A cerimônia será realizada no Teatro Marajoara, a partir das 19h, em Lages, com as presenças do prefeito Antonio Ceron, do secretário regional de Lages, João Alberto Duarte.

A Berneck é uma empresa brasileira com 65 anos de história e decidiu instalar sua terceira unidade industrial em Lages, a segunda em Santa Catarina, para aproveitar a localização estratégica, a exemplo do que faz em Curitibanos, onde mantém uma unidade industrial moderna. Especializada em painéis MDP, MDF e HDF, além de Pinus e Teca serrados, a empresa destina seus produtos à indústria de móveis, construção civil, automotiva, eletrônica, e embalagens, entre outras, no Brasil e no exterior.

O investimento na unidade industrial de Lages é de R$ 1,5 bilhão e deverá gerar mil empregos diretos. A empresa tem matriz localizada em Araucária (PR), e possui uma segunda unidade industrial em Brasnorte (MT). O Governo do Estado investe R$ 3,32 milhões na compra do terreno. Uma parte do terreno, com 862 metros quadrados, foi desapropriada pela prefeitura de Lages, porém existe outra área igual, chegando a 1,7 milhão de metros quadrados, na Área Industrial Sul, ao lado da ponte do Rio Caveiras, às margens da BR 116.

“Santa Catarina é o principal estado do país quando o assunto é geração de empregos e a instalação da Berneck em Lages só vem confirmar a atenção que o governador Raimundo Colombo tem com a região de Lages e com o desenvolvimento econômico da Serra catarinense”, explica o secretário regional João Alberto Duarte, que esteve em Curitibanos no ano passado para conhecer a moderna unidade industrial da empresa, quando as tratativas para a instalação da segunda unidade avançaram decisivamente.

Antes da assinatura do protocolo de intenções visando à instalação da Berneck, do governador Raimundo Colombo também irá assinar o convênio de repasse de recursos da ordem de R$ 15 milhões para as obras de revitalização do Centro de Lages, e a ordem de serviço para a construção do Centro Dia do Idoso, no bairro Centenário, com investimento de R$ 1,3 milhão.  A revitalização da área central de Lages prevê a remodelação do calçadão da Praça João Costa e das ruas adjacentes, além da substituição da fiação elétrica aérea pela subterrânea, entre outras alterações.

Já o Centro Dia do Idoso será construído em área anexa ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras II) e da Unidade Básica de Saúde do bairro Centenário. A nova estrutura terá 749,58 metros quadrados de área construída com diversos ambientes para a realização das atividades de interação, integração e atendimento técnico para 50 idosos. O cronograma do Governo do Estado prevê a construção de cinco Centros Dia do Idoso em Santa Catarina e Lages é a segunda cidade contemplada neste pacote de obras.

Rede Municipal voltam às aulas


Estudantes da rede municipal de ensino voltam às aulas

O número de matrículas ainda não está fechado, porém, até dezembro de 2017 já estavam matriculados 15.169 crianças e adolescentes

Os mais de 15 mil alunos matriculados para o ano letivo de 2018, nas unidades escolares da rede municipal de ensino, iniciaram as aulas nesta segunda-feira (5 de fevereiro). Para este novo ano letivo estão matriculados 7.366 alunos na Educação Infantil e 7.803 no Ensino Fundamental. “Estes números poderão aumentar, tendo em vista que ainda não foi fechado o total de alunos matriculados. Novas matrículas poderão ser efetivadas”, salienta a professora Maria Helena Matteucci, do Setor de Educação Permanente, da Secretaria Municipal de Educação.
A rede municipal de ensino é formada atualmente por 32 Escolas Municipais de Educação Básica (Emebs), dez Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs) - estas localizadas no interior do município (unidades do campo), e mais 77 Centros de Educação Infantil Municipal (Ceims). Dentre as 32 Emebs está a Escola Municipal de Educação Básica Santa Helena, no bairro Copacabana, onde estão matriculados cerca de 700 alunos, do 1º ao 9º ano. De acordo com o calendário escolar, o último dia letivo de 2018 será em 14 de dezembro.

Matriculas abertas nas Escolas Estaduais


Escolas estaduais estão com matrículas abertas

As aulas nas 1.073 escolas da rede estadual de ensino de Santa Catarina iniciam no próximo dia 15. Quem ainda não efetuou a sua matrícula pode fazer até a próxima quarta-feira, 7, na escola mais próxima da sua casa. As matrículas estão abertas para  o ensino fundamental, médio, profissionalizante e Centro de Educação de Jovens e Adultos (Cejas).
A matrícula no 1º ano do Ensino Fundamental só será aceita aos alunos que completam 6 anos de idade até 31 de março de 2018, conforme legislação vigente. Também é preciso seguir os critérios de zoneamento, ou seja, a matrícula deve ser feita na escola mais próxima de casa ou do trabalho dos responsáveis.
Os alunos do ensino médio podem optar por diferentes modalidades, entre elas: Regular, Inovador (EMI), Integrado Educação Profissional (EMIEP) e Integral em Tempo Integral (EMITI). O Programa Ensino Médio Inovador (ProEMI) oportuniza ao jovem a ampliação do tempo escolar, garantindo a formação integral com a inserção de atividades que tornem o currículo mais integrado e dinâmico, com conteúdos curriculares organizados a partir de um planejamento interdisciplinar construído coletivamente. São 145 escolas com este modelo atualmente no Estado. 

O Ensino Médio Integral em Tempo Integral é o mais recente modelo ofertado em Santa Catarina. Foi implantado em 2017 em 15 escolas e oferece oportunidades de construção conjunta de uma educação que, valoriza o aprendizado de conteúdos tradicionais, mas também desenvolve competências essenciais para a vida profissional e pessoal de professores e estudantes. Para este ano 13 escolas terão matrícula para a primeira e segunda série e outras 17 escolas, que iniciam o programa em 2018 ofertaram apenas o primeira série do ensino médio nesta modalidade.
O Ensino Médio Integrado a Educação Profissional (EMIEP) enfoca uma concepção de formação humana, tendo o trabalho como princípio educativo, a integração de todas as dimensões da vida, visando à formação omnilateral dos sujeitos. A proposta é integrar as disciplinas técnicas as grandes áreas do conhecimento do Ensino Médio, não sendo apenas uma simples justaposição de disciplinas.
“O ensino médio é a etapa final da educação básica, por isso além do tradicional ensino regular a Secretaria de Estado da Educação tem invetindo em outros modelos. Desta forma, o jovem que quiser seguir para a universidade pode escolher o modelo a seguir, assim como o jovem que quer ir para o mundo do trabalho pode optar pela formação profissional já neste etapa. Queremos dar autonomia aos nossos jovens decidirem, junto com seus pais, qual o caminho que preferem seguir e para isso temos que dar opções”, destaca a diretora de Gestão da Rede Estadual, Marilene Pacheco.

Documentos necessários:
·         Certidão de Nascimento;
·         Carteira de Identidade;
·         Atestado de Frequência com indicação da etapa/ano em 2017 ou histórico escolar;
·         Comprovante de residência atualizado (até três meses anteriores a matrícula);
·         1 foto 3x4; (opcional)
·         Carteira de vacinação, para os estudantes do Ensino Fundamental
·         Fotocópia do CPF dos pais ou responsáveis